O que é e para que serve a microfisioterapia

Através de estímulos manuais a causa de certas dores podem ser encontradas

Você já ouviu falar em microfisioterapia? Pelo nome dá até para relacionar a algo com a fisioterapia. Mas, será que é isso mesmo? O site ‘Microfisioterapia.org’ explica o que é e para que serve. Descubra agora!

O que é microfisioterapia?

A microfisioterapia nasceu na França em 1983. Ela foi criada pelos fisioterapeutas e osteopatas Daniel Grosjean e Patrice Benini. Ela nada mais é do que uma técnica de terapia manual que busca encontrar a causa primária de uma doença. Depois disso, o próximo passo é estimular a auto cura do organismo, que é quando ele próprio começa a combater a patologia.

A microfisioterapia é uma terapia manual que busca encontrar a causa primária de uma doença

Por meio de palpações o profissional vai fazer com que o corpo reencontre esses traumas e os elimine (Foto: depositphotos)

Em quais casos a técnica de terapia manual é indicada?

A microfisioterapia atua na memória das células. Isso significa que qualquer doença ou trauma que sofremos ficam guardados em algum espaço celular. Essas “lembranças” acumuladas seriam as responsáveis por enfraquecer o nosso organismo.

Portanto, a microfisioterapia entraria para apagar esses indícios e fazer com o que o corpo funcionasse como novo. Por isso, ela é indicada para todas as pessoas que já passaram por perdas, abandonos, frustrações, entre outros problemas emocionais que acabam refletindo no bem-estar físico dos pacientes.

Veja tambémPor que é que nós temos soluço? Descubra a razão e saiba como pará-lo

Como a microfisioterapia descobre essas memórias?

O fisioterapeuta realiza micromovimentos (daí o nome) em diferentes áreas do corpo e mede os ritmos. Onde existe trauma, não existe ritmo, daí ele relaciona a zona aos sintomas e inicia o tratamento.

Em que áreas do corpo a microfisioterapia é aplicada?

Nem sempre a área onde você sente dor é a origem do problema. Desta forma, a microfisioterapia é aplicada em um conjunto de áreas identificadas previamente pelo fisioterapeuta.

O site da organização exemplifica: “dores lombares podem ter como origem as glândulas paratireóides situadas na base do pescoço: estas enviam uma mensagem química errada que provoca espasmos dos músculos da coluna a nível lombar. Por um diagnóstico micropalpatório compêndio, o fisioterapeuta poderá localizar e identificar a memória traumática que causa hoje a dor. Ajudando o corpo a eliminar esta cicatriz, vai causar não somente o alívio da dor, mas também vai ajudar o corpo a eliminar os riscos de recidivas, ou que essa memória se desloque ou que ela cause uma degeneração”.

Veja também: Origem: Saiba de onde vem a força dos músculos. Pesquisadores revelam

Como é a sessão?

Uma sessão de microfisioterapia pode durar até 45 minutos. O paciente é atendido em uma maca enquanto o fisioterapeuta identifica as cicatrizes celulares. Assim que ele acha, por meio de palpações ele vai fazer com que o corpo reencontre esses traumas e os elimine.