Mar Báltico

O Mar Báltico recebeu vários nomes antes de ser denominado dessa forma. Saiba mais e fique por dentro da história desse gigante que banha dez países


Anteriormente conhecido como “Mar da Alemanha”, o Mar Báltico fica situado a nordeste da Europa e é conhecido por ter uma salinidade mais baixa do que a água dos oceanos, devido ao constante escoamento de água doce das terras que o circundam. Ele é ligado ao Oceano Atlântico Norte pelos estreitos de Kattegat, que separam a Dinamarca da Suécia – apenas dois dos vários países que são banhados por ele.

Mapa do Mar Báltico

Mapa do Mar Báltico (Clique para ver em tamanho normal) | Imagem: Reprodução

O nome

O nome “Mar Báltico” começou a predominar a partir do século XVI, antes, na Idade Média, a área era chamada por vários nomes diferentes, entre eles “Mar da Alemanha”.  Foi o escritor germânico Adão de Bremem que começou a denominar a faixa de água com esse nome e a origem dessa denominação causa controvérsias até hoje. Muitos dizem que a origem do termo foi a palavra Belt (‘faixa’ em alemão), usada na época para denominar as duas faixas de água que o conectavam ao Mar do Norte. Outros acham que foi a palavra latina Balteus, que também significa faixa. Há também a possibilidade de Adão ter sido inspirado por uma história de Plínio, O Velho, onde ele mencionava uma ilha lendária chamada Baltia.

Há lugares que usam uma denominação diferente para o mar, na Suécia, na Finlândia, na Alemanha e na Dinamarca ele é chamado de “Mar do Leste”, enquanto na Estônia é conhecido por “Mar do Oeste”.

Origem

A origem do Mar Báltico está diretamente ligada ao fim da última glaciação, quando as massas de gelo recuaram e fizeram surgir a Península Escandinava. O Mar originou-se de um lago pré-glacial que não possuía ligações com o oceano. Porém com o derretimento das geleiras que ficavam próximas a água que escorreu para o lago, isto causou uma elevação na terra ao redor.

Nos tempos atuais o Mar Báltico ocupa 420.000m² e banha dez países, são eles: Dinamarca, Alemanha, Polônia, Rússia, Lituânia, Letônia, Estônia, Finlândia, Suécia e Noruega.

Curiosidades

Duas características chamam atenção no Mar Báltico. A primeira é que ele é relativamente pouco profundo, tendo a zona mais profunda dele, na costa sudeste da Suécia, cerca de 457 metros. A outra é a baixa quantidade de sal na água, causada pelo grande volume de precipitações e de águas fluviais que desaguam nele. A salinidade do Mar Báltico é de 10 a 15g/kg, aproximadamente ¼ do que é registrado nos oceanos.

Poluição

Nos últimos tempos muito lixo tóxico, lixo oriundo da agricultura e esgotos tem sido jogados no Mar Báltico, o que o tornou um dos mares mais poluídos do mundo.


Reportar erro