O Canal da Mancha

O Eurotúnel foi construído abaixo do canal da mancha, não dentro da água, mas na terra. Saiba mais sobre este túnel e também sobre o canal

O Canal da Mancha possui importância estratégia para as relações diplomáticas e comerciais, isso porque liga duas importantes economias, a França e a Grã-Bretanha. Além disso, a passagem é amplamente utilizada por imigrantes que buscam chegar ao continente europeu através do canal, seja utilizando o Eurotúnel ou mesmo via nado na parte mais estreita do canal. 

O que é o Canal da Mancha?

O Canal da Mancha é conhecido como “La Manche” para os franceses, e “English Channel” para os ingleses. O chamado Canal da Mancha é um braço marítimo oriundo do Oceano Atlântico, tendo cerca de 563 km de comprimento, enquanto sua largura fica na casa dos 240 km.

O Canal da Mancha separa a Grã-Bretanha da região Norte da França, enquanto une o Mar do Norte e o Oceano Atlântico. O ponto mais estreito do Canal da Mancha possui apenas 33 quilômetros de extensão, sendo utilizado por pessoas que arriscam atravessá-lo nadando, mesmo com todos os riscos que essa travessia representa. O Canal da Mancha tem profundidades que variam dos 120 metros até 45 metros em suas porções mais rasas.

O tráfego marítimo no Canal da Mancha é um dos mais intensos do mundo, especialmente pelas ligações possíveis entre a Europa, a França e a Inglaterra. Entre as cidades de Dover (Inglaterra) e Calais (França) é que se concentram os maiores índices de navegabilidade. Durante muito tempo na história, principalmente por conta dos recursos de navegação mais precários, foram registrados acidentes marítimos no Canal da Mancha, por conta das fortes tempestades que acometem o local. Destacam-se no Canal da Mancha o transporte de mercadorias diversificadas e ainda navios petroleiros.

O Canal da Mancha - Mapa

Foto: depositphotos

 Conflitos no Canal da Mancha

Recentemente houve uma polêmica mundial envolvendo o Canal da Mancha, foi o fato de uma embarcação russa, o barco de guerra Severomorsk ter passado o Estreito de Dover depois de operações no Mar Mediterrâneo, o que para o Reino Unido representou uma ameaça à sua soberania na região. Os conflitos entre o Reino Unido e a Rússia tem motivos variados, sendo um deles o apoio prestado pelo Presidente russo, Vladimir Vladimirovitch Putin, ao regime sírio, o que não agrada aos britânicos. O fato ocorreu em 2017, mas não é a primeira vez que é registrada a presença de navios russos no Canal da Mancha, sendo que sempre que isso ocorre há um grande alarde no Reino Unidos, principalmente por parte da mídia.

Outra questão que envolve o Canal da Mancha é o uso deste recurso marítimo, especialmente entre a França e a Inglaterra. A possibilidade de deslocamento foi intensificada com a construção de um túnel construído sob o Canal da Mancha, quando os imigrantes tentam esconder-se em caminhões para efetuar a travessia. Boa parte destes imigrantes são oriundos do continente africano e o Oriente Médio, muitos dos quais acampados nos arredores do Porto de Calais, na França, os quais têm como intuito chegar à Grã-Bretanha. Os imigrantes invadem o Canal da Mancha e buscam se esconder nos caminhões, ou ainda, em uma estratégia também arriscada, tentam cruzar o Canal da Mancha nadando em suas porções mais estreitas. Várias mortes já foram registradas na região.

Eurotúnel

O túnel ferroviário submerso construído sob o Canal da Mancha, inaugurado em 6 de maio de 1994, começou a ser construído ainda no ano de 1988 pela França e pelo Reino Unido. O Eurotúnel é considerado até hoje como uma das maiores obras da Engenharia mundial, pois conta com uma extensão de 50,5 quilômetros de comprimento, sendo que destes 37 quilômetros passam sob o Canal da Mancha. No contexto atual, o Eurotúnel é considerado como o terceiro maior túnel subterrâneo existente em todo o mundo, sendo que em seu ponto de maior profundidade são registrados 75 metros abaixo da superfície.

O Canal da Mancha - Eurotúnel

Foto: depositphotos

A importância estratégia do Eurotúnel se estabelece justamente pela sua condição de ligação entre o Reino Unido (Folkestone, uma cidade costeira de Kent, na Inglaterra) até Pas-de-Calais (um departamento no Norte da França), no Estreito de Dover (parte mais estreita do Canal da Mancha, onde a Grã-Bretanha está mais próxima do continente europeu). No contexto de sua inauguração, o Eurotúnel oferecia três serviços principais, sendo eles um trem para carregamento de veículos (Le Shuttle), um trem de passageiros (Eurostar), o qual contava com estações em Londres, Paris e Bruxelas. E ainda, os trens de carga, que carregavam os mais diversos tipos de mercadorias.

Turismo no Canal da Mancha

O Canal da Mancha possui papel econômico importante também como atrativo turístico. O litoral da costa do Canal da Mancha possui belas estâncias amplamente visitadas por turistas do mundo todo, onde há atrativos como pântanos, falésias escarpadas, dunas, longas praias de areia lavadas pelas marés.

Alguns dos principais atrativos turísticos na região do Canal da Mancha são: o passeio na “Côte d’Opale em Hardelot”, onde existem dunas e praias de areias finas, além de campos de papoulas. Além disso, destaca-se ainda a “Le Touquet-Paris-Plage”, no local destacam-se os passeios em meio a flora e fauna local, os deslizamentos em dunas, além da possibilidade de realizar esportes diversos, como o golfe.

Ainda, como sugestão francesa, tem-se a “Parênteses glamorosos em Deauville”, na Normandia, onde há cassinos, calçadões, centros de estética e relaxamento, além de centros de compras. Destaca-se também “Le Havre”, uma comuna francesa, a qual foi declarada como patrimônio mundial da humanidade desde 2005. A cidade destaca-se pela sua arquitetura e modernidade, com museus famosos, os quais atraem muitas pessoas ao local. Dentre estes, vários outros ambientes são visitados por turistas, gerando lucratividade às cidades costeiras, especialmente por conta das belezas naturais da região e as opções de diversão.

Curiosidades

Existe uma fotografia famosa sobre a construção do túnel no Canal da Mancha, na qual dois trabalhadores, um britânico e um francês apertam as mãos quando se encontram nas escavações do Eurotúnel, celebrando uma obra de duas nações, num sentido de diplomacia. A fotografia foi registrada em 1990, cerca de 100 metros abaixo do Canal da Mancha. Os trabalhadores registrados na imagem são Philippe Cozette e Graham Robert Fagg. O momento foi de celebração pela concretização de um projeto que vinha sendo planejado a mais de 200 anos.

O Canal da Mancha

Foto: Reprodução/Barbara Picci

Referências

» FRANÇA. As estâncias das costas do Canal da Mancha. Disponível em: <http://br.france.fr/pt-br/informacoes/estancias-das-costas-do-canal-da-mancha>. Acesso em: 17 de julho de 2017.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

Sobre o autor

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e Mestre em Geografia (Unioeste)