,

Torre Eiffel: história, altura e curiosidades do monumento de Paris

A atração era para ser provisória, mas tornou-se um dos pontos turísticos mais visitados do mundo

A Torre Eiffel é um dos cartões-postais mais famosos do mundo! Ela fica em Paris, na França, país que fica na Europa. Neste artigo, você ficará sabendo a história desse monumento, a sua altura e curiosidades desse ponto turístico tão importante.

Todos os anos milhares de turistas invadem a Cidade Luz para apreciar suas belezas, entre elas o seu principal atrativo urbano: a Torre Eiffel, que durante o dia se destaca no meio da paisagem parisiense e de noite encanta a todos com seu brilho. Confira tudo sobre ela agora.

História da Torre Eiffel

Quem vê a Torre Eiffel construída toda em ferro e tão imponente em Paris nem imagina que esse monumento foi construído para ser temporário! Isso mesmo! A ideia era que a Torre Eiffel fosse desmontada depois da 10ª Exposição Universelle em 1889.

Ela foi construída somente para participar desse evento que era um dos mais importantes da Europa à época. A Exposição Universelle aconteceu entre 15 de maio e 6 de novembro e tomou a cidade de Paris.

Vista da Torre Eiffel

A Torre Eiffel é o maior símbolo da França e fica situada na capital, Paris (Foto: depositphotos)

Ao todo, eram 95 hectares de feira no Champ-de-Mars, onde fica a Torre, mas também o Morro do Trocadeiro (onde hoje é uma grande praça com uma das melhores vistas da Torre Eiffel) e Esplanada dos Invalides, outro espaço querido pelos turistas.

Durante esses meses, foram milhões de visitantes que confeririam a exposição. Ao todo quase 2 milhões de pessoas. Em uma conta simples, cerca de 12 mil participantes por dia.

Em comum, todos eles ficaram impressionados com a magnífica Torre construída para a exposição. Já nessa época (ainda sem elevadores), as pessoas subiam a torre por meio das escadas. Nada mais, nada menos de 1.710 degraus até o topo!

E graças ao sucesso da Torre Eiffel, o monumento foi oficialmente adotado pela cidade que decidiu não desmontá-la. A decisão não poderia ser mais acertada. Já que ela é hoje uma das principais razões para que muitos visitantes e agências coloquem Paris no mapa de destinos.

Como foi a construção da Torre Eiffel

Quando o projeto para a construção da Torre Eiffel foi lançado, a proposta era que, por meio de um concurso, um modelo fosse escolhido. A proposta descrita no site oficial da Torre Eiffel era: “elevar no Champ-de-Mars uma torre de ferro, com uma base quadrada, de 125 metros de lado e 300 metros de altura”.

Ao todo, a organização da iniciativa recebeu 107 projetos. O escolhido foi o de Gustave Eiffel. Seus engenheiros eram Maurice Koechlin e Emile Nouguier.

Toda a construção durou 2 anos, 2 meses e 5 dias, o que para a época era um tempo recorde dada as condições sem tecnologia, como é hoje em dia. Sendo mais preciso, ela começou em 28 de janeiro de 1887 e foi concluída em 31 de março de 1889.

Veja também: Bistrô: pequenos restaurantes populares na França

Altura da Torre Eiffel

Ao todo a Torre Eiffel tem 324 metros de altura. Até 1930, ela era a estrutura mais alta do mundo. A distância entre seus quatro “pés” na parte interna é 74,24 metros e no lado externo é 124,90 metros.

O primeiro andar fica a uma altura de 57,64 metros e sua largura tem 91,13 metros, sendo 4.200 metros quadrados.

O segundo andar fica a 115 metros de altura e conta com uma área de 1.650 metros quadrados.

Depois disso, a parte mais alta acessível a visitantes fica a 276,13 metros de altura e área construída de 350 metros quadrados.

A ponta da antena fixada acima fica a 324 metros de distância do solo. Uma curiosidade é que no verão quando as temperaturas aumentam bastante na Europa, a Torre Eiffel cresce 15 centímetros devido à dilatação térmica do seu principal material, o ferro.

Como funcionam os elevadores da Torre Eiffel?

Pouco tempo depois da sua inauguração, a Torre Eiffel ganhou cinco elevadores, em junho de 1889. Aos poucos, as estruturas foram sendo trocadas e se modernizando.

