,

Ribossomos – Estrutura e funções

Os ribossomos são estruturas citoplasmáticas que participam ativamente da síntese de proteínas e são encontradas tanto em células procarióticas como em eucarióticas.

Nas células dos eucariontes e dos procariontes, eles ocorrem dispersos no citoplasma. Essas estruturas são granulares, então, quando se apresentam aderidos ao retículo endoplasmático da célula, o que acontece na maioria dos casos, recebem a denominação de retículo endoplasmático granular ou retículo endoplasmático rugoso.

Eles também podem associar-se ao envelope nuclear de células eucarióticas.

O que é e qual a função do ribossomo?

São estruturas encontradas no citoplasma de células procarióticas e eucarióticas com função de síntese proteica. Quando os ribossomos estão associados ao retículo endoplasmático, as proteínas sintetizadas penetram diretamente no retículo. O destino de tais proteínas envolve o transporte por meio de vesículas.

Ribossomos livres sintetizam proteínas que atuam no citoplasma ou no interior do núcleo e das mitocôndrias. Ribossomos aderidos ao retículo produzem tanto as proteínas que compõem as estruturas celulares como as proteínas que foram “escondidas” pela célula.

Essas estruturas permanecem próximas do filamento do ácido ribonucleico, o RNA mensageiro, formando através de uma síntese celular os polissomos.

Qual a estrutura?

A estrutura do ribossomo é constituída basicamente por proteínas e por um tipo de ácido ribonucleico: o RNA ribossômico (RNAr). Os ribossomos são constituídos por duas subunidades arredondadas, com dimensões desiguais, localizadas uma sobre a outra.

Características

Os ribossomos apresentam características importantes na síntese proteica, pois unem as partículas de RNA durante o processo de tradução.

Na maioria das vezes, o RNA mensageiro pode ser traduzido simultaneamente e em sequência por vários ribossomos. Nesse caso, fala-se em polirribossomos ou polissomos (vários ribossomos ligados a um mesmo RNAm). Assim, são formadas várias moléculas proteicas idênticas.

Onde podem ser encontrados?

Os ribossomos podem ser encontrados livres no citoplasma celular, anexados ao retículo endoplasmático e ao envelope celular de células eucarióticas, no interior das mitocôndrias e nos cloroplastos.

Vale ressaltar que todas as células possuem ribossomos, sem exceções. O ribossomo eucariótico tem maior quantidade de proteínas e maior coeficiente de sedimentação do que os ribossomos procarióticos.

Origem

Nas células eucarióticas, o RNA ribossômico é originado do nucléolo. As proteínas ao serem sintetizadas no citoplasma migram para o núcleo através dos poros existentes na membrana.

Ainda no nucléolo ocorre a formação das subunidades ribossômicas que migram para o citoplasma, unem-se e formam o ribossomo. A partir deste momento, o ribossomo está pronto para realizar suas atividades.

Ribossomos bacterianos

Os ribossomos bacterianos (procariontes) são menores do que os ribossomos das células dos organismos eucariontes. Estão presentes no citoplasma de forma livre e são numerosos, existindo uma média de 10.000 ribossomos em uma única célula bacteriana.

Qual é a função do ribossomo na célula animal?

Na célula animal, o ribossomo tem função de sintetizar proteínas, sendo fundamentais para a estrutura do controle metabólico. Os ribossomos de células animais também são formados por duas subunidades, a maior (60S) e a menor (40S).

O que entender por ribossomos livres?

São ribossomos encontrados livremente no citoplasma das células procariontes e eucariontes, ou seja, não estão aderidos a nenhuma organela ou estrutura.

Como o ribossomo atua na síntese de proteínas?

Para a síntese de proteínas acontecer, o ribossomo deve associar-se à uma molécula de outro tipo de ácido nucleico, o ácido ribonucleico mensageiro (RNAm). Ele, por sua vez, contém a informação genética para a síntese de determinada proteína. O ribossomo associa-se a esse RNAm e desloca-se sobre ele, traduzindo a sua informação.

À medida que o ribossomo se desloca, a proteína vai sendo formada, associada à subunidade maior. Desse processo participa também outro tipo de ácido nucleico: o RNA transportador (RNAt). A síntese completa de uma proteína leva de 20 a 60 segundos e o mesmo RNAm pode ser traduzido simultaneamente por vários ribossomos.

Resumo

Os ribossomos são individualmente visíveis apenas ao microscópio eletrônico e são formados por duas partes arredondadas, com tamanhos diferentes, que se dispõem uma sobre a outra.

Os ribossomos não possuem membranas formadas por lipídios e proteínas, podendo, em alguns casos serem encontrados “livres”, espalhados dentro da célula e não aderidos ao retículo endoplasmático.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.