Bandeira da Polônia: significado, origem e imagem

A bandeira da Polônia é um dos símbolos oficiais que representam este país diante do mundo todo. As bandeiras, os hinos, os brasões, são elementos relacionados com a soberania dos países. São parte da identidade de um país.

As cores das bandeiras possuem relações com a história ou a cultura dos países que elas representam. Muitas vezes são símbolos das lutas históricas das quais estes países participaram. Outras vezes simbolizam aspectos naturais importantes para o país, como os minérios e as florestas.

Nem todas as bandeiras possuem um brasão estampado. Algumas são compostas apenas por composições de cores. Outras apresentam frases, imagens, escudos.

Bandeira da Polônia

A bandeira da Polônia só foi reconhecida de forma oficial no ano de 1997 (Foto: depositphotos)

A bandeira da Polônia apresenta uma composição bastante simples, apenas com cores. É uma bandeira muito parecida com a da Indonésia, por isso, são muitas vezes confundidas.

História e significado da bandeira da Polônia

A bandeira da Polônia apresenta uma composição bastante simples. São apenas duas cores: branco e vermelho. Estas cores estão dispostas em duas faixas horizontais de igual proporção. O branco ocupa a parte superior da bandeira, enquanto o vermelho ocupa a parte inferior.

Ela não tem frase, símbolos, brasão ou escudo em sua composição. A proporção oficialmente aceita para a bandeira polonesa é de 5:8.

O modelo atual da bandeira da Polônia foi adotado ainda em 1 de agosto de 1919. Ainda assim, a bandeira só foi reconhecida de forma oficial no ano de 1997, quando as cores foram definidas de forma definitiva através de artigo constitucional. Durante a história, a bandeira da Polônia sofreu algumas alterações até chegar ao modelo atual.

Todos os anos, no dia 02 de maio, é comemorado o Dia da Bandeira na Polônia.

Cores

As cores da bandeira da Polônia são o branco e o vermelho. O branco está disposto na faixa de cima da bandeira, enquanto o vermelho apresenta-se na parte de baixo da bandeira.

Estas cores são comuns para representar a Polônia, e estão presentes tanto na Bandeira Civil (apenas cores), quanto na Bandeira de Estado, a qual contém também um brasão sobre a parte branca.

Bandeira da Polônia asteada

Bandeira civil da Polônia (Foto: depositphotos)

A bandeira de Estado da Polônia é um símbolo oficial de uso mais restrito, por isso mesmo não é tão conhecida. Sobre a faixa branca da bandeira está disposta uma águia branca com detalhes amarelos. Essa ave é simbolizada em outros elementos identitários do país, como seu Brasão de Armas.

Bandeira de Estado da Polônia

Bandeira de Estado da Polônia

As cores da bandeira são baseadas no escudo da Polônia, que é mais antigo, oriundo do século XIII, durante a Dinastia Piasta (ou Piast), preservando a águia branca com o fundo vermelho. Essa dinastia é representada por uma linhagem de reis e duques que governaram o território da Polônia desde a sua aparição como Estado independente até o ano de 1370.

Brasão de armas

Brasão de armas da Polônia

Brasão de armas da Polônia (Foto: depositphotos)

O Brasão de Armas da Polônia, ou Escudo Polonês, é um símbolo identitário do país. Ele é apresentado nas cores vermelha, branca e amarela. O fundo do escudo é todo vermelho, há uma águia branca sobre o escudo e os detalhes da águia, como coroa, garras e bico, são amarelos.

Este símbolo é muito antigo e integra a bandeira do Estado da Polônia.

Historicamente, conta-se que o símbolo da águia teria sido utilizado pela primeira vez durante a cerimônia da coroação do Rei Przemysł II, em 25 de junho de 1295, em Gniezno, uma cidade do centro-oeste da Polônia. Após isso, a águia teria sido utilizada por todos os demais reis que o sucederam para governar aquele território.

Przemysł foi um dos membros da Dinastia Piasta (Piast), e o escudo vermelho com a águia branca tornou-se símbolo oficial dos integrantes de tal dinastia. Com isso, a figura da águia se popularizou e foi se implantando ao longo do tempo até os dias atuais.

A figura comumente utilizada é uma águia branca coroada, com as asas abertas, disposta sobre fundo vermelho. Durante o período em que a Polônia esteve sob domínio soviético, a águia perdeu sua coroa na representação. Após 1990, com as mudanças políticas no mundo, a águia voltou a ser usada.

Bandeira da Indonésia, de Mônaco e da Polônia

Existem três bandeiras muito parecidas: a de Mônaco, a da Indonésia e a da Polônia. A bandeira de Mônaco tem duas faixas de igual tamanho, dispostas em sentido horizontal, com o vermelho na parte de cima e o branco na parte de baixo.

A bandeira da Indonésia é semelhante a de Mônaco, na mesma ordem de disposição das faixas. Já a da Polônia tem uma inversão nas faixas, sendo o branco na parte de cima e o vermelho na parte de baixo. A única diferença entre as bandeiras de Mônaco e da Indonésia é a proporção oficialmente aceita para sua utilização.

Bandeira de Mônaco

Bandeira de Mônaco

Bandeira de Mônaco (Foto: depositphotos)

Bandeira da Indonésia

Bandeira da Indonésia

Bandeira da Indonésia (Foto: depositphotos)

Bandeira da Polônia

Bandeira da Polônia

Bandeira da Polônia (Foto: depositphotos)

Resumo do Conteúdo
Nesse texto você aprendeu que:

  • A bandeira da Polônia possui duas faixas horizontais nas cores branca e vermelha.
  • A bandeira não possui símbolos, brasão, nem frases.
  • Essa bandeira é muito confundida com a da Indonésia e a de Mônaco.
  • Essa bandeira só foi reconhecida de forma oficial no ano de 1997.
  • As cores dessa bandeira fazem menção à Dinastia de Piast.

Exercícios resolvidos

1- Em que ano foi oficializada a bandeira da Polônia?
R: Em 1997.
2- Quais são as cores dessa bandeira?
R: Branco e vermelho.
3- Essa bandeira possui brasão?
R: O Brasão de armas da Polônia é apenas usado na sua bandeira de Estado. Sua bandeira civil não possui brasão.
4- A bandeira da Polônia é recente?
R: Não, ela foi adotada desde agosto de 1919, mas só foi oficializada 78 anos depois.
5- Qual a diferença da bandeira da Polônia, de Mônaco e da Indonésia?
R: A ordem das faixas. Na bandeira da Polônia a faixa branca vem acima e a vermelha abaixo. A da Indonésia e e a de Mônaco são o inverso.
Referências

» MARTINI, Alice de; GAUDIO, Rogata Soares Del. Geografia. 3 ed. São Paulo: IBEP, 2013.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).