História do Cristianismo

Confira um resumo sobre a história do Cristianismo, além de suas características, símbolos e origem da religião mais influente do mundo


A origem e história do Cristianismo

A história do Cristianismo começa em plena expansão do Império Romano, com o profeta chamado Jesus e geralmente é contada pelos Evangelhos – pois outras fontes são escassas – e, segundo eles, Jesus foi batizado aos 30 anos, pelas mãos de João Batista. Foi daí que começou a pregar a igualdade entre os homens, o perdão e o amor ao próximo.  As autoridades religiosas judaicas não aceitavam Jesus como o Messias e sequer aceitavam o fato de que um homem de origem humilde pregasse alguma religião. No final das contas, Jesus acabou crucificado. O cristianismo continuou a ser tratado como algo ruim e a perseguição continuou.

História do Cristianismo

Imagem: Reprodução

Mesmo com a morte de Jesus, a religião continuou e cada vez mais forte, pois ele disse aos seus apóstolos para espalharem o Cristianismo pelo mundo e foi o que fizeram, disseminando-o principalmente entre as camadas mais populares. Em Roma, só foi aceita após o ano de 313, quando o imperador Constantino se converteu à religião e concedeu liberdade de culto ao povo, que antes escondia-se em catacumbas para as reuniões. Essa decisão de Constantino ajudou a doutrina a espalhar-se por todo o império.

Os rachas na religião

Algumas situações históricas acabaram dividindo o Cristianismo em “subdivisões”. As principais são as católicas, protestantes e ortodoxas.

  • Ortodoxos: Em 1054, o patriarca de Constantinopla, Miguel Keroularios, rompeu com o papa, separando as igrejas ortodoxas do Cristianismo.
  • Protestantes: Em 1517, o teólogo alemão Martinho Lutero (membro da ordem religiosa dos Agostinianos), não concordando com alguns costumes do Cristianismo, fundou a Igreja Luterana, abolindo alguns costumes como: reconhecimento da autoridade papal, culto aos santos, confissão obrigatória e celibato dos padres e religiosos.
  • Além dessas, após a Reforma Protestante, muitas igrejas cristãs surgiram, cada uma com sua interpretação diferente do que está na Bíblia, com seus costumes e características próprias.

Sobre o Cristianismo

  • Tem aproximadamente 2,13 bilhão de seguidores/adeptos no mundo, isso significa mais de 33% da população mundial.
  • É a religião que predomina a Europa, América, Oceania, grande parte da África e partes da Ásia.
  • A maioria dos Cristãos defende um Deus trino, formado por três pessoas unidas distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.
  • Os católicos têm como um dos seus maiores símbolos o papa, que atualmente tenta expandir a doutrina da fé cristã. Também se dedicam ao ecumenismo (processo de busca pela unidade das igrejas cristãs), diálogos inter-religiosos, trabalhos de caridade e defesa dos direitos humanos.

Reportar erro