O que é a prosa romântica no Brasil

José de Alencar, Álvares de Azevedo, Franklin Távora e Visconde de Taunay são alguns dos principais autores da prosa romântica brasileira

A prosa romântica no Brasil é um movimento literário inaugurado pelo livro “A Moreninha”, de Joaquim Manuel de Macedo. A prosa romântica nasceu na Alemanha no século XIX, com “Os Sofrimentos do Jovem Werther”, de Goethe, e a divulgação dos textos se dava periodicamente, nos denominados folhetins.

O romance brasileiro pode ser considerado como uma “adaptação” do romance europeu, uma vez que seguiam os elementos das publicações europeias e conservavam as características folhetinescas. José de Alencar, Álvares de Azevedo, Franklin Távora e Visconde de Taunay são alguns dos principais autores da prosa romântica no Brasil.

A estreia com “A Moreninha”

Considera-se que a publicação do romance “A Moreninha”, de Joaquim Manoel de Macedo, em 1844, marca o início da prosa romântica brasileira. O livro é considerado o primeiro romance tipicamente brasileiro, pois traçou um perfil dos hábitos da juventude burguesa carioca.

O que é a prosa romântica no Brasil

Foto: depositphotos

A obra de Manoel também é lembrada por sua grande qualidade estética e o sucesso alcançado entre os seus contemporâneos. Além de “A Moreninha”, o escritor também escreveu “O Moço Loiro” e “A Luneta Mágica”.

Principais obras

Além de Joaquim Manoel de Macedo, autores como José de Alencar, Álvares de Azevedo, Franklin Távora e Visconde de Taunay também destacam-se como os principais autores da prosa romântica brasileira.

O romance “Senhora”, de José de Alencar, é a obra mais marcante do movimento. Nas páginas da obra, o autor retrata a oposição do amor ao dinheiro. No livro intitulado “Lucíola”, um romance urbano, Alencar aborda a prostituição durante o século XIX. O escritor é considerado o melhor poeta romântico, pois escreveu todos os tipos de romances, criando um quadro completo do Brasil no tempo e no espaço. Suas obras incluem “A Viuvinha”, “Cinco Minutos”, “A Pata da Gazela”, “Diva”, entre outras.

No caso de Álvares de Azevedo, o seu livro “Noite na Taverna” é considerado o expoente do ultrarromantismo no Brasil. A obra apresenta contos nos quais jovens embriagados de vinho tinto narram histórias macabras envolvendo crimes e paixões.

Visconde de Taunay é um dos principais autores de romances regionalistas, destacando-se com a obra “Inocência”, publicado em 1872. O romance se passa no interior do Mato Grosso e conta a história de Inocência, filha do fazendeiro Pereira, e o amor impossível por Cirino. Dentre as características da obra de Taunay está o paralelo entre os valores rurais brasileiros e a realidade urbana do continente europeu.

A obra “O Cabeleira”, de Franklin Távora, também é uma das principais obras da prosa romântica no Brasil. No livro, o autor apresenta o determinismo, tido como uma característica de romances regionais.

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).