Antropomorfismo

Você sabe o que é antropomorfismo? Derivado da união de duas palavras gregas, anthropos que significa homem, e morphe que significa forma, o antropomorfismo…


Você sabe o que é antropomorfismo? Derivado da união de duas palavras gregas, anthropos que significa homem, e morphe que significa forma, o antropomorfismo remete a características humanas, sejam elas atitudes ou sentimentos, ou até mesmo o poder de falar, sendo atribuídas aos animais, deuses, elementos da natureza e seres inanimados.

Antropomorfismo

Foto: Reprodução

Como surgiu o termo?

Acredita-se que o termo foi criado pelo filósofo grego Xenófanes, que buscava uma forma de descrever a semelhança entre os religiosos e seus deuses (deuses gregos eram retratados com pele clara e olhos azuis, e deuses africanos com pele escura e olhos castanhos).

O termo continuou, após a aplicação de Xenófanes, sendo usado como uma forma de raciocínio da lógica das religiões, sendo o politeísmo grego uma fonte de estudos sobre o funcionamento do raciocínio antropomórfico até os dias de hoje. Outra forma de representação do antropomorfismo na religião, são as religiões do oriente. O hinduísmo e o cristianismo traziam a ideia de que Jesus Cristo era, ao mesmo tempo, divino e humano.

Antropomorfismo e a literatura

O antropomorfismo funciona ainda como um artifício da literatura, ligado diretamente à arte de contar as histórias. Nas fábulas, é comum encontrarmos animais como protagonistas, que apresentam muitas características de comportamentos humanos. As fábulas de Esopo usam extensivamente o antropomorfismo dando lições de moral por meio de animais protagonistas.

Da mesma forma acontece em alguns contos de fadas, como em A Bela e A Fera, animação em que objetos assumem atitudes de pessoas. Podemos citar ainda como exemplo o filme Se Meu Fusca Falasse, em que Herbie, o fusca, não possuía forma humana, tampouco falava, mas demonstrava emoções e vida própria.

Os efeitos do antropomorfismo e o biocentrismo

Atribuir características humanas aos animais nos faz perder a visão correta, e a percepção de como eles são de fato. Isso pode trazer transtornos, tanto para as pessoas quanto para os animais, retirando-os de sua verdadeira natureza e de suas necessidades reais. É preciso assumir que as espécies de animais estão todas, fazendo parte de um único meio, inclusive os seres humanos, de forma que não existe uma centralização em torno do homem. Pensando nisso, está sendo desenvolvida aos poucos uma corrente de pensamento chamada biocentrismo, que entende que todos os animais e elementos da natureza têm direitos naturais aplicados igualmente.

Ainda segundo essa corrente de pensamento, temos a Terra como uma entidade viva que envolve relações de causa e efeito. Dessa forma, entendemos que cada um dos animais é singular e provido de identidade e vida própria, e que é preciso coexistir cooperativamente com todas as outras espécies.

Desumanização

De forma diretamente oposta ao antropomorfismo, existe a desumanização. Ela consiste na representação dos seres humanos como objetos ou animais selvagens. Pode-se usar como exemplo a perseguição que os judeus sofreram pelos nazistas durante o Holocausto.


Reportar erro