Literatura barroca

O período em que a literatura barroca fez-se presente na história da literatura foi posterior ao renascimento, do final do século XVI ao final…


O período em que a literatura barroca fez-se presente na história da literatura foi posterior ao renascimento, do final do século XVI ao final do século XVIII. A palavra barroco, de acordo com a origem mais aceita, deriva da palavra “Barueco” que significa pérola ou joia irregular que é áspera e possui manchas escuras. Isso foi associado devido às características do estilo que, segundo os clássicos era irregular, defeituoso e de mau gosto.

Literatura barroca

Foto: Reprodução

Características

O barroco tem, em sua estética, uma busca pela novidade e pela surpresa e, além disso, o gosto pela dificuldade. Pregava-se, neste estilo, que nada é estável e que tudo deve ser decifrado. Entre suas características, encontramos ainda a tendência ao artifício e ao engenho, e a noção de que o ideal supremo de uma obra artística reside no inacabado.

Com linguagem dramática apoiada nas figuras de linguagem, hipérboles, metáforas, anacolutos e antíteses, o barroco era a arte do contraste e do conflito. Fé versus razão, corpo versus alma, vida versus morte, entre outros. Em todas as produções deste estilo essa característica é marcante, mas nem sempre expondo apenas os contrários, mas integrando um ao outro – usando figuras de linguagem para fundi-las.

O barroco era uma arte muito pessimista que transmitia a consciência de que a vida era apenas uma condução para a morte, transmitido com incerteza quanto à vida e medo da morte. Marcada pelo desencantamento com o mundo e com o ser humano, a arte barroca exprimia em sua concepção a ideia de que tudo é passageiro, e de que tudo muda.

As cenas trágicas (feísmo), jogo de palavras (cultismo), jogos de raciocínio e retórica (conceptismo), além da linguagem rebuscada e trabalhada com recursos estilísticos.

Autores e obras

O marco inicial do Barroco no Brasil se deu por meio da obra Prosopopeia do autor Bento Teixeira no ano de 1601. Gregório de Matos foi outro autor marcante do barroco no Brasil. Apelidado de Boca do Inferno devido à linguagem de baixo calão com que retratava a sociedade da época, o autor escreveu poesias líricas, religiosas e satíricas, mas não teve nada publicado em vida. Tudo que se tem conhecimento de sua obra foi fruto de pesquisas.

Outros autores de destaque são Padre Antônio Vieira, Frei Manuel de Santa Maria Itaparica e padre Antônio Vieira.

Barroco no Brasil

O barroco foi, no Brasil, constituído pelas primeiras manifestações literárias que aconteceram no Brasil Colônia. No entanto, a literatura, apesar de ser genuinamente brasileira durante este período, ela teve influências diretas do barroco europeu.


Reportar erro