Ministro diz que educação profissional é para o Brasil de hoje e do futuro

Importância do ensino técnico foi exaltada pelo ministro da Educação, Renato Janine, ao participar da abertura da WorldSikills Competition, em São Paulo


A importância do ensino técnico foi exaltada pelo ministro da Educação, Renato Janine, ao participar na noite de terça-feira (11) da cerimônia de abertura da WorldSikills Competition, em São Paulo. “A educação profissional, que é para o Brasil de hoje e do futuro, é uma das políticas centrais para promover o desenvolvimento pessoal, socioeconômico e, ao mesmo tempo, acelerar o ritmo da produtividade e da competitividade”, disse ao discursar.

A WorldSikills Competition, uma competição de educação profissional, segue até sábado (15). “A educação profissional, que é para o Brasil de hoje e do futuro, é uma das políticas centrais para promover o desenvolvimento pessoal, socioeconômico e, ao mesmo tempo, acelerar o ritmo da produtividade e da competitividade”, disse ao comentar a importância do ensino técnico.

São 1,2 mil competidores de 60 países, com especialização em 50 ocupações técnicas e com até 22 anos de idade. Especialistas em áreas como mecatrônica, desenho mecânico, marcenaria, soldagem, eletricidade industrial, web design e confeitaria participarão de provas, em que deverão executar tarefas cotidianas do trabalho em empresas. O Brasil terá 56 participantes na competição.

Ministro diz que educação profissional é para o Brasil de hoje e do futuro

Foto: Bruno Carlos/ especial para o MEC/ Divulgação

Para os competidores, o ministro disse que “o importante é competir. A primeira e mais importante competição é aquela que fazemos com nós mesmos. O desejo de superação, de ultrapassar nossos próprios limites, deve vir antes do desejo de vencer o outro”.

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro Neto, que também participou da cerimônia, afirmou que a competição ajuda a destacar a importância da formação profissional no país. “Neste momento, essa agenda é estratégica, porque o Brasil precisa elevar cada vez mais a competitividade da sua economia e eu considero fundamental investir em seu capital humano”, disse.

Para o presidente da Confederação Nacional da Indústria, Robson Braga de Andrade, “o ensino profissional abre as portas para milhões de jovens que chegam ao mercado de trabalho com a missão de construir o futuro e o presente do nosso país”.

Simon Bartley, presidente da WorldSkills, agradeceu aos organizadores da competição em São Paulo.“Dedicação e empenho propiciaram aos competidores mostrar seu trabalho ao mundo”. Ele disse que os competidores são todos profissionais qualificados e que a educação profissional é importante para a sociedade e para a economia.

No Anhembi Parque, visitantes poderão acompanhar as provas e ainda participar de atividades, como jogos e interações digitais, a fim de conhecer melhor as profissões técnicas.

*Da Agência Brasil,
com adaptações


Reportar erro