Classificação periódica de Mendeleev

Mendeleev foi um ilustre professor e químico russo responsável por organizar os elementos na tabela periódica em sua forma atual. Estudou no Instituto Pedagógico…


Mendeleev foi um ilustre professor e químico russo responsável por organizar os elementos na tabela periódica em sua forma atual. Estudou no Instituto Pedagógico Central em São Petersburgo e graduou-se no ano de 1857, após isso, começou a lecionar. Dois anos depois, ganhou uma bolsa e foi estudar na Universidade de Heidelberg na Alemanha e depois de trabalhar em laboratórios e conhecer trabalhos de outros químicos, voltou para São Petersburgo, onde iniciou suas pesquisas, as quais resultaram em seu mais notável trabalho.

Já de volta a São Petersburgo em 1861, Mendeleev assumiu a cadeira de alto posto de Química do Instituto Tecnológico de São Petersburgo, onde iniciou suas pesquisas. Lá ele escreveu seu livro clássico, Osnovi Chimii, no qual, aprofundou o estudo da relação entre as propriedades dos elementos, na tentativa de formar um sistema que pudesse classifica-los. Nesse trabalho, Mendeleev formulou uma lei que partia do princípio elaborado por Amedeo Avogadro.

Na sua lei periódica, partindo do princípio de que volumes iguais de gases diferentes em condições idênticas de pressão e temperatura possuem o mesmo número de moléculas, ele definiu que todos os elementos são arranjados em ordem crescente de massa atômica. Assim, ele sistematizou nessa proposta algo que tempo depois veio a ser percebido por outros cientistas: existe uma relação entre as propriedades de certas substâncias e a massa atômica dos átomos que constituem estas.

Ele então classificou os sessenta e quatro elementos químicos que eram conhecidos na época e os dispôs em ordem crescente de massa atômica e ao notar que as propriedades de certos elementos se repetiam periodicamente, aproveitou-se disso e usou o fato como critério para reuni-los em famílias. Desse modo, formulou a lei periódica de classificação dos elementos químicos. No entanto, ao montar sua tabela, notou que havia algumas lacunas e previu que estas deveriam ser preenchidas por átomos ainda desconhecidos.

Tabela periódica de Mendeleev

Tabela periódica de Mendeleev em ordem crescente de massa atômica ³ | Imagem: Reprodução

Juntamente com a previsão que teve, descreveu possíveis propriedades para tais elementos que pudessem vir a ocupar as lacunas. Tempos depois, foram descobertos três elementos: Gálio em 1875, Escândio em 1879 e Germânio em 1886, confirmando sua hipótese. Assim, com a montagem da tabela periódica outras propriedades foram descobertas, como por exemplo, uma das leis da natureza que fala que as propriedades físicas e químicas dos elementos são funções periódicas de sua massa atômica, essa rege a chamada lei periódica.

As descobertas feitas por Mendeleev foram de tamanha importância que a lei por ele proposta é chamada de lei grandiosa. A tabela periódica que ele definiu é usada até hoje e ela se difere das demais porque as semelhanças apresentadas nessa se relacionam verticalmente, horizontalmente e diagonalmente. Devido à esse trabalho, recebeu o Prêmio Nobel e foi reconhecido como o ‘’Pai da Tabela Periódica’’.


Reportar erro