Significado da bandeira da Macedônia

Embora por vezes sejam elementos cujos significados passam despercebidos pela grande parte da população, as bandeiras são objetos que geram curiosidade e estudos por parte de pessoas que têm interesse no assunto.

Tanto é assim, que existe um nome para o estudo das bandeiras e suas simbologias, o qual é denominado de “vexilologia”. Esse campo do conhecimento se dedica aos estudos sobre a história, as principais características, as cores e os símbolos, bem como seus significados, e ainda, ao uso das várias bandeiras existentes.

No Brasil, existe um grupo dedicado a este campo de estudos, formando a “Vexilologia Brasileira”. Para a Geografia, o estudo sobre as bandeiras está relacionado com os elementos de composição destas, especialmente em relação aos aspectos físicos, históricos e culturais representados pelas simbologias contidas nas bandeiras.

A bandeira da Macedônia: origem e significados

Significado da bandeira da Macedônia tem relação com seu passado histórico e cultural

O Sol, para os macedônios, denota um sentimento de liberdade (Foto: depositphotos)

Quando se fala nos elementos culturais e identitários da Macedônia, adota-se uma tarefa bastante complexa, uma vez que a região da Macedônia é bastante antiga, e os países desmembrados, como a República da Macedônia, são frutos de um contexto histórico, cultural e geográfico comum, mas repleto de conflitos e contradições.

Acerca da bandeira da Macedônia, é importante destacar que existe a “Bandeira da Macedônia”, a qual foi adotada em proporção de 1:2 desde 1995, cujas cores utilizadas são o amarelo e o vermelho, as quais são as cores oficiais do Estado Macedônico.

Sol

A referida bandeira apresenta um fundo todo vermelho, estando sobre um Sol com oito raios que alcançam as bordas da bandeira. O Sol, para os macedônios, denota um sentimento de liberdade, e isso fica expresso na bandeira. Essa bandeira é considerada como a oficial do país Macedônia, e foi criada por Miroslav Grčev, um arquiteto, designer gráfico e caricaturista macedônio.

Bandeira da República Socialista da Macedônia

Antes dessa bandeira, houve mais uma denominada de “Bandeira da República Socialista da Macedônia”, no momento em que a Macedônia foi uma das nações constituintes da extinta República Socialista Federal da Iugoslávia, sendo que esta foi formada em 1944 e dissolvida em 1991, com o fim da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Veja também: Península Balcânica – Mapa e história dos países

Essa bandeira foi substituída em 1991. Ela era igualmente toda vermelha, preservando as cores oficiais dos macedônios, no entanto, apresentava uma estrela de cinco pontas na parte superior esquerda, figura emblemática do comunismo e do socialismo.

Bandeira oficial da República da Macedônia

Há ainda uma terceira bandeira, tendo sido amplamente utilizada entre os anos de 1991 e 1995, a denominada “Bandeira oficial da República da Macedônia”.

Essa bandeira preservava as cores macedônias, vermelho e amarelo, no entanto, apresentava em sua porção central um Sol de Vergina, que é um símbolo tradicional da região grega da Macedônia. Essa estrela apresenta 16 raios, sendo oito deles maiores ligados ao centro, mais oito deles menores entre os grandes raios.

Essa bandeira foi muito criticada pelos gregos, já que o símbolo do Sol de Vergina representa todo um passado histórico e geográfico da região macedônia, não devendo ser adotado oficialmente para representar apenas um dos países que se localizam na região.

Assim, para forçar a Macedônia a retirar o referido Sol de sua bandeira, a Grécia promoveu na época um bloqueio econômico em relação ao país, quando a Macedônia adotou a bandeira que é utilizada até hoje, com um Sol de oito raios, preservando as cores vermelha e amarela.

O Sol é um elemento muito expressivo para aqueles povos, estando também presente em outros elementos oficiais identitários, como o hino nacional da Macedônia, retratando o Sol como “o novo Sol da liberdade”. As ex-repúblicas Iugoslavas utilizam-se amplamente as cores “Pan-Eslavas”, que são o vermelho, o azul e o branco, as quais representam os povos de ascendência Eslava, no entanto, a Macedônia não adotou esse padrão, ficando com o vermelho e o amarelo em sua composição.

A Macedônia

A Macedônia, oficialmente denominada de República da Macedônia, é um país pertencente aos Balcãs, que são países da Península Balcânica, sendo eles a Albânia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Grécia, República da Macedônia, Montenegro, Sérvia, bem como Kosovo, a porção da Turquia que está no continente europeu, ainda, podendo designar a Croácia, a Romênia, a Eslovênia e a Áustria.

Até o ano de 1991 a Macedônia era parte da Iugoslávia (Jugoslávia), o qual foi fundado em 1918, no contexto após a Primeira Guerra Mundial com a nomenclatura de Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos.

Em 1929 foi denominado como Reino da Iugoslávia, o qual na década de 1990 foi desmembrado em vários países independentes após muitos conflitos e contradições internas. A Macedônia foi um dos países originados neste processo de desmembramento.

Veja também: Quantos países fazem parte da Europa?

Conflitos por conta do nome “Macedônia”

As contradições e conflitos por conta do nome adotado pela antiga República Iugoslava da Macedônia desde sua independência em 1991 – Macedônia – estão sempre presentes em relação aos gregos, por conta da não aceitação deste nome para o país hoje independente.

A Grécia não aceita o nome constitucional do país – República da Macedônia – uma vez que o termo é considerado como herança cultural grega, por questões territoriais, o que gera um receio de que a Macedônia atual reivindique para si territórios na porção macedônia.

A porção da Macedônia é uma região geográfica e histórica da península dos Balcãs, localizada no sudeste da Europa, e tem relação com os povos que habitavam a região Grécia e Anatólia na Antiguidade. Em relação ao território da Grécia, a parte da Macedônia é a maior e a segunda mais populosa região, o que leva ao temor do país denominado de Macedônia exigir parte desse território, por conta do nome.

A região apresenta uma instabilidade muito grande em relação à questão territorial, sendo de difícil definição os territórios pertencentes à cada país.

Em fevereiro de 2018, milhares de gregos foram para as ruas em manifesto pela mudança do nome do país Macedônia, levantando a afirmação de que “a Macedônia é a Grécia, a Grécia é a Macedônia”, não podendo aceitar a oficialização do nome do país Macedônia como tal, uma vez que Macedônia define toda uma região.

 

Referências

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

» VEXILOLOGIA Brasileira. Bandeiras do Brasil. Disponível em: http://www.vexilologia.com.br/. Acesso em 06 de fevereiro de 2018.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).