Publicado edital sobre vagas no Enem para pessoas privadas de liberdade

Provas serão aplicadas nas unidades prisionais e socioeducativas; exame ocorrerá aplicado nos dias 6/12 e 7/12


O Diário Oficial da União da quarta-feira (21) publicou o edital com as regras do Enem 2016 para pessoas privadas de liberdade e jovens que cumprem medida socioeducativa com privação de liberdade. As inscrições serão feitas exclusivamente pela internet, a partir das 10h do dia 3 de outubro até o dia 21 de outubro. O exame será aplicado nos dias 6 e 7 de dezembro.

Os interessados em participar deverão solicitar ao responsável pedagógico de sua unidade que efetue a inscrição pelo site do Inep. As provas serão aplicadas nas unidades prisionais e socioeducativas. Para tanto, é necessária a indicação dessas unidades, pelos respectivos órgãos de administração prisional e socioeducativas de cada unidade federada.

No momento da adesão, os estabelecimentos devem indicar um responsável pedagógico, a quem caberá providenciar a inscrição dos participantes. Ele é também encarregado pelo acesso aos resultados, a divulgação das informações do exame aos inscritos e o encaminhamento dos candidatos ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e a outros programas de acesso à educação superior.

Publicado edital sobre vagas no Enem para pessoas privadas de liberdade

Foto: Reprodução/ GoiasAgora.go.gov.br

A chegada às salas onde as provas serão aplicadas deverá ser às 12h15, no primeiro dia de testes; e às 13h15, no segundo dia. De acordo com o edital, a diferença de horários se deve à necessidade de preencher um questionário socioeconômico no primeiro dia. O início das provas será às 13h30.

Os órgãos de administração prisional que desejarem indicar unidades para aplicação do Enem deverão firmar o termo de adesão, responsabilidade e compromissos junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), no endereço eletrônico, entre os dias 26 de setembro e 7 de outubro.

No primeiro dia, os candidatos farão as provas de ciências humanas e suas tecnologias (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza e suas tecnologias (química, física e biologia), com duração total de 4 horas e 30 minutos. No segundo dia, será a vez dos participantes testarem os conhecimentos em linguagens, códigos e suas tecnologias (língua portuguesa, literatura, língua estrangeira – inglês ou espanhol –, artes, educação física e tecnologias da informação e comunicação), redação e matemática, com duração total de 5 horas e 30 minutos.

Na edição passada, houve 45,5 mil participantes, um aumento de 19% em relação a 2014, quando foram registradas 38,1 mil inscrições.

*Do Portal Brasil
Com adaptações


Reportar erro