,

Verbos transitivos

Entenda o que são verbos transitivos diretos, indiretos e diretos-indiretos na gramática, e aprenda a aplicá-los e identificá-los dentro de uma oração

Os verbos são palavras que exprimem ação, estado, fato ou fenômeno, sendo indispensável na organização do período.

Quanto à predicação verbal (modo pelo qual o verbo forma o predicado), os verbos podem ser classificados em intransitivos, transitivos indiretos, transitivos diretos e transitivos diretos e indiretos (bitransitivos). Neste artigo, abordaremos os verbos transitivos.

Quais são os verbos transitivos?

Os verbos transitivos são aqueles que necessitam de complemento por possuírem o sentido incompleto. Tais verbos transitam e precisam de um complemento para que a ação verbal tenha sentido.

Observe atentamente os exemplos a seguir:

Tenho uma estante cheia de vinis.
(Quem tem, tem alguma coisa, não é? Tenho o quê? Uma estante cheia de vinis.)

 Gosto muito da sua companhia.
 (Quem gosta, gosta de algo ou de alguém, certo? Gosto de quê? Da sua companhia.)

Verbos transitivos

Foto: depositphotos

Classificação dos verbos transitivos

Os verbos transitivos subdividem-se em: transitivos diretos, transitivos indiretos e transitivos diretos e indiretos (bitransitivos).

Verbos transitivos diretos

São os verbos que pedem um objeto direto, isto é, um complemento sem preposição.

Confira o exemplo a seguir:

Li o texto que você publicou.
(Li o quê? O texto que você publicou.)

Observe que o verbo necessita de complemento, mas sem preposição. Confira outros exemplos a seguir:

-“Simão Bacamarte não o contrariou. (Machado de Assis)
-Consideramos o caso suspeito.
-“Ele achou estranho o cerimonial.” (Érico Veríssimo)
-Li o livro de Gabriel García Márquez.

 Verbos transitivos indiretos

São os que exigem complemento com preposição, chamado objeto indireto. Confira o exemplo a seguir:

Gostamos da casa e do bairro.
(Gostamos de quê? Observe que a preposição é obrigatória.)

Observe atentamente outros exemplos a seguir:

Preciso de um celular novo.
(Quem precisa, precisa de algo ou de alguém.)

 Nós acreditamos em você.
(Quem acredita, acredita em algo ou alguém.)

Verbos transitivos diretos e indiretos (bitransitivos)

Os verbos bitransitivos são os que se usam com dois objetos: um direto, outro indireto, concomitantemente.

Observe o exemplo a seguir:

A empresa fornece alimentação aos funcionários.

Objeto direto: alimentação
Objeto indireto: aos funcionários

Confira outros exemplos a seguir, retirados da “Novíssima Gramática da Língua Portuguesa”, de Domingos Paschoal Cegalla:

No inverno, Dona Cleia dava roupa aos pobres.

 Objeto direto: roupa
Objeto indireto: aos pobres

 Ceda o lugar aos mais velhos. 

Objeto direto: o lugar
Objeto indireto: aos mais velhos

De acordo com o gramático Cegalla, os principais verbos bitransitivos são: atirar, atribuir, dar, doar, ceder, apresentar, ofertar, oferecer, pedir, prometer, explicar, ensinar, proporcionar, perdoar, pagar, preferir, devolver, chamar, entregar, perguntar, informar, aconselhar, propor, prevenir, relatar, narrar.

 

Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).