Escrita árabe: a conhecida caligrafia islâmica

A escrita árabe, também conhecida como caligrafia islâmica, assumiu uma nova dimensão, passando a ser um tipo de arte entre os povos de religião…


A escrita árabe, também conhecida como caligrafia islâmica, assumiu uma nova dimensão, passando a ser um tipo de arte entre os povos de religião muçulmana.

A caligrafia árabe é uma arte decorativa própria dos povos que utilizam o alfabeto árabe (principal conjunto de letras usado para representar a língua árabe) e faz parte desta cultura, tendo sido usada por séculos na preservação do Alcorão.

Os dois estilos originais da escrita árabe são o Cúfico (ou kufi) e o Nashk (ou Nasj, ou Nasji).

História

A escrita árabe é um abjad (também denominado consonantário, trata-se de um sistema de escrita em que as consoantes são representadas pelos símbolos, e cabe ao leitor interpretar e completar o símbolo escrito com a vogal pertinente) e foi oficializado em 786 por Khalil ibn Ahmad al Farahidi. A partir do século X, paulatinamente o Islã transformou a escrita em uma obra de arte visual. O surgimento do Islã foi transformador na história da caligrafia árabe.

Escrita árabe: a conhecida caligrafia islâmica

Imagem: Pixabay

O Alcorão também foi fundamental na história da escrita árabe, pois muitos religiosos eram encorajados a converter várias passagens do livro sagrado para a arte gráfica, o que ajudava a memorizá-lo melhor.

Desde a escrita cuneiforme, as letras eram separadas umas das outras, e os escribas árabes juntaram umas às outras, permitindo a leitura de toda a palavra ou frase de uma só vez.

Principais estilos de caligrafia árabe ou islâmica

  • Naskh – Popularizada durante o século X pelo calígrafo iraniano Ibn Muqlah Shirazi, foi uma das primeiras formas a surgir. Normalmente é feita com traços pequenos, retos e verticais, e palavras bem espaçadas. Atualmente, este estilo é considerado a escrita máxima para quase todos os muçulmanos e árabes;
  • Kufi (Cúfico ou escrita cúfica) – Forma predominante do início do Islã, foi criada nas cidades de Basra (Bassora) e Kufa, no Iraque, no século VIII. Este estilo possui medidas específicas, e angulosidade e linhas quadradas bem pronunciadas;
  • Thuluth – Desenvolveu-se bastante durante o século IX e ainda é a forma mais popular de escrita ornamental árabe, no entanto, raramente foi utilizada na escrita do Alcorão. É caracterizada pelas letras curvas que apresentam pequenos traços na parte de cima. Com traços elaborados, esse estilo adquire uma fluência cursiva de grande proporção e é a preferida para a escrita de placas, inscrições, cartazes etc.;
  • Riq’ah (ou Ruq’ah) – Esse estilo apresenta as formas geométricas das letras parecidas com as da Thuluth, porém, com mais curvas e menores. Bastante popular entre os calígrafos turcos, o Riq’ah é formado com pequenos traços horizontais.

Reportar erro