Atualmente, funciona assim: do térreo para o 2 andar existem cinco elevadores. Três ficam nos pilares norte, leste e oeste e são para uso dos turistas. Um outro elevador é exclusivo dos clientes do restaurante do 2 andar, o Jules Verne. E o quinto e último meio de ascensão é dedicado aos funcionários da Torre.

Ao chegar no segundo andar, existem mais 2 elevadores que vão até o terceiro e último piso.

De acordo com o site oficial do monumento, durante o ano, esses elevadores juntos fazem mais de 100 mil quilômetros.

A manutenção é rigorosa, segundo a administração: “trabalhos de renovação, reparos, peças substituídas e lubrificadas. Eles são constantemente checados pelos técnicos, que os acionam de manhã cedo antes que o público chegue e os mantenham sob vigilância rigorosa sempre que a Torre estiver aberta ao público”.

Quem foi Eiffel?

O nome dele está entre um dos mais famosos do mundo, justamente por emprestar o seu sobrenome para a Torre de Paris. Gustave Eiffel era engenheiro, dono de uma empresa especializada em estruturas metálicas.

Ele nasceu em 1832 na cidade francesa de Dijon, interior da França. Sua obra mais famosa é a Torre Eiffel, é claro. Mas ele também assinou várias outras obras importantes, como descreve sua biografia no site oficial do monumento: “viaduto do Porto sobre o rio Douro em 1876, o viaduto Garabit em 1884, a estação ferroviária de Pest na Hungria, a cúpula do observatório de Nice”.

Eiffel também deixou sua marca em outro importante monumento turístico do mundo: a Estátua da Liberdade de Nova York. Pouca gente sabe, mas essa peça hoje instalada na Big Apple foi um presente dos franceses para os americanos e coube a Gustave Eiffel desenvolver a estrutura que dá sustentação à Estátua da Liberdade.

Veja também: Descubra quem foi a última pessoa guilhotinada na França

Ingressos da Torre Eiffel

A Torre Eiffel está aberta o ano inteiro, exceto nos dias 14 e 15 de julho, por conta do feriado nacional.

Se você quer somente aprecia-la, sem subir, pode desfrutar disso a qualquer dia e horário. Porém, se quiser subir nela, por meio dos ingressos, deve ficar atento aos horários de funcionamento.

Torre Eiffel a noite

É possível subir na Torre Eiffel por meio de elevadores ou degraus (Foto: depositphotos)

Entre 21 de junho e 2 de setembro (no verão europeu), o horário de funcionamento dos elevadores e as escadas da Torre é entre às 9h e 00:45h, com última subida até a meia-noite, mas para subir até o topo é até às 23h.

Nos demais períodos do ano, os elevadores funcionam entre 9:30 até 23:45h. Para o topo, a última subida é às 10:30h.

Já as escadas fecham mais cedo. Elas abrem no mesmo horário, às 9:30h, mas fecham às 18:30h, com a última entrada até às 18h. Portanto, se não for verão, chegue cedo.

Os ingressos podem ser comprados somente para algumas áreas da Torre. Eles ficam mais caros, caso você queira e ir até o topo, mas ficam mais baratos, caso você só suba até o primeiro andar, por exemplo.

Para subir e descer por elevador até o 2 andar um adulto paga 16 euros. Entre 12 e 24 anos, paga 8 euros. Crianças entre 4 e 11 anos pagam 4 euros e menores que isso, não pagam.

Para ir até o topo, os preços são: 25 euros para adultos, entre 12 e 24 anos, paga 12 euros. Crianças entre 4 e 11 anos pagam 6 euros e menores que isso, não pagam.

Para subir de escadas, os preços são mais baratos. 10 euros para adultos, entre 12 e 24 anos, paga 5 euros. Crianças entre 4 e 11 anos pagam 2 euros e menores que isso, não pagam.

Se você quiser, pode subir de escadas até o segundo andar e, de lá, pegar o elevador até o topo. Para isso, o ingresso para a Torre Eiffel custa 19 euros para adultos, entre 12 e 24 anos, paga 9 euros. Crianças entre 4 e 11 anos pagam 4 euros e menores que isso, não pagam.

Restaurantes da Torre Eiffel

The 58 Tour Eiffel

O The 58 Tour Eiffel fica no primeiro andar da Torre Eiffel. O espaço tem janelas panorâmicas com vista para o Trocadeiro e os Palácios de Chaillot. Seu interior tem decoração contemporânea e você pode tanto almoçar, como jantar.

