Turismo na Cordilheira dos Andes

A Cordilheira dos Andes com sua beleza e riqueza de história é o destino de viagem de muita gente. Veja detalhes do turismo nesta cadeia de montanhas


A Cordilheira dos Andes consiste numa cadeia montanhosa contínua de cerca de 7000 km de extensão que delineia parte do continente sul americano, sendo a maior do planeta Terra. Sua largura varia de 200 a 700 metros de acordo com o ponto de observação, e sua altitude média chega a 400 metros, tendo seu ponto mais alto, o Pico do Aconcágua, com 6962 metros. Ela passa por diversos países como Argentina, Chile, Venezuela, Equador, Peru e Bolívia, os chamados países Andinos, marcando fortemente a sua paisagem natural e servindo de fonte de exploração para atividades como o turismo, por exemplo. Entre países como Argentina e Chile, a Cordilheira dos Andes atua como fronteira natural.

Cordilheira dos Andes - Turismo

Foto: Reprodução

Pesquisas recentes afirmam que a Cordilheira dos Andes surgiu de forma rápida, há milhões de anos, com o choque das placas tectônicas do Pacífico e Sul Americana, fazendo surgir as cadeias montanhosas que hoje a compõem. Viver na área ocupada pela Cordilheira é uma tarefa bastante complicada para o homem, pois o mesmo teve de se adaptar naturalmente ao clima montanhoso do ambiente com o passar do tempo, e isto define o baixo número de vilas e cidades lá instaladas. Os quéchuas, descendentes dos antigos incas que habitavam a região, possuem o coração crescido, maior do que o normal em qualquer outra parte do planeta, para assim poderem oxigenar completamente o seu organismo.

Povos antigos que habitavam a região da Cordilheira possuíam um alto nível de conhecimento que muitas vezes ultrapassava os de seus colonizadores (os europeus) e foram responsáveis pela construção de cidades misteriosas que impressionam os turistas com seus templos e pirâmides.

Turismo na Cordilheira dos Andes

O turismo na Cordilheira dos Andes, apesar de ainda não ser explorado em todo o seu potencial, é uma atividade bastante atrativa e que garante lucro às regiões andinas. Podemos destacar alguns exemplos em diferentes países:

Argentina

O pico do Aconcágua, que fica localizado na região argentina da Cordilheira, por ser o ponto mais alto do Hemisfério Sul e também o mais alto fora da Ásia atrai um grande número de turistas que buscam aventuras e escaladas. Locais para acampamentos podem ser encontrados em diversos pontos próximos às montanhas como em Nido de Condores, Plazza de Mulas, Confluência e Berlim. Quem procura neve deve ir a Mendoza, onde após atravessar regiões semidesérticas, pode-se chegar ao Parque do Aconcágua, e contemplar o fenômeno da “neve eterna” que se acumula no topo das montanhas durante todo o ano.

Peru

Para a área peruana podemos destacar os vulcões e gêiseres presentes na montanha e que atraem um grande número de turistas todos os anos apesar da precária infraestrutura.  Destaca-se também a região de Machu Pichu, a famosa cidade perdida dos Incas (antigo povo habitante da Cordilheira), que fica situada a cerca de 2400 metros de altitude. A cidade encontra-se no alto de uma montanha e rodeada por diversas outras e pelo rio Urubamba, o que dá ao local uma paisagem impactante e única em todo o mundo.

Bolívia

Na Bolívia encontra-se o Salar de Uyuni, região com lagos de água salgada rica em minerais situada ao redor de áreas com atividades vulcânicas, famosas por serem benéficas à saúde. Os Salares atraem centenas de turistas todos os anos que utilizam sua água para banhos medicinais devido à seus benefícios.

Chile

No Chile destacam-se as famosas estações de esqui que ficam a cerca de uma hora da cidade de Santiago, como a El Colorado, Farellones, La Parva e a Valle Nevado. As estações atraem um grande número de turistas todos os anos que desejam uma bela paisagem e aventuras nas montanhas geladas.


Reportar erro