Behaviorismo filosófico

O termo Behaviorismo é usado na psicologia e deriva do termo behavior, que significa comportamento ou conduta de um indivíduo. É o conjunto das…


O termo Behaviorismo é usado na psicologia e deriva do termo behavior, que significa comportamento ou conduta de um indivíduo. É o conjunto das teorias psicológicas e correntes de pensamentos, que podem ser até contraditórias, mas que sempre contêm como elemento principal o comportamento.

Behaviorismo filosófico

Foto: Reprodução

Tipos de Behaviorismo

Os precedentes dessa corrente de pensamento comportamentista podem ser considerados Vladmir Mikhailovich Bechterev e Ivan Petrovich Pavlov, ambos filósofos russos. O primeiro dos filósofos citados estudou neurologia e psicofisiologia e propôs a psicologia baseada no comportamento em seu livro Psicologia Objetiva.

O segundo filósofo citado, Pavlov, propôs o condicionamento do comportamento que era conhecido como reflexo condicionado. O filósofo tornou-se conceituado com a realização de experiências de condicionamento com cães. Foi ele quem inspirou John B. Watson que, em 1913, publicou o artigo Psychology as the Behaviorist views it, que contrapõe-se à tendência que, até o momento, era mentalista – focada em processos internos como memória e emoção. Foi também o primeiro artigo a usar o termo Behaviorismo e o primeiro da vertente Behaviorismo Clássico.

O estudo do comportamento, denominado Behaviorismo, pode ser dividido em Behaviorismo Clássico, também conhecido como Behaviorismo Watsoniano, que tem como visão da psicologia o seu estudo objetivo e experimental das ciências naturais, visando prever e controlar comportamentos; Neobehaviorismo Mediacional, que vinham para contrapor o behaviorismo clássico em sua afirmação de que todos os comportamentos poderiam ser modelados por conexões estímulo-resposta; Behaviorismo Filosófico sobre o qual esse artigo se trata; Behaviorismo Metodológico, que refere-se ao comportamento como uma resposta pública dos organismos; e o Behaviorismo Radical, que entende o comportamento não como um campo de pesquisa experimental, mas como uma filosofia sobre o comportamento humano.

Behaviorismo filosófico

Também chamado de Behaviorismo Lógico, ou Behaviorismo Analítico, o termo remete à teoria analítica que defende que a concepção do estado ou disposição mental é a concepção de disposição comportamental ou tendências comportamentais. Ou seja, o pensar e o agir estão diretamente relacionados. Para exemplificar, podemos dizer que ao afirmar que “Ana está com frio”, essa verdade está condicionada à percepção do que está acontecendo na mente de Ana. Pode-se analisar, no entanto, alguns comportamentos que tornariam essa frase uma afirmação verdadeira. Ana, ao sentir frio, colocaria uma blusa, por exemplo, ou tomaria um chá para esquentar-se.

Ao falarmos sobre emoções e estados mentais com algum behaviorista filosófico, falaríamos diretamente sobre seus comportamentos atuais. Quando atribuímos estados mentais a qualquer pessoa, estamos afirmando coisas também a respeito de seus comportamentos, ou de suas disposições comportamentais.


Reportar erro