UEPG com 720 vagas para vestibular de verão 2015

Os interessados poderão se inscrever até 4 de outubro, exclusivamente pela internet


Publicado em 04 de setembro de 2015

 

Com a oferta de 720 vagas, distribuídas em 38 cursos, a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) está com inscrições abertas para o vestibular de verão 2015. Os interessados poderão se inscrever até 4 de outubro, exclusivamente pela internet, no endereço www.cps.uepg.br/vestibular. O pagamento da taxa de inscrição (R$ 115) poderá ser efetuado até 5 de outubro, nas agências bancárias ou locais integrados ao sistema de cobrança por aviso de compensação bancária.

As provas do Vestibular de Verão 2015 serão aplicadas nos dias 13 e 14 de dezembro, em Apucarana, Cascavel, Castro, Guarapuava, Irati, Jacarezinho, Maringá, Palmeira, Paranaguá, Ponta Grossa, Rio Negro, São Mateus do Sul, Telêmaco Borba e Umuarama. O candidato deverá fazer a opção pelo local de prova no ato da inscrição.

Para a inscrição no sistema disponibilizado pela Coordenadoria de Processo de Seleção (CPS), o candidato deverá, primeiro, baixar o Manual do Candidato, para conhecimento das regras que regem o concurso. Ao efetuar o pagamento da taxa de inscrição, cujo boleto será emitido pelo próprio candidato, este dará ciência e concordância com as condições estabelecidas. Deverá ainda responder ao questionário socioeducacional, cujas informações vão orientar políticas educacionais desenvolvidas pela instituição e governo.

O segundo passo é a impressão da ficha de inscrição, que deverá ser apresentada para o acesso aos locais de prova. Na ficha, vai colar uma foto 3×4, recente e de conformidade com sua aparência atual, e a fotocópia do documento de identificação (com foto) utilizado na inscrição. Em relação à foto, o candidato poderá enviar um arquivo ‘JPG’ para ser inserido na ficha de inscrição, mediante análise da CPS.

Universidade Estadual de Ponta Grossa com 720 vagas em vestibular de verão 2015

Foto: Reprodução/ Agência de Notícias do Estado do Paraná

Cota, nome social, Enem

No ato da inscrição, o candidato deverá marcar sua opção pelas cotas para estudantes da escola pública e estudantes que se autodeclararem negros também alunos da rede pública de ensino. Nos dois casos, o candidato deverá, obrigatoriamente, ter estudado todas as séries de ensino fundamental e ensino médio em escola pública, além de não ter curso superior em andamento ou concluído.

A comprovação de ter cursado todas as séries da educação básica em escola pública será efetivada pela apresentação do histórico escolar no momento do registro acadêmico e matrícula. A UEPG reserva 50% das vagas ao sistema de cotas, sendo 40% para estudantes da escola pública e 10% à cota para negros. Os demais 50% vão para a chamada cota universal.

A UEPG também permite ao candidato a utilização de nome social. De acordo com o Regimento Geral da instituição, o candidato travesti ou transexual, se maior de 18 anos, poderá requerer por escrito o uso do nome social para que seja utilizado durante os procedimentos de seleção. O requerimento deve ser protocolizado no Protocolo Geral da UEPG, no Centro de Convivência, no Campus da UEPG em Uvaranas, até o último dia das inscrições. Ao requerimento o interessado deverá anexar uma fotocopia de um documento oficial de identificação com foto.

Os candidatos ainda poderão utilizar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado a partir de 2009. Para isso, deverão ter aproveitamento mínimo de 40% nas questões objetivas do Enem. O percentual de 10% da pontuação obtida será adicionado ao total de pontos obtidos no Vestibular. Também é responsabilidade do candidato marcar a opção pela língua estrangeira que deseja ter nas questões na prova de Conhecimento Gerais (1ª etapa do concurso). A UEPG possibilita a opção entre o inglês, espanhol ou francês.

Para as questões de literatura brasileira e de língua portuguesa, a UEPG destaca cinco obras literárias. A lista inclui Recordações do escrivão Isaías Caminha (Lima Barreto); O Aprendiz de feiticeiro (Mário Quintana); O grande Mentecapto (Fernando Sabino); Quase-Memória, quase romance (Carlos Heitor Cony); e Amor e outros contos (Luiz Vilela). Na prova de Redação, serão explorados os gêneros de produção textual: carta de reclamação; carta resposta à reclamação; texto de opinião dissertativo-argumentativo; notícia; e resumo.

*Do Portal da UEPG,
com adaptações


Reportar erro