Sistema Solar

O sistema solar é composto por oito planetas e o Sol, que atua como centro desse sistema. Saiba mais sobre esse tema e tire dúvidas

O Sistema Solar é um aglomerado constituído a partir de satélites naturais, corpos celestes variados e planetas que são influenciados e sustentados pela força do campo gravitacional do Sol, o qual é considerado como o centro deste sistema. 

O que é o Sistema Solar?

O Sistema Solar é um conjunto formado pelo Sol, enquanto elemento central, e todos os corpos celestes que estão sob o domínio gravitacional deste. Por muito tempo acreditou-se que a Terra fosse o centro do universo, e que todos os astros eram influenciados por esta. Essa teoria ficou conhecida como Geocentrismo, cujo principal expoente foi Claudio Ptolomeu.

Essa teoria perdurou durante muito tempo na história da humanidade, sendo refutada pela teoria do Heliocentrismo, especialmente com os debates formulados por Nicolau Copérnico, a qual defendia que o Sol era o centro do universo, e que os demais astros giravam ao entorno deste, influenciados pelo seu campo gravitacional.

O Sistema Solar é constituído a partir do Sol, enquanto estrela central, somando-se a ele os planetas que orbitam em seu campo de gravidade, bem como satélites dos planetas, cometas, asteroides e meteoroides. O Sol, centro do sistema, exerce uma força de atração sobre os planetas, o qual produz a aceleração centrípeta necessária para manter o planeta em órbita. O Sol é uma esfera brilhante, e sua sustentação ocorre a partir de sua própria gravidade, bem como pelas forças que são geradas por reações nucleares que ocorrem no centro deste astro. O Sol é composto por um núcleo central e uma zona radiativa, sendo elas envolvidas por um envoltório convectivo.

Sistema Solar

Foto: Reprodução/NASA

Planetas Telúricos

Os Planetas Telúricos são também conhecidos como Planetas Rochosos, sendo aqueles que possuem uma densidade maior, por serem formados a partir de rochas e metais. São também os planetas que estão mais próximos do Sol, justamente pela sua densidade, o que os aproximou do Sol por conta da gravidade, deixando os demais planetas gasosos em posições mais distantes. São planetas telúricos: Mercúrio, Vênus, Terra e Marte.

Mercúrio

É o menor planeta do Sistema Solar, sendo também o mais próximo do Sol. Por conta de sua proximidade com o Sol, Mercúrio apresenta altas temperaturas. Estima-se que cerca de 70% da composição de Mercúrio seja de metais, enquanto os demais 30% sejam minerais.

Vênus

Segundo planeta em relação ao Sol, está localizado entre Mercúrio e a Terra. É considerado como o planeta mais quente do Sistema Solar, não possuindo satélites naturais. Vênus possui algumas características que se assemelham a Terra, tanto que Vênus é conhecido como “irmã da Terra”.

Terra

A Terra é o terceiro planeta em relação ao Sol, e ao que se sabe, é o único que apresenta condições favoráveis ao desenvolvimento da vida, justamente por suas características de temperatura e condições físicas. A Terra possui um satélite natural, que é a Lua.

Marte

Marte é o quarto planeta em relação à distância do Sol, e possui várias características similares ao planeta Terra, como sua atmosfera formada por gases como o carbônico, nitrogênio, argônio e oxigênio. É o planeta mais estudado por conta de especulações sobre as condições de desenvolvimento de vida neste. 

Planetas Gasosos

São planetas de grandes dimensões, com composição química e estrutural diferente dos planetas rochosos, justamente por não serem compostos predominantemente por rochas, mas por gases como hidrogênio e hélio gasoso, gelo de água, metano, dióxido de carbono e amônia. São planetas gasosos do Sistema Solar: Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, também são conhecidos como planetas jovianos.     

