Diplópodes, o que são e como vivem. Conheça algumas espécies

Tanto as centopeias, como o piolho-de-cobra, conhecido também como embuá, fazem parte da família dos diplópodes


Certamente você já ouviu falar das centopeias. Elas fazem parte do imaginário infantil por possuir muitas pernas e, geralmente, é bem representada nos desenhos, contos e músicas do seguimento.

Tanto as centopeias, como o piolho-de-cobra, conhecido também como embuá, e o Illacme Plenipes, típico da Califórnia, fazem parte da família dos diplópodes. Ao todo, são reconhecidas mais de oito mil espécies de diplópodes. Eles são animais que possuem pernas articuladas.

Os diplópodes são terrestres e se escondem em lugares úmidos e com pouca luz, como embaixo de pedras e dentro de arbustos. Mesmo com tantas patas, eles se locomovem muito devagar, por conta do seu corpo que é arredondado. Com cabeça, tórax e abdômen, eles possuem um par de antenas e pelos espelhados pelos membros inferiores.

Diplópodes, o que são e como vivem. Conheça algumas espécies

Foto: depositphotos

Reprodução sexuada

Alguns exemplares possuem até 370 pares de pernas! Um para cada anel que formam o seu corpo. A reprodução deles é sexuada e acontece quando o macho faz a transferência do espermatóforo, que fica depositado no sétimo par de pernas, e a fêmea o captura pelo gonóporo, localizado no seu segundo par de pernas. Desta forma são gerados ovos que dão origem aos seus filhotes.

Respiração e alimentação

Esses animais respiram pela traqueia e armazenam oxigênio em uma cavidade interna. Eles se alimentam de vegetais e quando são ameaçados eles enrolam o próprio corpo. Diante do perigo, algumas espécies como o piolho-de-cobra produzem veneno que podem causar problemas em seres humanos.

Centopeia é popular entre as crianças

Representante mais famosa da família dos diplópodes, a centopeia é estrela de diversos contos e histórias do universo infantil. O bichinho que, graciosamente é representando por algumas dezenas de patas, faz parte do imaginário das crianças.

As ilustrações mais comuns desse tipo de diplópode são as que representam cada parte do seu corpo de uma cor diferente. Outra brincadeira explorada é sobre os inúmeros sapatos que a mesma tem que ter para poder usar em cada uma das suas pernas.

A interação das crianças com esses tipos de animais é benéfica, pois as ensina por meio do lúdico de que todas as espécies devem ser respeitadas e preservadas. Além das centopeias, outros bichinhos também ganharam representações divertidas como a Baratinha, a Aranha, Galinha, etc.

Segundo especialistas, a literatura infantil ajuda os pequenos a assimilarem conhecimentos e informações necessárias para o seu desenvolvimento e quando os personagens são inspirados na natureza, eles nos dão lições de tolerância e convivência com tudo o que forma o universo.


Reportar erro