Significado da bandeira da Colômbia

A bandeira da Colômbia é composta por três faixas horizontais nas cores amarela, azul escuro e vermelha

Todos os países possuem elementos oficiais que representam sua cultura, identidade ou sua história. Geralmente são utilizados para isso os brasões, os hinos nacionais e as bandeiras, podendo ser ainda inseridos outros símbolos que denotem assuntos de interesse aos países.

As bandeiras são comumente elementos com uma caracterização simples, contendo cores que representam dados de importância. No entanto, algumas bandeiras são bem detalhadas, contendo elementos gráficos diversos e representativos. Em muitos casos o uso das bandeiras possui uma regulamentação, definindo os espaços e momentos em que elas devem e podem ser utilizadas.

Normalmente elas ficam hasteadas em espaços públicos, bem como em cerimônias oficiais, de forma obrigatória. As bandeiras são, desta forma, parte do conjunto identitário de um dado país.

A bandeira da Colômbia e seu significado

A bandeira adotada oficialmente pela Colômbia é formada por três cores distintas

Essa bandeira tem semelhança com a do Equador e com a da Venezuela (Foto: depositphotos)

A bandeira adotada oficialmente pela Colômbia é formada, basicamente, por três cores distintas, sendo elas amarelo, azul e vermelho. A bandeira é dividida ao meio em sentido horizontal, sendo que a porção superior, ocupando metade da bandeira, é constituída pela cor amarela.

Já a metade inferior, subdividida em duas partes, é constituída pelas cores azul e vermelha. Assim, nota-se que a cor amarela, por ocupar porção maior da bandeira, bem como por estar na parte superior desta, denota algo de grande importância para os colombianos.

Esta bandeira da Colômbia foi adotada ainda no ano de 1861, e tem semelhanças com as bandeiras de outros países com passados históricos similares, como o Equador e a Venezuela, embora estas últimas adotem símbolos gráficos sobre as cores.

Veja também: Mercosul – Características e objetivos

Cores

As cores amarelo, azul e vermelho foram escolhidas pelos libertadores locais que se manifestaram contra o domínio dos colonizadores na porção americana ocupada pelos espanhóis. Ao que parece as cores foram elencadas por Sebastián Francisco de Miranda Rodríguez, um militar venezuelano que lutou contra as forças espanholas.

A bandeira da Colômbia, apesar de não contar com simbologias gráficas para além das três adotadas, representa a Pátria, a nacionalidade e a história desta.

Estes elementos foram materializados nas cores: Amarela, simbolizando a riqueza dos solos da Colômbia, representando os metais preciosos.

Azul, simbolizando os mares que banham o território, o que é bastante emblemático, já que o território da Colômbia é banhado tanto pelo oceano Atlântico, quanto pelo oceano Pacífico.

Vermelho, simbolizando o sangue que os heróis colombianos derramaram em favor da pátria e da liberdade dos colombianos.

Existe outra concepção sobre as cores da bandeira da Colômbia, o que se estende também para o Equador e a Venezuela, que seria a representação dos Ela representa da América em amarelo e da Espanha em vermelho, as quais estariam separadas pelo Oceano Atlântico em azul.

Passado histórico

De qualquer forma, as cores simbolizam o passado histórico vivido pelos referidos países, cujos territórios estavam sob domínio dos espanhóis. A origem do uso comum das cores na bandeira da Colômbia, da Venezuela e do Equador denota da existência da Grã-Colômbia entre os anos de 1822 a 1830, sendo que quando a referida união se desfez, no ano de 1830, cada país atribuiu novos significados às cores, havendo, portanto, uma variação nos significados atribuídos atualmente.

Veja também: Civilizações pré-colombianas

Bandeira Presidencial

Assim como ocorre com boa parte dos demais países do mundo, a Colômbia conta também com outros símbolos nacionais, incluindo variações da sua própria bandeira, como a Bandeira Presidencial, a qual preserva as mesmas cores e estrutura, incluindo um símbolo ao centro com a frase “Republica de Colombia – Libertad y Orden”.

Bandeira da Marinha Mercante

Há ainda mais uma variação da bandeira colombiana, que é a Bandeira da Marinha Mercante, a qual conta com a mesma estrutura e cores, incluindo um símbolo ao centro, formado por uma figura geométrica oval com borda vermelha, um centro azul e uma estrela branca de oito pontas.

Bandeira da Marinha

Há ainda Bandeira da Marinha, com as mesmas cores e estruturas, com um círculo de borda vermelha ao centro, branco ao fundo, com um brasão sobreposto. Todas as bandeiras acabam preservando as mesmas cores da oficialmente utilizada pelo Governo da Colômbia, as quais têm um fundamento comum com os demais países de colonização espanhola da América do Sul.

Em relação ao padrão de tamanho comumente utilizado na bandeira da Colômbia, adota-se uma metragem de três metros por dois metros.

A Colômbia e suas características

A população colombiana é bastante miscigenada

A Colômbia fica situada entre a América do Sul e a América Central (Foto: depositphotos)

O território colombiano possui uma extensão de 1.142.000 km², sendo banhado por dois oceanos, em sua porção Leste pelo Atlântico e em sua porção Oeste pelo Pacífico. Além disso, possui mais um dado relevante quanto a sua localização geográfica, pois está situado entre a América do Sul e a América Central.

Assim, o território da Colômbia ocupa uma porção estratégica para as relações comerciais, especialmente quanto ao comércio exterior. O território da Colômbia é amplamente influenciado pela Cordilheira dos Andes, a qual se estende de Norte a Sul, influenciando na distribuição populacional do país.

A Colômbia é um país localizado na América do Sul, constituindo parte também da chamada América Andina, da qual ele é o país mais populoso, com um contingente de mais de 48,65 milhões, conforme dados de 2016. A população colombiana é bastante miscigenada, formada a partir da mistura de povos indígenas e europeus, especialmente espanhóis.

A população colombiana está concentrada nos centros urbanos do país, especialmente em Bogotá (capital), bem como em Cali e Medellín.

Veja também: Colômbia – Economia, turismo e imagem de sua bandeira

Atividades econômicas

As principais atividades econômicas da Colômbia são ligadas à agricultura, sendo que um dos produtos de destaque da produção colombiana é o café. Além disso, destacam-se ainda a produção do tabaco e da cana-de-açúcar. O território colombiano é rico em recursos minerais, como petróleo e carvão. As indústrias são predominantemente de bens de consumo não duráveis, como bebidas e vestimentas.

Narcotráfico

Na Colômbia, há os cultivos ilegais também, que embora não permitidos, injetam muito dinheiro na economia da Colômbia. São cultivados ilegalmente as folhas de coca e de maconha, havendo ainda a produção e a distribuição dos narcóticos.

A presença de narcotraficantes no território colombiano é dos mais sérios problemas sociais enfrentados pelo país, sendo que estes se aliam aos pequenos agricultores, dos quais compram as folhas de coca e maconha para revenda.

 

Referências

» TAMDJIAN, James Onnig. Geografia: estudos para a compreensão do espaço. São Paulo: FTD, 2012.

» VEDOVATE, Fernando Carlo. Projeto Araribá: Geografia. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2010.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).