Significado da bandeira da Geórgia

Essa bandeira é conhecida como 'a bandeira das cinco cruzes' e faz referência aos cavaleiros Templários

Assim como a bandeira da Geórgia, as bandeiras são elementos simbólicos e que têm relação com o sentimento de pertencimento a um dado local. Elas definem aspectos históricos, culturais e naturais dos locais que representam, formando um conjunto de simbolismos identitários.

Vários são os elementos que um país pode utilizar como oficiais, como o brasão de armas, os hinos, as bandeiras, os escudos, dentre outros. Algumas bandeiras são facilmente compreendidas pela clareza com que os elementos são inseridos, outras, no entanto, precisam de estudos e conhecimento histórico para que sejam entendidos os aspectos expostos.

Assim como as pessoas são reconhecidas através de um conjunto de elementos, como a profissão, os aspectos físicos ou a atuação na sociedade, os Estados soberanos são reconhecidos por meio de seus símbolos oficiais, daí decorre a importância das bandeiras.

A bandeira da Geórgia e seu significado

 

O significado da bandeira da Geórgia tem relação com os cavaleiros templários

Essa bandeira é conhecida como “A bandeira das cinco cruzes” (Foto: depositphotos)

A bandeira da Geórgia é bastante interessante, já que apresenta um simbolismo específico. Ela também é conhecida como a “bandeira das cinco cruzes“.

Ela é considerada como uma bandeira bastante jovem, pois foi restituída para uso oficial apenas em 14 de janeiro de 2004, sendo que anteriormente era utilizada a bandeira do reino medieval Georgiano.

A Geórgia teve como bandeiras oficiais a Bandeira da Geórgia entre 1918-1921, a Bandeira da República Socialista Soviética da Geórgia entre os anos de 1936-1991 e a Bandeira da Geórgia pós-independência, a qual foi utilizada até 2004, passando então a bandeira atual. A proporção da bandeira é de 2:3, padrão que é oficialmente utilizado como padrão.

A Geórgia possui outras bandeiras, como a Bandeira do Exército, a Bandeira da Marinha e Bandeira marítima, a Bandeira da Aeronáutica, a Bandeira da Guarda Nacional, o Estandarte presidencial e a Bandeira das Forças Armadas.

Cores oficiais

As cores oficiais da bandeira da Geórgia são vermelha e branca, sendo que o fundo da bandeira é todo branco, estando sobre este uma Cruz de São Jorge em cor vermelha. A cruz divide o fundo branco em quatro partes, sendo que em cada uma destas partes há uma cruz pátea, ou cruz templária, igualmente em cor vermelha.

Veja também: O tesouro dos templários existe?

Embora existam discrepâncias sobre o uso das cores, o que acontece também com várias outras bandeiras, acredita-se que o branco na bandeira signifique a pureza e a paz, enquanto a cor vermelha seria uma referência ao sangue derramado pelos heróis e guerreiros, uma representação da justiça.

Simbologia

A referida cruz tem origem no símbolo usado pelos templários, os quais eram sujeitos que constituíam uma ordem militar religiosa de cavalaria. Estes utilizavam roupas brancas, fazendo referência a fé e a proteção, e usavam sobre suas vestes a cruz templária.

A Ordem dos Templários era também conhecida como Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo e do Templo de Salomão, os quais faziam uma defesa do cristianismo por onde passavam, sendo prontamente caracterizados pelas suas vestes tradicionais.

Brasão de armas

O brasão de armas da Geórgia, importante símbolo que representa o país, apresenta a imagem de São Jorge, padroeiro que deu o nome ao país, bem como leões nas laterais do escudo, e uma coroa no topo. Esse brasão foi oficialmente adotado também no ano de 2004, juntamente com a bandeira.

Geórgia: suas características e aspectos gerais

Um dos pontos fortes da economia é o turismo e sua referência ao período medieval

A capital da Geórgia é Tbilisi, cidade mais populosa do país (Foto: depositphotos)

No mundo existem mais de 190 países (existem alguns questionamentos sobre alguns países, o que deixa que haja um número oficialmente aceito, alguns territórios não são considerados países), alguns bastante conhecidos pela sua importância no cenário mundial, outros pelas opções turísticas que apresentam, ainda, pelos graves problemas que enfrentam ou pelos contextos de guerras.

Veja também: Europa medieval – História, mapa e feudalismo

No entanto, existem muitos outros países que parecem ser pouco lembrados ou referenciados, tanto que são escassos os conhecimentos sobre eles no território brasileiro.

Claro que há uma lógica neste sentido, pois as pessoas tendem a conhecer melhor aqueles países que tiveram influências ou relações mais próximas com os países em que elas vivem, enquanto os outros, que não têm relação, são pouco explorados.

A Geórgia é um desses países que parecem pouco conhecidos, e dos quais poucas informações são destacadas nos livros ou nas mídias brasileiras. É preciso cuidado para não confundir a Geórgia com um dos estados que forma os Estados Unidos, e que leva o mesmo nome, estando localizado na porção Sudeste daquele país.

Localização e território

O país chamado de Geórgia fica no continente europeu, especificamente na porção Oriental deste continente. Os limites da Geórgia são a Rússia ao Norte e a Leste, a Turquia e a Armênia ao Sul, o Azerbaijão ao Leste e ao Sul e a Oeste com o mar Negro.

Veja também: Quantos países fazem parte da Europa?

Acredita-se que o nome do país tenha origem em uma homenagem ao padroeiro daquele território, que seria São Jorge. A Geórgia encontra-se em um importante ponto geoestratégico, entre os continentes europeu e asiático. As cidades mais importantes daquele país são Tbilisi (capital), Kutaisi, Batumi, Rustavi e Zugdidi.

População

O território da Geórgia é considerado pequeno para um país, contando com 69.700 km² de extensão, enquanto a população do país estava em 3,719 milhões de habitantes no ano de 2016, sendo que mais de um quarto da população total vive na capital daquele país.

A Geórgia possui algumas características importantes, como é o caso da presença e oficialização desde 2008 de duas regiões independentes, que são a Abecásia e a Ossétia do Sul, o que gera muitas discussões geopolíticas.

Economia

A Geórgia possui uma economia bastante dinâmica, que vai desde indústrias bem desenvolvidas até o turismo. Os principais países que compram produtos da Geórgia são a Rússia, a Turquia, a China, a Bulgária e o Azerbaijão. Já as importações da Geórgia são oriundas da Rússia, da Turquia, da China, da Alemanha e dos Estados Unidos.

Turismo

O turismo é uma importante atividade econômica do país, especialmente no mar Negro, onde estão os principais atrativos turísticos. Além disso, na Geórgia planta-se chás, frutas cítricas, bem como uvas, com destaque aos vinhos. A indústria tem destaque nos produtos químicos e têxteis, enquanto a mineração é importante fonte de renda, com a extração de manganês e cobre.

A Geórgia é importante por seus recursos energéticos, como é o caso do gás natural e do petróleo, o que encarece sua dependência em relação ao mercado externo, sendo que a fonte energética mais relevante do território da Geórgia é a energia hidrelétrica.

 

Referências

»VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).