Biorremediação

Biorremediação é o nome que recebe o processo em que os organismos vivos como plantas ou microrganismos podem ser usados para remoção ou redução…


Biorremediação é o nome que recebe o processo em que os organismos vivos como plantas ou microrganismos podem ser usados para remoção ou redução das concentrações de substâncias poluentes em ambientes onde se encontram. Esse método vem sendo recomendado pela comunidade científica, pois não causa poluição secundária, ou então causa menos do que os outros métodos. Essa ação, no entanto, não é imediata, pois mesmo os seres que conseguem absorver as substâncias químicas pesadas para limpeza da área afeada tem seus limites e ação condicionada. Por isso, empresas vêm trabalhando em pesquisas e desenvolvimento genético dos organismos de forma a modificar os genes aumentando sua capacidade de absorção dessas substâncias, ou seja, a capacidade de despoluir.

Esse processo veio como uma solução para um problema antigo: quando falava-se em reconstituir uma área afetada, tratava-se da coleta e retirada do material que contaminava o local, mas sem saber onde colocá-lo. Isso gerava risco de contaminação de um segundo lugar.

Outro processo que, atualmente ainda é usado, é o esquecimento. Esse consiste apenas no isolamento da área e na espera de que a natureza consiga promover sua limpeza.

Biorremediação

Foto: Reprodução

Objetivos

O processo tem como objetivo promover a restauração do equilíbrio ecológico em determinado ambiente que foi afetado pela poluição. Além disso, visa proteger as espécies preservando a cadeia alimentar em todos os níveis trópicos.

Onde pode ser aplicado?

Esse processo vem sendo adorado por muitos países que acabam investindo milhões de dólares nisto. Entre os que mais tem investido nessa tecnologia estão os Estados Unidos e os países da Europa. O método pode ser implantado em águas subterrâneas ou superficiais, assim como solos e efluentes industriais.

Como funciona?

Os processos de biorremediação, entre si, são muito particulares, precisando quase sempre passar por uma adequação e otimização para diferentes locais que foram afetados pela poluição. Para que isso funcione, é preciso analisar alguns pontos e passar por um processo:

  • Avaliação da natureza do composto que será usado
  • Caracterização da poluição – contaminação do ambiente
  • Planejamento do melhor tipo de biorremediação que pode ser usado
  • Decisão por biorremediação in situ ou ex situ

Com isso, deve-se escolher o tipo de processo de biorremediação: usando plantas ou microrganismos.

Biorremediação de lagoas

Como exemplo dos processos que podem ser usados, vamos citar o que pode ser feito no caso de biorremediação de lagoas. Esse processo baseia-se em outros processos naturais que são realizados por microrganismos, e pode ser usado em lagoas de diversos tipos.


Reportar erro