Júpiter

É o maior planeta do Sistema Solar em relação ao diâmetro, sendo o quinto em relação a distância do Sol. Sua composição é basicamente de hidrogênio (aproximadamente 90%), gás hélio, metano e ainda amônia, e ao todo, já são conhecidas 69 luas em Júpiter, sendo duas delas descobertas muito recentemente. 

Saturno

Localizado entre Júpiter e Urano, o planeta Saturno é o sexto em relação ao Sol, e é considerado como o planeta com menos densidade do Sistema Solar, sendo que em diâmetro é o segundo maior. Assim como os demais planetas jovianos, Saturno é composto basicamente por gases, sendo que o hidrogênio corresponde por 97%, contendo ainda uma pequena parcela de gás hélio.

Urano

Urano é o terceiro maior planeta em relação ao diâmetro no Sistema Solar, sendo o sétimo quando o assunto é distância do Sol. A atmosfera do planeta é composta por gases como hidrogênio, hélio e metano (o que confere ao planeta o tom azulado). Estima-se que Urano tenha pelo menos 27 satélites naturais (luas). 

Netuno

Netuno é o quarto maior planeta em relação ao tamanho, embora seja o menor dos planetas gasosos. Ele é o mais distante do Sol dentro do Sistema Solar, por este motivo a temperatura do planeta fica ao entorno dos -210°C. Nele também são registrados os mais intensos ventos.

Sistema Solar - Planetas

Foto: Reprodução/NASA

Planetas anões

Os planetas anões ficaram bastante conhecidos quando Plutão deixou de ser considerado como um planeta do Sistema Solar, sendo sua caracterização alterada para “planeta anão”. Os planetas anões são caracterizados por serem pequenos demais em relação aos demais planetas, e não serem os astros dominantes em suas órbitas. Plutão, por exemplo, era menor do que a Lua terrestre. No caso do Sistema Solar, existem cinco planetas anões, sendo eles: Ceres, Plutão (rebaixado em 2006), Haumea, Makemake e Éris.

Sistema Solar - Planeta Anões

Imagem: Reprodução/NASA

Outros corpos celestes

Além dos planetas telúricos, gasosos e planetas anões, o Sistema Solar é composto ainda por outros corpos celestes, como cometas, asteroides e meteoroides. Os cometas são formados por rochas, poeira, gelo e gases congelados. A órbita elíptica dos cometas pode se aproximar bastante do Sol, bem como lançá-los além de Plutão.

Os asteroides fazem parte dos corpos menores que orbitam ao redor do Sol, sendo constituídos por materiais rochosos e metálicos, sendo eles resquícios da formação do Sistema Solar. Já os meteoros, também conhecidos como “estrelas cadentes”, são fragmentos de materiais remanescentes que vagueiam pelo espaço, possuindo dimensões menores do que os asteroides.

A NASA possui um aplicativo para visualização dinâmica do Sistema Solar, o qual pode ser baixado no link: http://eyes.nasa.gov/launch2.html?scene=$SERVERURL/content/scenes/lmmp.xml&document=$SERVERURL/content/documents/lmmp/lmmp.xml

Referências

» INTRODUÇÃO aos cometas. Instituto de Física da UFRGS. Disponível em: < http://astro.if.ufrgs.br/solar/comet.htm>. Acesso em: 19 de junho de 2017.

» HETEM, Jane Gregorio; PEREIRA, Vera Jatenco. Fundamentos de Astronomia. Instituto de Astronomia da USP. Disponível em: < http://www.astro.iag.usp.br/~jane/aga215/newcap03.pdf>. Acesso em: 19 de junho de 2017.

» PASTORIZA, Miriani G. O Sistema Solar, a Galáxia e o Universo. Instituto de Física da UFRGS. Disponível em: < http://www.if.ufrgs.br/~mgp/notas/ast_extragal/sol_gal_univ.pdf>. Acesso em: 19 de junho de 2017.

Sobre o autor

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e Mestre em Geografia (Unioeste)