Significado da bandeira do Japão

Nesse artigo você vai poder conferir o significado da bandeira do Japão, seu contexto histórico e cultural, o porquê dos símbolos utilizados e quais mensagens desejam passar. Aproveite e conheça um pouco mais sobre o “Terra do Sol Nascente”.

Como forma de definir seus elementos identitários, as várias nações do globo possuem símbolos que se remetem ao contexto histórico ou cultural destas.

Um dos símbolos mais comuns dos países é a bandeira, a qual é um conjunto de simbolismos e informações que carregam uma mensagem, geralmente ligado ao passado daquele país. Junto a bandeira, muitas vezes são criados e utilizados também brasões e hinos, os quais se tornam verdadeiras marcas registradas.

Algumas bandeiras são mais complexas, apresentando uma grande variedade de informações, outras possuem grafias mais simples, mas que, ainda assim, transmitem uma mensagem.

O Japão é um país que possui, tradicionalmente, uma grande variedade de símbolos, sendo comuns em ornamentos, esculturas, pinturas, emblemas e até mesmo os brasões familiares, já extintos em muitas partes do mundo.

A bandeira do Japão, seu significado e simbologias

O significado da bandeira do Japão tem relação com o contexto histórico, cultural e místico

O destaque dessa bandeira vai para o círculo carmesim (Foto: depositphotos)

O Japão possui uma bandeira bastante simples, sem grandes detalhamentos, contando apenas com um fundo totalmente branco, e um círculo vermelho centralizado acima deste. Assim como o Japão é conhecido como a “Terra do Sol Nascente”, também sua bandeira representa essa simbologia, com o círculo carmesim (cor do carmim) ao centro representando o Sol.

Por isso, a própria bandeira do Japão é conhecida como “Bandeira do Sol” ou “Disco Solar”. Essa bandeira foi estabelecida oficialmente no ano de 1999, quando da institucionalização da Lei sobre a Bandeira e o Hino Nacional no Japão, mesmo que anteriormente esse formato com o círculo vermelho já fosse utilizado no país.

A partir daquela ocasião, o uso deste modelo de bandeira foi considerado oficial. A bandeira japonesa é denominada de Hinomaru ou Hata, ou ainda Nisshôki em documentos oficiais.

Veja também: Economia do Japão

A bandeira japonesa, apesar de simples, é muito apreciada pelo seu povo, sendo sua imagem utilizada em várias ocasiões, inclusive em um de seus pratos típicos mais conhecidos, que é o “Hinomaru Bento”, uma comida considerada bastante patriótica pelo fato de ter a configuração da bandeira do Japão, onde o fundo branco é feito com arroz branco, apreciadíssimo pelos japoneses, e o círculo vermelho é feito com umê em conserva (umeboshi).

Comumente as bandeiras não têm nome, o que representa uma particularidade da bandeira japonesa.

Cores

Em relação as cores utilizadas na bandeira, o retângulo branco representa valores considerados essenciais pela cultura japonesa, que são a pureza e a honestidade. Já o vermelho carmim do círculo central representa, além do Sol, também sentimentos como sinceridade e paixão.

Contexto histórico

A origem da ideia de que o Japão é a “Terra do Sol nascente”, e que é representada pela sua bandeira, está no contexto da invasão Mongólia ao Japão ainda no século XIII, quando Nichiren, ou Nitiren, um monge budista do Japão deu uma bandeira ao Imperador do Japão, a qual tinha um Sol no centro, acreditando-se ser descendente da Deusa do Sol, conhecida como Amaterasu, também conhecida como Deusa do Universo.

Assim, existe todo um contexto histórico, cultural e místico envolvido com a configuração da bandeira japonesa. Além disso, o Japão é um país insular da Ásia Oriental, o qual está localizado no Oceano Pacífico, sendo que nos mapas tradicionalmente utilizados (eurocêntricos), o Japão fica na porção mais a Leste, onde o Sol estaria “nascendo” primeiro (movimento de rotação da Terra de Oeste para Leste, movimento aparente do Sol de Leste para Oeste).

