Os escritores considerados ‘malditos’ ao longo da História

Os escritores ‘malditos’ mantêm um estilo de vida “à margem” da sociedade, rejeitando as regras impostas por esta. Conheça alguns destes escritores


O termo “escritores malditos” ou “poetas malditos” (em francês: poète maudit) faz referência aos autores que mantêm um estilo de vida “à margem” da sociedade, que rejeitam as regras impostas por esta e se recusam a pertencer a qualquer ideologia estabelecida.

O autor da expressão, Alfred de Vigny, utilizou-a pela primeira vez em sua peça dramática intitulada “Stello”, no ano de 1832. A popularização do termo deu-se entre os anos de 1884 e 1888, quando Paul Verlaine publicou uma série de artigos intitulada “Les poètes maudits” (“Os poetas reprovados”).

Escritores ‘malditos’ ao longo da História

Imagem de mãos escrevendo em máquina de datilografia

Foto: Depositphotos

Em “Les poètes maudits”, de Paul Verlaine, poetas como Rimbaud, Mallarmé e Tristan Corbière eram destacados, mas existem vários outros escritores considerados “malditos” ao longo da História. Confira alguns deles a seguir:

Paul Verlaine

Os críticos incluíram Verlaine entre os denominados “poetas malditos” no final do século XIX. O criador da expressão é considerado um dos maiores e mais populares poetas franceses.

Charles-Pierre Baudelaire

Baudelaire foi um poeta e teórico das artes em geral, nascido em Paris no ano de 1821. É considerado um dos precursores do simbolismo e é o fundador da tradição moderna em poesia, ao lado de Walt Whitman. Sua obra mais conhecida, “As Flores do Mal”, foi publicada em 1857 e acusada de ofender a moral pública.

Arthur Rimbaud

Rimbaud também era francês e produziu suas obras mais famosas quando ainda era adolescente, tendo influenciado a literatura, a música e a arte modernas.

O poeta teve um caso amoroso com Paul Verlaine, era conhecido como libertino e viajou intensamente por três continentes antes de falecer aos 37 anos de idade, devido a um câncer.

Edgar Allan Poe

Poe, autor do famoso poema “O Corvo”, foi um poeta, escritor, romancista, crítico literário e editor-norte americano. Com os seus contos sobre mistério, Edgar Allan Poe inaugurou um novo gênero e estilo literários.

Alejandra Pizarnik

Pizarnik foi uma escritora e poeta argentina. Nasceu em Buenos Aires, no ano de 1936.

Os escritores “malditos” brasileiros

Dentre os considerados escritores ou poetas “malditos” no Brasil estão os seguintes:

Paulo Leminski

O curitibano foi um poeta de vanguarda, letrista de música popular, professor, escritor e tradutor. Suas principais obras incluem “Distraídos Venceremos”, “Caprichos e relaxos” e “La vie en close”.

Torquato Neto

“É preciso enquanto é tempo não morrer na vida pública”. Torquato Neto foi um letrista, poeta e jornalista nascido em Teresina.

Ana Cristina César

Ana C. foi uma poetisa e tradutora brasileira, sendo muitas vezes relacionada com o movimento de Poesia Marginal.


Reportar erro