Significado da bandeira de Portugal

As bandeiras carregam em si múltiplos significados, os quais podem estar relacionados com a histórica de um dado local, mas também com aspectos que se julguem importantes, como os recursos naturais, as riquezas minerais, elementos da cultura ou etnia representada.

As bandeiras podem sofrer várias modificações ao longo do tempo, incluindo ou eliminando recursos gráficos, modificando cores ou padrões.

Mudam-se também os significados atribuídos às imagens representadas, em conformidade com a própria dinâmica do local. As bandeiras são parte do conjunto identitário de um país, juntamente com o hino nacional, o brasão de armas, e demais elementos que caracterizem este.

São formas de reafirmar a soberania nacional, e geralmente utilizadas em espaços e eventos oficiais, mas também em situações previstas por regulamentos específicos.

Portugal

Na Cidade do Porto encontra-se os famosos vinhos do Porto

Porto, assim como Lisboa, é um dos destinos mais procurados para turismo (Foto: depositphotos)

Localização e população

A República Portuguesa, cuja capital é Lisboa, é um país soberano localizado no Sudoeste do continente europeu, com uma extensão territorial de 92.212 km². A parte continental de Portugal está localizada na Península Ibérica, possuindo fronteira apenas com a Espanha.

Já as porções Sul e Oeste estão voltadas para o Oceano Atlântico. Portugal possui ainda territórios nas ilhas da Madeira e Açores. Segundo dados do ano de 2016, Portugal já ultrapassou os 10,32 milhões de habitantes, havendo uma grande concentração populacional na Área Metropolitana de Lisboa, mas também em suas duas áreas autônomas – Madeira e Açores.

Veja também: Palavras com significados diferentes no Brasil e em Portugal 

Clima e hidrografia

Portugal possui duas grandes classificações climáticas, que são o clima mediterrânico em sua porção Sul, e o clima temperado oceânico em sua porção Norte. Já os principais recursos hidrográficos de Portugal são os rios Tejo, Douro, Minho, Zêzere e Sado.

Economia

Embora tenha passado por profundas crises em anos recentes, Portugal é considerado como um país desenvolvido, destacando-se nas relações comerciais mundiais, participando de importantes grupos e acordos econômicos.

Portugal é um dos países integrantes da União Europeia, e conta com uma economia bastante diversificada. Atualmente, Portugal tem buscado sua melhoria no setor econômico, apresentando um crescimento de suas exportações, buscando um maior dinamismo em seu mercado, e um ajustamento de seu contexto econômico.

Nota-se em anos recentes que as exportações têm aumentado significativamente em Portugal, sendo que, de outro lado, o consumo privado venha apresentando uma desaceleração. As medidas adotadas pelo governo português visam recuperar os danos ocasionados à economia do país durante os anos de 2010 e 2014, principalmente, quando Portugal sofreu uma profunda crise financeira.

Turismo

Portugal tem um setor turístico bastante expressivo, sendo também um dos países mais buscados por brasileiros como alternativa ao Brasil para se viver, isso por conta da língua portuguesa, e pelas menores dificuldades de se conseguir emprego no local.

Veja também: Quero aprender o sotaque do português de Portugal

Em relação ao turismo, ele está bastante ligado ao contexto histórico português, com os castelos, torres e palácios de época. Além disso, destaca-se ainda a Cidade do Porto, onde encontra-se os famosos vinhos do Porto. Há em Portugal ainda importantes praias, buscadas por turistas do mundo todo, como Albufeira, na região do Algarve.

Lisboa, por ser a capital de Portugal, bem como cidade mais populosa, acaba concentrando uma maior procura por atividades turísticas, especialmente pelo contexto histórico que preserva.

A bandeira de Portugal

A bandeira portuguesa foi criada em 1911

(Foto: depositphotos)

A bandeira oficial de Portugal nos dias atuais é configurada a partir de duas cores de fundo, verde e vermelho. A cor verde está disposta na parte esquerda da bandeira, ocupando uma faixa mais estreita em sentido vertical.

Já a porção vermelha está localizada na parte direita da bandeira, disposta em uma faixa mais larga. Assim, há uma linha cortando a bandeira em sentido vertical, e as cores estão dispostas em proporções diferentes, ou seja, há uma desigualdade em relação a expressividade destas.

Sobre a linha que corta a bandeira, há um símbolo, que é o brasão de armas de Portugal, ou Esfera armilar portuguesa, ou ainda, Escudo português. Esse modelo de bandeira foi escolhido a partir de vários outros modelos apresentados, isso ainda no ano de 1911, pouco após a queda da monarquia constitucional de Portugal.

Cores da bandeira portuguesa

Apesar de apresentar apenas duas cores de fundo – verde e vermelho – a bandeira de Portugal é bastante colorida por ocasião do brasão de armas.

Veja também: Língua espanhola. Conheça a origem e a importância desse idioma

As cores que se apresentam na bandeira são o vermelho e o verde, o amarelo, o branco, o azul e o preto. Para as cores principais, explica-se que estas representam a esperança do povo português, através da cor verde, e o sangue dos que morreram servindo a nação, através da cor vermelha.

Brasão de armas

A esfera armilar é apresentada em cor amarela, sendo que este símbolo representa a Era dos Descobrimentos, quando os marinheiros portugueses adentravam os mares em busca de novidades. A esfera armilar é um instrumento da astronomia, o qual é aplicado em contextos de navegação, por isso de seu uso e destaque na bandeira.

Acima da esfera armilar está um escudo português, sendo que dentro deste há uma figura em cor branca, na qual estão dispostos outros cinco escudos azuis com bolinhas brancas, representando os besantes, ao que estas configuram a representação das Cinco Chagas de Cristo quando crucificado.

Na parte vermelha do escudo, estão dispostos sete castelos em amarelo, os quais representam um símbolo das vitórias portuguesas sobre os seus inimigos mouros, ou seja, as sete fortalezas inimigas.

Existem algumas regras para a utilização da bandeira de Portugal, o que também acontece em outros países do mundo com suas respectivas bandeiras, dentre as principais regras, pode-se citar: a Bandeira de Portugal deverá ser sempre de dimensão superior ou igual à das outras bandeiras; se forem hasteadas duas ou mais bandeiras no mesmo mastro, a Bandeira de Portugal ocupará o topo do mesmo; se existirem dois mastros, a Bandeira de Portugal ocupará o da direita (de quem está de costas para o edifício ou recinto); se existirem três mastros, a Bandeira de Portugal ocupará o do centro; se existirem quatro ou mais mastros, a Bandeira de Portugal ocupará o mais à direita (de quem está de costas para o edifício ou recinto); e ainda, se existirem mastros de diferentes alturas, a Bandeira Nacional ocupará sempre o topo do mais alto.

 

Referências

» PROJEÇÕES para a economia portuguesa: 2017-2019. Banco de Portugal. Disponível em: https://www.bportugal.pt/sites/default/files/anexos/pdf-boletim/projecoes_mar17_pt.pdf. Acesso em 08 fev. 2018.

» REPÚBLICA PORTUGUESA. Economia. Turismo de Portugal. Disponível em: http://www.turismodeportugal.pt/Portugu%C3%AAs/Pages/Homepage.aspx. Acesso em 08 fev. 2018.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).