Onde fica a floresta conhecida como ‘Floresta das Crianças Desaparecidas’

Fatos misteriosos, que foram acontecendo ao longo dos anos, tornaram o local conhecido devido aos fatos assombrosos

Sabe aquelas histórias cheias de mistérios, envolvendo lugares específicos, que a gente só ver no cinema ou em alguma série de televisão? Em uma floresta selvagem na cidade de Los Angeles, Califórnia, nos Estados Unidos, fatos estranhos fizeram com que o local passasse a ser conhecido por uma fama um tanto quanto assombrosa: Floresta das Crianças Desaparecidas.

As Montanhas San Gabriel e as Montanhas Sierra Pelona, localizadas no Condado de Los Angeles, no sul da Califórnia, nos Estados Unidos, fazem parte da Floresta Nacional de Angeles. Em um total de 700.167 acres (2.833.5 km²), a floresta abrange grandes porções de terras protegidas, muitas delas ainda intocadas pelo homem, seja pela própria distância ou dificuldade em acessar as terras.

Mesmo assim, a Floresta Nacional de Angeles é o destino de muitas pessoas que procuram locais de grande contato com a natureza para fazer piqueniques e outras atividades de recreação. No entanto, fatos misteriosos, que foram acontecendo ao longo dos anos, tornaram o local conhecido além da beleza natural, evidenciando misteriosos desaparecimentos.

O local ganhou uma fama um tanto quanto assombrosa: Floresta das Crianças Desaparecidas

Floresta Nacional de Angeles ou A Floresta das Crianças Desaparecidas (Foto: depositphotos)

Os fatos estranhos da Floresta Nacional de Angeles

Para elencar alguns dos fatos que ajudaram a construir a fama do local, o site americano Mysterious Universe relatou alguns deles.

O desaparecimento de Brenda Howell e Donald Lee Baker

No mês de agosto de 1956, Brenda Howell, de 11 anos, chegou a região da Califórnia para visitar sua irmã. Assim como acontece com muitas crianças da sua idade, não demorou muito para que ela fizesse amizade com Donald Lee Baker, de 13 anos, que morava na mesma vizinhança. Na manhã de 6 de agosto, as crianças saíram para um passeio de bicicleta em direção a área de San Gabriel Canyon.

Depois desse episódio, as duas crianças foram dadas como desaparecidas, já que não haviam retornado para as suas casas. Várias equipes de busca começaram a procurar as duas crianças, porém, o que foi encontrado foi somente a bicicleta de Brenda e o casaco de Donald. Os objetos estavam perto da barragem de Morris, cerca de um quarto de milha de distância de onde eles foram vistos pela última vez.

Dois meses depois, a bicicleta de Donald também foi encontrada. Ela estava com um aluno da Escola Primária de Glendora, que disse ter encontrado o objeto abandonado na floresta. O mistério permanece sem solução até hoje, já que nada mais sobre o caso foi descoberto.

O desaparecimento de Tommy Bowman

No dia 23 de março de 1957, mais um desaparecimento chocou a população americana. Eldon Bowman e seu cunhado Gordon Wicks estavam fazendo uma caminhada no Arroyo Seco em Altadena, Califórnia, junto com seus filhos mais novos. Em determinado momento do passeio, antes de contornarem uma curva da estrada, Tommy Bowman, de 8 anos de idade, correu, se afastando um pouco do grupo, passando primeiro pela curva.

Momentos depois, Eldon e Gordon não conseguiram mais avistar o menino. Preocupados, eles começaram a chamar pelo menino, aos gritos, mas nenhuma resposta foi dada. Uma equipe de busca foi acionada, onde foram usados cães farejadores, pessoas procurando o garoto pelo solo e até aeronaves. Porém, nenhum vestígio do garoto foi encontrado.

Duas semanas após o desaparecimento de Tommy, uma carta anônima chegou até à casa da família Bowman. Nela, a informação que tinha é de que o garoto estava vivo e na companhia de um homem adulto. Logo depois, uma outra carta foi enviada para o mesmo endereço. Dessa vez a notícia que continha era de que Tommy estava morando em Oklahoma. As autoridades não comprovam a autenticidade da carta e o mistério sobre a localização do garoto continua até os dias de hoje.

Desaparecimento de Bruce Howard Kremen

No dia 12 de julho de 1960, um grupo de cerca de 80 pessoas, entre crianças e adultos, foi acampar no Buckhorn Flat, na Floresta Nacional Angeles. Nesse meio estava Bruce Howard Kremen, de 6 anos. Bruce caminhava com algumas outras crianças. Demonstrando cansaço, o supervisor sugeriu que ele voltasse para o acampamento, que se encontrava a cerca de 300 metros.

Quando o menino acabou de chegar ao acampamento, o supervisor se virou para continuar com as outras crianças, mas Bruce já havia sumido. Uma equipe de busca foi acionada. As autoridades na época acreditavam que Bruce se perdeu na floresta e se encontrou com alguma forma de perigo.

8 lugares secretos no mundo onde é proibido humano entrar

Seria a resolução do mistério?

Uma aparente solução resolveria todos os mistérios descritos nos casos de desaparecimento de crianças na Floresta nacional da Califórnia. Um homem chamado Mack Ray Edwards, 51 anos, procurou a Polícia de Los Angeles para confessar que abusou sexualmente e depois matou seis crianças entre os anos de 1953 e 1970. Entre os nomes das possíveis vítimas, Edwards citou Brenda Howell e Donald Baker.

Já no processo de investigação, a polícia pediu para que o confessor levasse-os até o local onde teria enterrado os corpos. Chegando ao largo da Mount Baldy Road, a polícia não encontrou nenhum sinal de que algum corpo já esteve por ali. No entanto, Edwards foi considerado um molestador serial de crianças. Ele foi condenado por três dos assassinatos de que foi acusado, além de ser suspeito por outros desaparecimentos e mortes.

Apesar da confissão, não surgiram evidências para nenhum dos crimes mencionados. Em sua cela na prisão de San Quentin, Edwards cometeu suicídio. Ele deixou uma carta contando grande parte dessas confissões. Ele atribuiu a culpa a um indivíduo que ele chamou de “Billy the Cripple”. No entanto, as autoridades descartaram a versão, alegando que Edwards teria uma mente perturbada.

Ruínas astecas: descobertas de misteriosas câmaras seladas