Lipídios – Fontes, características e funções

Os lipídios são compostos que possuem uma estrutura molecular variada. Conheça suas características, funções e suas principais fontes


Chamamos de lipídios todos aqueles compostos que possuem uma estrutura molecular bem variada, o que significa que eles não possuem uma função orgânica única, e sim, que apresentam diversas atividades diferentes de acordo com especialidade de cada um. Alguns lipídios são responsáveis por reservar energia, o que serve como uma fonte para aqueles animais que costumam hibernar por muito tempo, outros atuam como um isolante térmico, principalmente nos mamíferos, além de possuírem uma grande importância na composição da membrana plasmática das células, os chamados fosfolipídios. Sua principal característica é o que definimos como insolubilidade em solventes polares e a solubilidade em solventes orgânicos, eles possuem uma natureza hidrofóbica, que de maneira mais clara, definimos como uma aversão à molécula de água, já que hidro vem de água, e fóbico vem de fobia, medo.

Milho, uma fonte de lipídios

Milho, uma fonte de lipídios | Foto: Reprodução

Uma das maiores relevâncias do metabolismo lipídico vem justamente desta característica hidrofóbica dessas moléculas. Como nosso corpo possui cerca de 50% de água muitos podem imaginar que essa hidrofobia poderia ser um fator negativo, quando na verdade ela é justamente o contrário. O fato de haver tanta água necessita que algo faça uma divisão entre o meio celular e extracelular, como uma interface que estabeleça a separação entre os dois. Como esses lipídios não são solúveis, eles fazem esse papel, servindo como um tipo de barreira, que faz essa separação celular.

Classificação dos Lipídios

Podemos classificar os lipídios em dois tipos:

– Óleo: São o que chamamos de substâncias insaturadas.

– Gorduras: Chamadas de substâncias insaturadas.

Elas podem ser encontradas em diversos alimentos, tanto de origem animal quanto vegetal. Para citar exemplos clássicos podemos falar do abacate e do coco, nos casos frutíferos, e da soja, carne, leite e seus derivados, no caso animal, além da gema do ovo.

Todos os seres vivos possuem a capacidade de sintetizar os lipídios, porém, é muito importante salientar que determinada classe desses lipídios só podem ser sintetizadas por vegetais, os animais não possuem esta característica, como é o caso dos ácidos graxos essenciais e das vitaminas lipossolúveis.

Os lipídios que mais se destacam são os fosfolipídios, os glicerídeos, os esteroides e os cerídeos:

  • Cerídeos:  classificamos como cerídeos aqueles que chamamos de lipídios simples. Podem ser encontrados na cera produzida pelas abelhas, na construção da colmeia; na superfície das folhas, cera de carnaúba e dos frutos, como a  manga. Ela possui a  função de impermeabilização e proteção.
  • Fosfolipídios: São moléculas anfipáticas, o que significa que elas  possuem uma região polar, que chamamos de cabeça hidrofílica, tendo afinidade por água, e outra região apolar, chamada de calda hidrofóbica, que é responsável por repelir a água.
  • Glicerídeos: Esses lipídeos podem ser sólidos, as gorduras, ou líquidos, os óleos, à temperatura ambiente.
  • Esteroides: São lipídios formados por longas cadeias carbônicas dispostas em quatro anéis ligados entre si. São amplamente distribuídos nos organismos vivos constituindo os hormônios sexuais, a vitamina D e os esteróis (colesterol).

Fontes de Lipídios

Os alimentos que podemos citar como as principais fontes de lipídios são:

  • Margarinas
  • Milho
  • Aveia
  • Soja
  • Gergelim
  • Cevada
  • Trigo integral
  • Centeio
  • Óleo de canola
  • Óleo de soja
  • Óleo de peixes

Reportar erro