Veja também: Descubra quantos países fazem parte da Ásia

Implementação

Essa bandeira utilizada atualmente pelo Japão, Hinomaru, é considerada como algo relativamente recente na história do país, como um símbolo do Japão Moderno. Quando o Governo Meiji (1968-1912) se estabeleceu, o Hinomaru tornou-se oficialmente a bandeira do Japão com a finalidade de utilização em embarcações comerciais, isso já em 1870.

Em 1872, o Hinomaru passou a ser também utilizado em prédios governamentais, oficiais, quando famílias e agrupamentos manifestaram também sua intenção de utilizar o símbolo, Hinomaru, em comemorações ou eventos diversos.

Isso aconteceu no ano anterior a mudança do calendário lunar pelo calendário solar, sendo que em anos posteriores, vários documentos já foram criados fundamentando e regulamentando o uso e apropriação do símbolo pelos japoneses.

O Hinomaru foi bastante utilizado pelos navegadores em embarcações para que não houvesses confusões sobre os navios em alto mar, assim, o símbolo deixava bem evidente que as embarcações pertenciam aos japoneses, isso no contexto do século XVII.

No caso do uso da bandeira do Japão foram adotadas as proporções, vertical-horizontal da bandeira é 2 por 3, sendo que o círculo deve estar localizado bem ao centro em tom carmim, e o diâmetro do círculo equivale a três quintos da medida vertical da bandeira.

O Japão e características gerais

A economia do Japão é uma das mais desenvolvidas do mundo

O Japão é um país insular com altíssima densidade demográfica (Foto: depositphotos)

O Japão é um país insular com uma extensão territorial de 377.962 km², constituindo-se como país insular, ou seja, é um país independente cujo território é composto de uma ilha ou um grupo de ilhas.

No caso do Japão, existem quatro ilhas principais, que Honshu, Hokkaido, Kyushu e Shikoku, além de outras milhares de ilhas menores que compõem seu território. A população do Japão ultrapassa os 127 milhões de habitantes, com uma densidade demográfica altíssima, que ultrapassa os 336 habitantes por quilometro quadrado.

Para se ter uma ideia, a densidade demográfica do Brasil é de 23,8 pessoas por quilometro quadrado. Essa densidade demográfica do Japão tão alta é explicada pelo pequeno espaço territorial da ilha, onde está concentrada toda essa população.

Veja também: Os países da Ásia e suas respectivas capitais. Aprenda fácil

Economia

Apesar do pequeno território, a economia do Japão é uma das mais desenvolvidas do mundo, onde a população apresenta um elevado poder de consumo, quando comparado com outras partes do mundo. Os principais setores econômicos do Japão são indústria, tecnologia e finanças.

Atualmente, o Japão possui um sistema político considerado democrático, constituindo uma monarquia constitucional com um regime parlamentar democrático.

Mas o Japão tem um passado imperial muito forte, tendo se constituído como Império do Japão desde 1868 o contexto da Segunda Guerra Mundial, quando com a derrota dos japoneses foi promulgada a Constituição do Estado do Japão.

Por ser uma ilha, o Japão não apresenta uma expressiva riqueza de recursos naturais, tendo que importar boa parte da matéria-prima utilizada em seus setores produtivos.

 

Referências

» 10 FATOS surpreendentes sobre a bandeira japonesa. Japão em foco. Disponível em: http://www.japaoemfoco.com/10-fatos-surpreendentes-sobre-a-bandeira-japonesa/. Acesso em 13 de janeiro de 2018.

» EMBAIXADA DO JAPÃO NO BRASIL. Bandeira e Hino Nacional. Disponível em: http://www.br.emb-japan.go.jp/cultura/bandeira.html. Acesso em 13 de janeiro de 2018.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).