A química do mercúrio

Considerado um metal pesado, o mercúrio tem muitas vantagens praticas, mas o contato direto com humanos pode ser nocivo e até levar a morte


De número atômico 80 (80 prótons e 80 elétrons) e massa atômica 200,5 u, o mercúrio é um metal e um dos seis elementos que ficam líquidos em temperatura ambiente. Os outros elementos são o césio, gálio, frâncio, rubídio e bromo, sendo esse último um não metal.

Aplicações do mercúrio

Normalmente, o mercúrio é utilizado em instrumentos de medidas como termômetros, medidores de pressão sanguínea e barômetros, além de ser também utilizado na fabricação de lâmpadas fluorescentes e como catalisador em reações químicas. Costumava ser usado por dentistas como elemento para a obturação de dentes, porém, foi substituído por bismuto, que possui propriedades semelhantes as do mercúrio, mas é ligeiramente menos tóxico.

De todas as suas aplicações, a mais importante está na fabricação de instrumentos para laboratórios, que terão diversos fins, dentre eles: medir o peso específico de alto, medir sua fluidez e condutividade elétrica.

A química do mercúrio

Foto: Reprodução/ internet

Perigos para a saúde

Queimação na pele, mudanças de personalidade, coceiras persistentes e tremores musculares são alguns dos sintomas de envenenamento crônico por mercúrio, ou seja, absorção frequente de pequenas quantidades do elemento. Já o caso de envenenamento agudo, que acontece por ingestão de compostos do metal, é muito pior e se não tratado pode causar a morte em até uma semana.

Os principais motivos de envenenamento crônico por mercúrio são contaminações, como o descarte incorreto de telefones celulares, que podem também comprometer o meio ambiente, uma vez que o visor desses aparelhos possui o elemento. Incineradores de lixo urbano produzem uma fumaça rica em cádmio, chumbo e mercúrio, que se misturam ao ar e podem alcançar longas distâncias e contaminar a via nasal.

As indústrias que fazem uso dos seus processos podem deixá-lo vazar nos cursos d’água, seja acidentalmente ou até mesmo propositalmente. As principais responsáveis por poluição e por acidentes com metais pesados são as indústrias metalúrgicas, fábricas de tinta e de plásticos, principalmente o plástico PVC.


Reportar erro