Proclamação da República do Brasil – Resumo

Resumo sobre a história da Proclamação da República do Brasil, momento em que deixamos de ser império para virar uma república


Contexto da época

A era final da monarquia, em meados de 1880, foi uma época de crise para o governo Imperial. A situação do país havia mudado, e um Imperador, que detinha muitos poderes, não estava mais sendo a forma mais adequada de governo para o Brasil. O país precisava de um governo que acompanhasse suas mudanças econômicas, políticas e sociais.

Proclamação da República do Brasil - Resumo

Imagem: Reprodução

Causas da crise monárquica no Brasil

A classe de profissionais liberais, estudantes, artistas e jornalistas (a classe média) da época cultivava ideias liberais e estava descontente com o governo em sua forma. Ela crescia cada vez mais nos centros urbanos e almejava maior participação nas decisões políticas do país. Militares insatisfeitos com a monarquia corrupta e com necessidade de uma autorização do Ministro da Guerra para manifestarem-se na imprensa e fazendeiros descontentes com o pouco poder político que possuíam que julgavam ser desproporcional ao seu poder econômico, foram alguns aspectos que provocaram a crise monárquica naquela época.

O movimento republicano no Brasil ganhava força, à medida que o Imperador e seu governo enfraqueciam diante das constantes críticas e agressões de inúmeros setores sociais. E com a abolição da escravatura pela princesa Isabel no ano de 1888, a existência de uma monarquia não se via mais necessária, tendo em vista que os fatores que a mantinham de pé até então não mais existiam, e o país precisava de um governo que acompanhasse e regesse sua nova fase no século XIX.

A proclamação da República

Em 15 de novembro de 1889, Marechal Deodoro da Fonseca reuniu as tropas do Rio de Janeiro num golpe militar e invadiu o Ministério da Guerra. Sua motivação foram os boatos de que Dom Pedro II tinha intenções de reconfigurar a Guarda Nacional. Rumores diziam que Deodoro e suas tropas apenas pretendiam obter um novo Ministro da Guerra, mas sua pressão foi tanta que a corte se dissolveu, dando lugar à República Brasileira. E a despeito das movimentações populares que vinham ocorrendo a favor de um governo republicano, a proclamação da república deu-se por uma monarquia que não mais se sustentava.

A família real seguiu rumo à Europa no dia 18 de novembro. Neste momento após 67 anos regido por um Imperador autoritário e cheio de poderes, o Brasil respirava novos ares como uma nova República, tendo Marechal Deodoro da Fonseca como presidente provisório, que seria supostamente substituído por presidentes eleitos pelo voto direto popular. E assim pode-se dizer que a República foi um consolidador da democracia Brasileira, que segue até os dias de hoje.


Reportar erro