The Jules Verne

O The Jules Verne é ainda mais exclusivo que o primeiro restaurante da Torre Eiffel. Ele possui elevador exclusivo e fica no 2º andar. Seu chefe é Alain Ducasse que tem uma estrela Michelin. Os clientes podem almoçar ou jantar no sofisticado restaurante de Paris.

Buffets

Além dos dois restaurantes sofisticados no primeiro e segundo andar da Torre Eiffel, há também lanchonetes que servem vários tipos de iguarias francesas, como tortas, cafés, sanduíches etc.

Macaron

No segundo andar da Torre também fica uma loja exclusiva de macarons, os famosos doces típicos franceses. Você poderá experimentar todos no Bar Macaron.

Champanhe

Outra excelência francesa são os champanhes. Típicas bebidas francesas da região com o mesmo nome, as champagnes podem ser experimentadas em grande estilo na Torre Eiffel. No topo da Torre Eiffel tem o “Bar a Champagne”. Há também bebidas não alcoólicas para menores de idade. Afinal, o importante é brindar!

Sala para eventos da Torre Eiffel

A Torre Eiffel também tem uma sala especial para eventos. O nome é sala Gustave Eiffel e fica no primeiro andar do monumento.

O espaço tem capacidade para 300 pessoas e está disponível para eventos profissionais das 9:30h da manhã até 1h da madrugada. Ela oferece vista panorâmica aos 57 metros de altura.

Luzes da Torre Eiffel

A iluminação da Torre Eiffel é tão importante para o monumento que é considerada uma obra de arte passível de direitos autorais. Toda noite a cada 1 hora, ela brilha por 5 minutos.

Para que ela chegasse ao que é hoje, sua iluminação foi feita por números impressionantes. Fora 25 alpinistas trabalhando durante 5 meses, 40 quilômetros de guirlandas luminosas e cabos de energia, 40.000 grampos e 80.000 peças metálicas diferentes, com um peso total de 60 toneladas.

Além disso são: 230 armários de luz e painéis elétricos foram necessários, 10.000 m2 de redes de segurança e potência de 120 kilowatts nas mais de 20 mil lâmpadas. Segundo a administração da Torre Eiffel, suas luzes são econômicas para evitar o desperdício de energia.

Curiosidades da Torre Eiffel

Pela sua importância, a Torre Eiffel desperta o interesse de muita gente. Pensando nisso, trazemos algumas curiosidades sobre o monumento mais importante da França. Descubra:

Veja também: Quais foram os maiores mentirosos do mundo?

  • A Torre Eiffel pesa 10 toneladas.
  • Ela foi considerada o monumento mais alto do mundo durante 41 anos.
  • Em Paris, ela continuou sendo a mais alta construção por 84 anos.
  • Se você não quiser usar os elevadores, serão 1.665 degraus para chegar ao seu topo, no alto dos seus 324 metros.
  • Durante a ocupação nazista em Paris durante a Segunda Guerra Mundial, a Torre Eiffel foi fechada pelos alemães;
  • Os elevadores da Torre Eiffel passam por manutenção todos os dias pela manhã, antes de abrir para visitas às 9 ou 9:30h da manhã.
  • Para pintar a Torre, são necessárias 60 toneladas de tinta.
  • Algumas ocasiões ameaçaram a presença da Torre Eiffel em Paris, houve político que a quis levar para outros países para participar de exposições e até a ameaça de desmontá-la para torná-la uma torre de rádio em outro lugar da cidade.
  • Ah, por essa você não esperava: a Torre Eiffel já foi colocada à venda! Isso mesmo! A ideia foi de um golpista que enganou diversos empresários dizendo-se representante do governo francês a procura de candidatos para comprar o ferro da Torre Eiffel. Alguns empresários, inclusive, caíram no golpe e acabaram pagando por sua fatia da torre para o golpista que desapareceu com o dinheiro de todo mundo.
  • No topo da Torre Eiffel há um espaço como um apartamento de Gustave Eiffel. Porém, não há menção ao espaço no site oficial. Algumas pessoas dizem que é possível visitar o espaço;
  • Há um bunker embaixo da Torre. Ele foi construído pensando-se em ser um esconderijo durante os bombardeios da guerra.
  • Os moradores de Paris demoraram a aceitar a existência da Torre Eiffel. Isso porque a construção de ferro gera um contraste enorme com o restante da arquitetura da cidade, toda antiga.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formada pela Universidade Federal da Paraíba com especialização em Comunicação Empresarial. Passagens pelas redações da BandNews e BandSports, TV Jornal e assessoria de imprensa de órgãos públicos.