Planeta Marte – Temperatura, características e fotos

O Planeta Marte possui semelhanças com a Terra. Veja detalhes de pesquisas, fotos e características como tamanho, cor e temperatura

O planeta Marte é também chamado de Planeta Vermelho, justamente por sua coloração peculiar. Ele localiza-se em quarto lugar em relação à distância do Sol, dentre os planetas do Sistema Solar, logo depois da Terra.

Marte tem algumas similaridades com o Planeta Terra, como a composição de sua atmosfera e, assim como a Terra, é classificado como planeta rochoso. Justamente por isso tem sido tão estudado por pesquisadores, visando reconhecer se pode existir vida em sua superfície.

Os satélites de Marte

Marte é um dos planetas que constituem o Sistema Solar, ocupando a quarta posição em relação ao distanciamento do Sol. A imagem abaixo mostra a posição dos planetas no Sistema Solar:

Planeta Marte - Temperatura, características e fotos - Sistema Solar

Foto: Reprodução/NASA

O planeta possui 3397 Km de raio equatorial, assim sendo, um pouco maior que a metade do raio da Terra, portanto sendo maior apenas que o planeta Mercúrio, a Lua e o planeta-anão Plutão.

Sua distância média do Sol fica próximo aos 227.900.000 km. Marte possui dois satélites naturais, os quais são chamados de Fobos e Deimos, os quais foram descobertos em 1877, e cujos nomes significam medo e terror, respectivamente. Estes satélites correspondem ao que a Lua significa para a Terra, no entanto, são menores do que a Lua, sendo Deimos (cerca de 8 km de diâmetro) menor do que Fobos (cerca de 26 km de diâmetro). Abaixo segue uma imagem dos satélites de Marte:

Planeta Marte - Temperatura, características e fotos - Satélites de Marte

Foto: Reprodução/NASA

A atmosfera e a coloração de Marte

Marte é considerado um Planeta Telúrico, juntamente com Mercúrio, Vênus e Terra, isso quer dizer que ele é um planeta formado a partir de rochas, e não gasoso como os demais planetas do Sistema Solar. A imagem abaixo demonstra um comparativo entre a Terra e Marte:

Planeta Marte - Temperatura, características e fotos - Terra e Marte

Foto: Reprodução/NASA

A atmosfera de Marte é comporta prioritariamente por gás carbônico, e existe uma espessa camada de poeira que encobre sua superfície, a qual confere o tom avermelhado ao planeta. Essa coloração é decorrente do contato entre os silicatos minerais e o oxigênio, fazendo com que os minerais oxidem, ficando com a coloração avermelhada, por conta do óxido de ferro presente nestes. A imagem abaixo mostra a coloração do Planeta Vermelho:

Planeta Marte - Temperatura, características e fotos - Planeta Vermelho

Foto: Reprodução/NASA

O relevo de Marte

Na superfície de Marte é encontrado um modelado de relevo interessante e com similaridades ao da Terra. Parte da superfície é recoberta por lava que se solidificou ao longo dos anos, o que originou a formação de imensas planícies. No entanto, o relevo de Marte também é formado por montanhas e crateras ocasionadas pelo impacto com corpos celestes. Existe em Marte um vulcão já extinto, mas que possui grande expressividade em relação ao relevo do planeta, o qual é denominado de “Monte Olimpo”.

O Monte Olimpo já foi considerado o maior monte do Sistema Solar, posto este que foi confrontado pela descoberta do Tamu Massif, encontrado em 2013, no noroeste do Oceano Pacífico, o qual é um enorme vulcão submarino extinto. A imagem abaixo mostra o Monte Olimpo, em Marte:

Planeta Marte - Temperatura, características e fotos - Monte Olimpo

Foto: Reprodução/NASA

Dentre os planetas existentes, o que possui o relevo mais parecido com o da Terra é Marte. Apesar disso, no relevo daquele planeta existem crateras de impacto ainda bastante preservadas, e isso o difere bastante da Terra. As planícies predominam no Norte do planeta, ocasionadas pelos derramamentos de lava no contexto das atividades geológicas. Já a parte mais Sul do planeta é formada por terrenos montanhosos, e onde se localizam as antigas crateras.

