Brasília – História, economia e turismo

Brasília como Capital Federal, é de extrema importância para a economia e turismo do Brasil. Veja detalhes de sua história, as principais faculdades


Brasília é atualmente a Capital Federal e está situada na região centro-oeste do Brasil, no Planalto Central. Seu clima é tropical de altitude e os pinheiros destacam-se na sua vegetação. A cidade abriga mais de dois milhões e meio de habitantes segundo o censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no ano de 2010, ocupando assim o quarto lugar no ranking das cidades mais populosas do Brasil. A cidade foi projetada para que sua população não ultrapassasse o número de meio milhão de habitantes, contudo esse número foi atingido entre as décadas de 70 e 90.

Brasília - História, economia e turismo

Foto: Reprodução

História de Brasília

Foi construída pelo presidente Juscelino Kubitscheck e inaugurada no dia 21 de abril de 1960. Sua construção fez parte do plano presidencial de fazer o Brasil avançar “50 anos em 5” e trouxe não apenas progresso, mas problemas para o país.  Esse plano previa a abertura para empresas estrangeiras e a construção da nova Capital Federal, contudo o número de trabalhadores que migraram das regiões Norte e Nordeste, principalmente, para a construção da cidade, causou um superpovoamento na região e criou diversas cidades ao redor da capital que não estavam nos planos iniciais. Estas cidades foram mais tarde chamadas de cidades-satélites de Brasília.

A cidade é famosa por seu desenho arquitetônico, projetado pelo arquiteto Lúcio Costa, vencedor do concurso realizado no ano de 1957 para o plano da Nova Capital, e por ser berço de várias bandas e cantores que marcaram a música brasileira. Sua forma foi inspirada, segundo o arquiteto, no sinal da cruz, mas é frequentemente comparada à forma de um avião. A Capital abriga atualmente sedes de empresas nacionais e filiais internacionais, além de universidades bastante conceituadas com a Universidade de Brasília (UnB), o que atrai grande número de estudantes e trabalhadores para a região. Seu projeto conta com ruas largas e a divisão da cidade em blocos numerados e setores para atividades distintas como setores residenciais, hoteleiros, bancários e de embaixadas (Brasília abriga 124 embaixadas estrangeiras).

Turismo

Cerca de um milhão de visitantes chegam à Capital Federal, que é tombada como patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO, todos os anos. O turismo decorre de ser a capital do país e por abrigar diversos órgãos governamentais, de administração direta, incluindo os representantes dos três poderes. Os principais edifícios do governo são o Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente Dilma Rousseff, Palácio do Planalto, sede do poder executivo e a Praça dos Três Poderes localizados no Eixo Monumental.

Também é possível destacar outros pontos turísticos como:

  • Memorial JK
  • Panteão da Pátria
  • Teatro Nacional Cláudio Santoro
  • Santuário Dom Bosco
  • Museu Vivo da Memória Candanga
  • Santuário Dom Bosco
  • Catedral de Brasília
  • Parque Nacional de Brasília (popularmente conhecido como “Água Mineral”)
  • Jardim Botânico

Economia

A Capital Federal além de ser um centro político e com grande diversidade no ramo do turismo, também se apresenta como um importante centro financeiro para o país. Brasília possui o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) per capta do país e o quarto maior de toda a América Latina, sendo o triplo da renda média brasileira. Está também na 33º posição no ranking das cidades mais caras do mundo, no que diz respeito a custo de vida, logo atrás de Nova York que é a cidade mais cara dos Estados Unidos.

Por ter sido construída num terreno completamente livre, a Capital Federal ainda possui muitos espaços disponíveis para construção, o que alimenta o ramo da construção civil, que é parte da base de sua economia, acompanhada do varejo. Contudo, por ser uma cidade tombada como patrimônio pela UNESCO o governo do Distrito Federal procura sempre o incentivo à empresas de práticas não poluentes como as de software, cinema, vídeo, entre outras. A agricultura também merece papel de destaque na economia brasiliense, que já exporta seus produtos para outras localidades.


Reportar erro