Ecossistemas de água doce

O que são ecossistemas? Recebe o nome de ecossistema o conjunto de características físicas, químicas e biológicas que são capazes de influenciar a existência…


O que são ecossistemas?

Recebe o nome de ecossistema o conjunto de características físicas, químicas e biológicas que são capazes de influenciar a existência de uma espécie animal ou vegetal de um sistema onde se vive. Os ecossistemas são constituídos de uma unidade natural – parte não viva, como água, gases atmosféricos, sais minerais e radiação solar -, e a parte viva – plantas e animais, inclusive microrganismos-. Essas duas partes interagem ou se relacionam entre si de forma a constituir um sistema estável. Os ecossistemas são divididos em terrestres e aquáticos, e neste artigo iremos abordar a segunda categoria.

Ecossistemas de água doce

Foto: Reprodução

Ecossistemas de água doce

Os ecossistemas aquáticos abrangem os de água doce, que envolve rios, lagos, lagoas, geleiras, lençóis freáticos e reservatórios subterrâneos, e os de água salgada, que abrangem manguezais e restingas.

Também conhecido como limnociclo, o ecossistema de água doce cobre apenas 0,8% da superfície terrestre, sendo responsável por 0,009% da água total do planeta. Dentro desse ecossistema, encontramos uma divisão: ecossistemas lênticos, lóticos e zonas úmidas.

Zonas úmidas

São as áreas em que o solo está saturado com água, ou ainda regiões em que o solo fica inundado durante parte do ano.

Lêntico

Neste ecossistema, a água é de baixo fluxo ou ainda parada, como os lagos, lagoas, poças e reservatórios, podendo ser de água salina, doce, em ambiente continental ou costeiro, totalmente ou parcialmente circundados por terra. Analisando de um ponto de vista geográfico e de pequena duração, essas formações são consideradas relativamente recentes.

Lótico

É o ecossistema de água em rios, córregos e riachos, com águas correntes que são definidas – do ponto de vista hidrológico – como calhas por meio das quais são transportadas as descargas da água superficial. Transportam substâncias cinéticas levando-as para o mar, de uma forma geral. Além disso, deslocam também o material insolúvel, especialmente sob a forma de erosão e no curso inferior sob a forma de sedimentação.

Interferências nos ecossistemas de água doce

As mudanças climáticas e estruturais no meio ambiente podem causar alterações nos ecossistemas de água doce, como na Amazônia, causando declínio e extinção das espécies, ou ainda alterar o padrão migratório e a ecologia dos peixes. Os meses de seca e a quantidade baixa de chuvas nesta época podem afetar de forma significativa os rios e sistemas de água doce, assim como as espécies – inclusive a população humana – que são dependentes desses recursos. Além disso, o clima mais variável e os eventos climáticos mais extremados indicam que as espécies de peixes amazônicos terão que aprender a lidar com temperaturas mais elevadas, de forma a conviver com um ambiente que terá condições ambientais potencialmente letais.


Reportar erro