‘Cemitério online’: descubra o destino dos perfis de redes sociais de pessoas mortas

Descubra o que fazer com o perfil de pessoas próximas nas redes sociais em caso de falecimento das mesmas


A socialização de pessoas tem se tornado cada vez mais virtual. Não à toa, em 2015 a rede social Facebook alcançou um bilhão de usuários acessando a página em um mesmo dia. De acordo com o criador do mesmo, o americano Mark Zuckerberg, em todo o mundo uma a cada sete pessoas acessa o Facebook.

E ao tratar deste assunto, nem tudo se resume a apenas uma rede social. Afinal, tantas outras como Twitter, Instagram e Google+ também têm atraído milhares de pessoas em todo o globo terrestre. Tais páginas reúnem e tornam públicas fotos e informações pessoais como nome, idade, localização, ocupação profissional, estado civil, entre outras. Assim, surge um questionamento fundamental em torno desse cenário: qual o destino dos perfis de usuários mortos?

A cada minuto em toda a Terra, de acordo com estimativa da Organização das Nações Unidas (ONU), morrem 102 pessoas (totalizando 146.880 por dia). Levando em consideração que 30% dos habitantes do planeta têm contas em redes sociais, conclui-se que, por dia, se transformam em páginas de usuários mortos cerca de 45.532 perfis.

'Cemitério online': descubra o destino dos perfis de redes sociais de pessoas mortas

Foto: Reprodução/ internet

Como agir em caso de morte de alguém próximo a você

De modo que, tais perfis de falecidos, passam a configurar uma espécie de “cemitério online”, guardando lembranças de muitas pessoas que já partiram deste mundo. Nesses casos, é comum que familiares queiram desativar ou mesmo transformar a página do ente querido em um chamado memorial.

Caso o titular (falecido) do perfil não tenha deixado cópia do login e senha da conta com alguém, será necessário proceder conforme estabelece as regras de cada rede social. Confira a seguir o que é possível fazer:

Facebook

Na rede social de Mark Zuckerberg, faz-se necessário o preenchimento de um formulário, o qual deve ser enviado juntamente com algum documento que comprove a morte do titular da conta, a exemplo de uma notícia ou certidão de óbito. É possível solicitar ao Facebook a remoção do perfil ou ainda que o mesmo seja convertido em um memorial do usuário falecido.

Instagram

O Instagram, que pertence ao Facebook, disponibiliza duas alternativas: a comunicação da morte seguida de um pedido para que o perfil seja removido ou transformado em memorial. Este último pode partir de qualquer indivíduo. Entretanto, a solicitação de remoção da conta somente pode ser feita por familiares diretos do usuário falecido.

Twitter

O Twitter, por sua vez, determina que, além da certidão de óbito do usuário morto, o solicitante da remoção de conta deve enviar uma cópia do documento próprio de identidade.

Redes do Google

A solicitação para que e-mails, contas no Google+ e YouTube, por exemplo, sejam deletadas, deve ocorrer mediante envio da certidão de óbito. Todavia, a empresa informa no site que, mesmo com a apresentação dos documentos exigidos, nem sempre o Google poderá auxiliar na solicitação.


Reportar erro