Temperatura em Marte

A atmosfera de Marte é considerada bastante tênue, o que na prática significa que a superfície não consegue reter calor. Em Marte existem estações do ano, assim como na Terra, no entanto lá elas são mais longas, uma vez que um ano em Marte corresponde a aproximadamente 1,9 anos terrestres. As temperaturas em Marte geralmente se mantêm baixas, justamente pela dificuldade da superfície em manter-se aquecida. Portanto, comumente a temperatura permanece abaixo dos 0º. Na região equatorial, quando o sol incide de forma mais incisiva naquela região, as temperaturas podem alcançar os 20ºC. As menores temperaturas são registradas nos polos, onde as mínimas chegam aos -140°C. A temperatura média registrada no planeta é de -63º.

Vida em Marte

Durante muito tempo pesquisadores acreditavam existir vida inteligente em Marte, isso porque era possível ver de longe linhas que cortavam a superfície do planeta, as quais, para os pesquisadores, eram canais de irrigação construídos pelos povos que viviam em Marte. Também as mudanças nas cores da superfície do solo de Marte levavam a crer que existiam épocas de afloramento de vegetação, como no verão, e períodos em que as plantas não apareciam, como no inverno. Estas hipóteses foram derrubadas com as expedições que ocorreram posteriormente ao planeta.

Apesar disso, ainda hoje existem várias especulações de que possa haver vida em Marte, e essa fantasia é disseminada pelos discursos comuns, até mesmo através de filmes que retratam os seres que supostamente viveriam no planeta, chamados de marcianos. Mesmo entre os filmes infantis são comuns as representações de personagens de outros planetas, especialmente advindos de Marte. E estas suposições tem perpassado as décadas.

Várias expedições buscaram o conhecimento de Marte e um possível contato com vida naquele planeta, inclusive, supondo que haveria uma civilização mais avançada do que a terrestre vivendo em Marte. As viagens espaciais não obtiveram êxito neste sentido, uma vez que nada de concreto foi descoberto acerca de vida inteligente no Planeta Marte. No entanto, as expedições descobriram aspectos importante sobre a composição de Marte, como as evidências da existência de água naquele planeta.

A descoberta impulsiona ainda mais o sonho de ocupação de Marte pelos humanos, os quais desejam compreender a composição do planeta para viabilizar o desenvolvimento de vida neste, especialmente no caso de problemas de perpetuação da vida na Terra. Por enquanto, estas suposições e especulações são apenas mitos, mas as contribuições ofertadas pelas expedições para o conhecimento de Marte têm contribuído para os avanços das discussões cientificas nesta área, além de tornar possível a colonização do planeta vermelho.

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

» BRASIL. Ministério da Ciência e da Tecnologia. Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Introdução à Astronomia e Astrofísica. São José dos Campos: INPE, 2003. Disponível em: < http://staff.on.br/maia/Intr_Astron_eAstrof_Curso_do_INPE.pdf>. Acesso em: 03 de maio de 2017.

» HAMILTON, Calvin J. Vistas do Sistema Solar. Disponível em: < https://www.if.ufrgs.br/ast/solar/portug/homepage.htm>. Acesso em; 03 de maio de 2017.

» ROSSI, Silvia. Fundamentos de Astronomia. Universidade de São Paulo. Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas. 2013. Disponível em: <http://www.astro.iag.usp.br/~aga0215diurno/pdfs/marte.pdf>. Acesso em: 03 de maio de 2017.

» SILVA, Graça. Imaginando Marte. Ciência Viva. Disponível em: < http://www.cienciaviva.pt/space/marte.pdf>. Acesso em: 03 de maio de 2017.

Veja mais fotos:

Foto tirada de Marte

Foto mostra canal que teria tido água. | Foto: ESA/DLR/FU Berlin (G. Neukum)

 

Montanhas em marte

Montanhas perto de antigo ‘rio’ de Marte. | Foto: ESA/DLR/FU Berlin (G. Neukum)

 

Robô Curiosity

Robô Curiosity em marte | Foto: NASA