,

Os escritores do Romantismo

Já parou para pensar sobre quantos escritores do Romantismo você conhece? Álvares de Azevedo, Castro Alves, Gonçalves Dias e José de Alencar são alguns dos nomes mais importantes desse período na literatura brasileira.

Em suas obras, os autores românticos buscavam retratar o drama da humanidade, amores trágicos e ideais utópicos. Divididos em três gerações com características bem peculiares.

Mas de uma forma geral, o Romantismo foi um movimento artístico e filosófico surgido em países da Europa durante as últimas décadas do século XVIII. Trata-se de uma escola literária fortemente ligada aos sentimentos, à valorização das emoções, liberdade de criação e de expressão, temas religiosos, nacionalistas e históricos.

O movimento romântico surgiu inicialmente nos territórios que futuramente seriam a Alemanha e a Inglaterra, posteriormente ganhando força na França e espalhando-se para outras regiões dos continentes europeu e americano. Conheça agora os principais autores desse período no Brasil e mais características desse momento da literatura.

Escritores do Romantismo e principais obras

Conheça a seguir um pouco mais a respeito de alguns dos principais representantes da literatura romântica brasileira e suas principais obras!

Álvares de Azevedo

Nascido no dia 12 de setembro de 1831, em São Paulo, Manuel Antônio Álvares de Azevedo foi um escritor da segunda geração romântica (Ultrarromântica, Byroniana ou Mal-do-Século). Suas principais obras são “Lira dos Vinte Anos”, “Macário” e “Noite na Taverna”.

Castro Alves

Antônio Frederico de Castro Alves, mais conhecido simplesmente por Castro Alves, nasceu em 14 de março de 1847, em Curralinho, no estado da Bahia, e foi um importante poeta da geração condoreira.

Suas poesias mais conhecidas são marcadas pelo combate à escravidão, como em “O Navio Negreiro”. As principais obras do escritor incluem também “Espumas Flutuantes”, “Os Escravos” e “Tragédia no Mar”.

Gonçalves Dias

Nascido no dia 3 de novembro de 1823, em Caxias, no estado do Maranhão, Antônio Gonçalves Dias foi um grande expoente do romantismo brasileiro e do indianismo.

Escreveu um dos poemas mais famosos da literatura brasileira, intitulado “Canção do Exílio”, além de outros títulos como “I-Juca-Pirama”, “Seus Olhos”, “Os timbiras” e “Meditação”.

Confira o poema “Canção do Exílio”:

“Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá; 
As aves, que aqui gorjeiam, 
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas, 
Nossas várzeas têm mais flores, 
Nossos bosques têm mais vida, 
Nossa vida mais amores.

Em  cismar, sozinho, à noite, 
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores, 
Que tais não encontro eu cá; 
Em cismar sozinho, à noite
Mais prazer eu encontro lá; 
Minha terra tem palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra, 
Sem que eu volte para lá; 
Sem que disfrute os primores 
Que não encontro por cá; 
Sem qu’inda aviste as palmeiras, 
Onde canta o Sabiá.”

Bernardo Guimarães

O romancista e poeta nascido em Ouro Preto, interior de Minas Gerais, é conhecido pelo romance “A Escrava Isaura”.

José de Alencar

Considerado o fundador do romance de temática nacional, José Martiniano de Alencar nasceu na cidade de Messejana, no Ceará, em 1 de maio de 1829. É considerado o precursor do Romantismo no Brasil em quatro características, a saber: indianista, psicológica, regional e histórica.

Suas principais obras incluem: “Ubirajara”, “Iracema”, “O Guarani”, “Diva”, “Lucíola”, “Senhora”, “A Viuvinha”, “O Sertanejo”, “O Tronco do Ipê”, “O Gaúcho”, “Til”, Cinco Minutos”, dentre outras.

Joaquim Manoel de Macedo

As principais obras de Joaquim Manoel de Macedo são: “A Moreninha”, “O Moço Loiro”, “O Rio do Quarto” e “A Luneta Mágica”.

Machado de Assis

Nascido no Rio de Janeiro, em 21 de junho de 1839, o escritor passeia por duas escolas literárias, o Realismo e o Romantismo.

Sua primeira fase literária é constituída de obras nas quais nota-se características românticas, incluindo títulos como “Ressurreição”, “A Mão e a Luva”, “Helena” e “Iaiá Garcia”.

Principais características do período

Estudiosos consideram que existiram três gerações de artistas românticos. As principais características de cada fase do período são:

    • 1ª geração: lirismo, subjetivismo, exagero, busca pelo exótico, nacionalismo, idealização do mundo e da mulher
    • 2ª geração: pessimismo, religiosidade, naturalismo e morte
    • 3ª geração: é considerada uma fase de transição para o Realismo, a qual denuncia os males da sociedade.

O Romantismo no Brasil

No Brasil, o contexto histórico da escola literária denominada Romantismo coincidiu com a Independência política do Brasil em 1822. O marco do movimento romântico no país deu-se com a publicação do livro de poemas “Suspiros poéticos e saudades”, do autor Domingos José Gonçalves de Magalhães, em 1836.

O Romantismo no Brasil prolongou-se por pelo menos 45 anos.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas) pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), com certificado DELE (Diploma de Español como Lengua Extranjera), outorgado pelo Instituto Cervantes. Produz conteúdo web, abrangendo diversos temas, e realiza trabalhos de tradução e versão em Português-Espanhol.