G20 – O Grupo dos 20

O Grupo dos 20, popularmente conhecido apenas como G20, compreende ministros da economia e presidentes centrais de 19 países com economias desenvolvidas, além da…


O Grupo dos 20, popularmente conhecido apenas como G20, compreende ministros da economia e presidentes centrais de 19 países com economias desenvolvidas, além da União Européia, e visa debater de forma construtiva assuntos relacionados à estabilidade econômica global.

G20 - O Grupo dos 20

Foto: Reprodução

Contexto histórico do G20

Originado de uma reunião na França no ano de 1975, o grupo inicialmente contava com as seis maiores economias mundiais da época e visava apenas a cooperação econômica entre os participantes. Chamado de G6, o grupo recebeu no ano seguinte o Canadá entre seus integrantes, passando a se chamar G7.

No final do século XX ocorreram muitas mudanças na realidade mundial, e o grupo passou a ser considerado elitista. A Rússia, herdeira da União Soviética, entra para a economia de mercado com grande importância, e é aceita no grupo por reconhecimento. Dessa forma, no fim dos anos 90, o G7 passa a ser G8.

G7 passa a ser G8

Com a percepção da necessidade de mais colaboração entre as economias emergentes, o presidente americano George W. Bush promoveu uma reunião para responder à crise financeira originada nos Estados Unidos. A partir de então, em 2008, formou-se o G20.

O grupo foi criado com o intuito de favorecer as negociações econômicas internacionais entre os países integrantes com diálogos ampliados, sempre levando em conta o peso econômico crescente de alguns países. Juntos, eles representam 90% do PIB mundial e 80% do comércio mundial, além de comporem 2/3 da população total mundial. Além disso, o grupo visa ainda promover debates sobre as políticas globais de forma a tornar possível o desenvolvimento econômico mundial de maneira sustentável, promover a discussão das regras comuns de forma a flexibilizar o mercado de trabalho e a criação de mecanismos voltados para a desregulamentação econômica e de formas de liberação do comércio mundial.

Membros

Seus membros são a África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, China, Coréia do Sul, Estados Unidos, França, Índia, Indonésia, Itália, Japão, México, Reino Unido, Rússia, Turquia e os países membros da União Européia.

As reuniões do G20

As reuniões entre os integrantes do grupo são realizadas duas vezes ao ano, compreendendo, em um dos encontros, os presidentes do banco central e ministros das finanças dos países, e no outro os chefes de estado. Com presidência anual e rotativa, o país que estiver como presidente durante o ano tem a missão de montar um secretariado provisório para atuar durante a sua gestão. No ano de 2014 a presidência está nas mãos da Austrália, e esteve com o Brasil no ano de 2008.


Reportar erro