Ciclo da água na natureza

Ciclo hidrológico ou apenas ciclo da água: entenda como funciona o movimento da água nesse importante processo para a natureza

A água é um elemento essencial para o desenvolvimento da vida na Terra. A água é um recurso natural que pode ser encontrado na natureza sob três aspectos: físico, gasoso e líquido, sendo este último o mais utilizado para as atividades cotidianas dos seres humanos, embora os outros dois estados sejam igualmente fundamentais ao ecossistema do planeta.

A importância da água

Todas as formas de vida que habitam a Terra necessitam de água para sua sobrevivência, sejam elas animais, vegetais e mesmo microrganismos. A importância da água pode ser percebida quando se constata que cerca de 70% do corpo humano é constituído por água, ou seja, ela é a base de toda existência humana. Além disso, a água é utilizada em todas as atividades desenvolvidas pelos seres humanos, como produção de alimentos, navegações e ainda como fonte de energia.

Historicamente, os grupos humanos buscavam desenvolver suas vivências nas proximidades de cursos de água, constituindo ali seus povoados, vilas e também cidades devido à necessidade de água para realização das tarefas mais cotidianas até aquelas mais complexas.

Ciclo da água na natureza

Foto: depositphotos

Apesar da abundância de água no planeta Terra, estima-se que apenas 0,03% do total de água disponível seja efetivamente potável, ou seja, próprio para uso. Por isso, existem muitos debates sobre a importância deste recurso natural, visando preservá-lo para que as gerações futuras tenham qualidade hídrica.

Distribuição de água no planeta Terra

A água é um recurso que se encontra em abundância no planeta Terra, por isso, tem-se a impressão de que ela nunca terá fim. De fato, a água é um recurso renovável, no entanto, sua qualidade e disponibilidade em estado que possa ser utilizado pela humanidade, é que pode ir se alterando ao longo do tempo. Estima-se que cerca de 97,5% da água disponível no planeta é salgada, o que acaba inviabilizando seu uso em diversas atividades humanas, e mesmo pelos demais seres vivos.

Onde se concentra a água do planeta?

Do montante de água doce disponível na Terra, cerca de 68,9% estão contidos nas geleiras, bem como calotas polares e nas regiões montanhosas, onde o acesso e uso são restritos. Dos demais, 29,9% estão retidos em águas subterrâneas, também por vezes inalcançáveis e inutilizáveis, e ainda 0,9% na umidade presente nos solos encharcados e nos pântanos. Portanto, resta muito pouco que esteja efetivamente disponível ao uso humano, o que corresponde a cerca de 0,3% do total das águas doces, as quais estão contidas em rios e lagos, sendo amplamente utilizadas nas atividades humanas.

Ciclo da água na natureza - Mar

Foto: depositphotos

A distribuição desigual dos recursos hídricos no planeta Terra faz com que partes do mundo não tenham acesso à água de qualidade, o que ocasiona milhões de mortes todos os anos, por conta das doenças que são transmitidas através das águas contaminadas. De outro lado, existem regiões nas quais as águas doces encontram-se em abundância e o custo pelo uso deste recurso é irrisório, sendo mal utilizado, sem conscientização. Essa distribuição desigual da água causa conflitos originados a partir da concepção de que a água é um recurso universal, e não deveria ser apropriado por uma parcela da população apenas.

 O ciclo da água

A água é um elemento natural que está em constante movimento, por conta da força gravitacional da Terra e da energia do Sol. Essa dinâmica constitui o que se convencionou chamar de ciclo da água. A água é um recurso renovável, justamente pelo ciclo que ela passa constantemente, adquirindo forma gasosa, líquida e sólida.

Estágios da água

Um primeiro estágio da água é a evaporação, quando o aquecimento da superfície terrestre faz com que as águas sejam transportadas à atmosfera em forma de vapor de água. Na atmosfera, a água em formato gasoso se resfria e condensa, por conta das menores temperaturas, transformando-se em nuvens.

Após a formação das nuvens, por conta da gravidade terrestre, ocorre a precipitação desta água, a qual pode se constituir em neve, granizo, geada ou chuva, que é o tipo de precipitação mais comum. Essa precipitação acontece sobre os continentes e oceanos. Quando a água precipita, parte dela é absorvida pelas plantas, as quais retêm água em suas raízes ou folhas. Outra parte infiltra nos solos, encharcando-os momentaneamente. No entanto, essa água precipitada, voltará a se transformar em vapor de água, através da evapotranspiração (perdem água pelas folhas) das plantas e evaporação dos solos, lagos, pântanos e rios. Esse processo de evaporação e precipitação ocorre constantemente em todos os locais do mundo.

Ciclo da água na natureza

Imagem: Reprodução/MEC

Dinâmica das águas

As águas não são as mesmas em todo o tempo em um mesmo lugar, o que significa que as águas que hoje compõem um determinado rio, daqui um tempo estarão no oceano. Há uma dinâmica constante das águas no planeta Terra, e há uma renovação completa das águas existentes no planeta, o que significa que todas as águas passam por este processo cíclico, ora em estado líquido, ora em estado gasoso e ora em estado sólido. Essa flexibilidade transforma a água em um recurso renovável, pois entende-se que ela não se esgota, mas se renova permanentemente.

Nas áreas continentais, as águas precipitadas podem infiltrar nos solos ou rochas, formando aquíferos, bem como ressurgir na superfície em forma de nascentes ou fontes, e ainda servir como abastecimento de rios e lagos. Pode ainda escoar sobre a superfície terrestre, especialmente se os solos não tiverem capacidade de absorção dos níveis de precipitação.

Ciclo da água na natureza - Neve

Foto: depositphotos

Elas podem ainda evaporar rapidamente, retornando à atmosfera. As plantas retêm água para sua sobrevivência, no entanto, essa água também é evapotranspirada e retorna à atmosfera. E ainda, as águas precipitadas podem congelar nos cumes das montanhas e nas geleiras, derretendo em momentos oportunos em que as condições de temperatura forem apropriadas para isso.

Referências

» BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Água. Disponível em: <http://www.mma.gov.br/estruturas/sedr_proecotur/_publicacao/140_publicacao09062009025910.pdf>. Acesso em: 16 de maio de 2017.

» ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS – ONU. Fatos sobre água e saneamento. Disponível em: http://www.onu.org.br/rio20/agua.pdf. Acesso em: 16 de maio de 2017.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2011.

» VICTORINO, Célia Jurema Aito. Planeta água morrendo de sede – uma visão analítica na metodologia do uso e abuso dos recursos hídricos. Porto Alegre, RS: EDIPUCRS, 2007. Disponível em: http://www.pucrs.br/edipucrs/online/planetaagua.pdf. Acesso em: 16 de maio de 2017.

Sobre o autor

Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e Mestre em Geografia (Unioeste)