Significado da bandeira do México

A bandeira é carregada de simbolismos históricos e possui um dia em sua comemoração

Em muitos casos as bandeiras dos países acabam sendo bastante parecidas, especialmente pela escolha de cores e padrões, os quais acabam seguindo um mesmo estilo.

Em grande parte dos casos, são adotados padrões tricolores, com listras horizontais ou verticais. No entanto, são os detalhes que consagram autonomia à cada uma das bandeiras.

Assim, algumas adotaram listras com dimensões diferentes, cores diversas, símbolos dispostos sobre as cores, brasões, frases, dentre outros. As bandeiras são uma parte do conjunto de simbolismos que definem a identidade dos lugares, sendo especialmente importantes no caso dos países, pois se remetem à soberania nacional.

A bandeira do México possui um simbolismo especial em sua estampa, contendo vários elementos relevantes, os quais intercaladas foram um brasão.

O México

A capital mexicana é uma dos destinos mais requisitados para o turismo no país

Cidade do México, capital do país mexicano (Foto: depositphotos)

Extensão e população

O México, ou oficialmente Estados Unidos Mexicanos, é um dos três países que constituem a América do Norte, juntamente com os Estados Unidos e o Canadá. A capital mexicana é Cidade do México, e a extensão territorial do país é de 1.964.000 km², com o menor território da América do Norte.

Os limites gerais do México são os Estados Unidos ao Norte, o Oceano Pacífico ao Sul e ao Oeste, a Guatemala na porção Sudeste, por Belize e pelo Mar do Caribe, e o Golfo do México em sua porção Leste. A população mexicana ultrapassa os 127,5 milhões, segundo dados de 2016, com uma composição étnica bastante variada, com predominância de mestiços oriundos do contato entre indígenas e espanhóis.

Idioma

O México adota como idioma oficial a língua espanhola, constituindo a maior população de língua espanhola, com quase um terço de falantes nativos. Apesar disso, existem dezenas de dialetos locais no México, ligados aos povos tradicionais que habitavam a região antes da chegada dos espanhóis.

Economia

O México é considerado como uma potência regional, ou seja, um país que vem despontando no cenário econômico em termos regionais, integrando-se cada vez mais nas negociações comerciais mundiais.

O México foi o primeiro país latino-americano a se tornar membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), além disso, ele é parte de um dos grupos econômicos mais importantes do mundo, o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), juntamente com Estados Unidos e Canadá, duas grandes potências mundiais.

Maquiladoras

Apesar do crescimento industrial apresentado pelo México, sabe-se que o território mexicano é utilizado como ambiente de produção para os Estados Unidos, exemplo disso são as chamadas “maquiladoras”, as quais estão dispostas na fronteira entre os Estados Unidos e o México.

Estas empresas, de modo geral, realizam montagem e acabamento de produtos para exportação, no entanto, a renda destes produtos não fica para o México, mas sim para os Estados Unidos, que são os donos dos empreendimentos. Os Estados Unidos apenas utilizam o espaço físico, os benefícios e a mão-de-obra mexicana na produção.

Veja também: História do México

Turismo

Em relação ao turismo, o México é um destino bastante requisitado, isso pelas variadas opções turísticas existentes em seu território. O turismo é uma atividade de grande relevância para a economia mexicana, sendo que o país tem o maior número de locais designados pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade dentre os países do continente americano.

Cidade do México

Os principais destinos turísticos são Cidade do México, onde estão concentrados vários pontos de visitação ligados ao passado da região, com monumentos, construções históricas e museus.

Guadalajara

Ainda, outro ponto turístico de destaque é Guadalajara, onde as tradições mexicanas estão por toda parte, como a tequila (famosa bebida mexicana), a música mariachi (gênero musical popular do México) e os charros (tradicionais cowboys mexicanos).

Cancún

Ainda, é destaque a península de Yucatán, onde pode-se visitar Cancún, um importante atrativo turístico mundial, com cerca de 22 quilômetros de praias de areia fina, os quais estão divididos entre a lagoa e o mar.

A bandeira do México

As cores adotadas na bandeira do México são o verde, o branco e o vermelho

A bandeira foi criada após a independência do país em relação à Espanha (Foto: depositphotos)

A bandeira mexicana segue uma estrutura parecida com várias outras bandeiras pelo mundo, adotado três faixas no sentido vertical, as quais alcançam as extremidades da bandeira, todas da mesma dimensão, com um brasão sobreposto na faixa central.

As cores adotadas pelo México são o verde em sua porção mais esquerda, próximo ao mastro, branco em sua porção central, onde está o brasão, vermelho em porção mais na direita. Estas cores foram adotadas como oficiais pelo México após a conquista de sua independência em relação à Espanha, com a Guerra da Independência do México, entre os anos de 1810 e 1821.

A bandeira do México, como concebida atualmente, foi adotada, no entanto, apenas no ano de 1968, embora o brasão que ela apresenta, esteja sendo usado desde a independência, em 1821.

Veja tambémIndependência do México – Saiba tudo sobre o assunto

Significado das cores da bandeira mexicana

Em relação as cores utilizadas, existem vários significados que são atribuídos a estas. Uma primeira concepção afirma que as cores referenciam: a independência da Espanha, na cor verde, a religião predominante (catolicismo) na cor branca, a união entre os europeus e os americanos, na cor vermelha.

Uma segunda concepção sobre as cores da bandeira mexicana, afirma que estas se referem: à esperança, com a cor verde, à unidade, com a cor branca e ao sangue dos heróis nacionais, representado pela cor vermelha. No entanto, existe ainda uma terceira concepção sobre estas cores, que as relaciona com outros significados, sendo o verde ligado à esperança, o branco à pureza e o vermelho à religião.

Apesar das várias interpretações possíveis acerca das cores adotadas pelo México, estas têm sido utilizadas desde o contexto de sua independência, o que justifica uma mudança nas concepções, que o próprio país passou por vários momentos de mudanças.

Brasão de armas

O brasão de armas do México, figura central na bandeira do país, sobreposto na cor branca, é um símbolo com vários detalhes relevantes. Ele apresenta uma ave, mais especificamente uma águia, a qual está sobre uma planta cactácea espinhosa. A águia carrega em seu bico uma serpente, a qual ainda está viva, lutando para não morrer.

Na parte de baixo do brasão estão ramas com frutos, sendo que tanto as ramas, quanto os frutos, são de espécies diferentes. Do lado esquerdo é apresentada uma azinheira, do lado direito o louro, representando, respectivamente, o martírio e a vitória no contexto da independência em relação aos espanhóis.

Estes ramos são entrelaçados, em sua base, por três cores, verde, branco e vermelho, as cores oficiais do México. O brasão de armas do México é uma clara referência ao seu passado, sob o domínio dos espanhóis, bem como sobre a luta que travaram para conseguir sua independência. A bandeira do México tem um dia em sua comemoração, que é 24 de fevereiro.

 

Referências

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).