,

Complexo de Golgi – Estrutura e funções

O complexo de Golgi também conhecido como aparelho de Golgi é uma organela citoplasmática responsável por atividades relacionadas à secreção celular. Em 1898, o citologista italiano Camilo Golgi descreveu uma região do citoplasma que ficava corada por sais de ósmio e de prata.

Tal fato foi confirmado por microscopia eletrônica e denominado de complexo golgiense em homenagem ao cientista. A organela citoplasmática está intimamente ligada à secreção celular e ao empacotamento de substâncias que são produzidas na síntese celular.

É composta por vários conjuntos de sáculos lameliformes (cisternas), que formam um número variável de pilhas. Cada pilha recebe o nome de dictiossomo ou golgiossomo. Nas ilustrações de células é comum representar um dictiossomo identificando-o como complexo de golgiense.

Qual é a estrutura do complexo de Golgi e sua função?

O complexo de Golgi é formado por vários sáculos lameliformes e estes sáculos apresentam duas faces distintas, a face cis ou formativa e a face trans ou de maturação.

Complexo de Golgi

O complexo de Golgi é uma organela citoplasmática também chamada de aparelho de Golgi (Foto: depositphotos)

A organela tem função secretora (secreção de hormônios), de armazenamento, transformação e empacotamento de substâncias que são produzidas na síntese celular. No entanto, a organela não está ligada à produção de secreções proteicas, mas sim à concentração, modificação e eliminação dessas secreções.

O complexo de Golgi também tem por função a síntese da lamela média nos vegetais, síntese de lisossomos, formação do acrossomo nas células sexuais masculinas (espermatozoides), entre outras.

Composição química

O complexo de Golgi é composto quimicamente por fosfolipídios, proteínas e fosfatase ácida.

Faces

Como já mencionado, o complexo de Golgi apresenta duas faces diferentes. Uma delas é a face cis ou formativa, que é voltada para o retículo endoplasmático granuloso. Corresponde à face à qual vesículas desprendidas do retículo e contendo proteínas e lipídios nele sintetizados se unem, liberando essas substâncias para dentro dos sáculos lameliformes.

Além da face trans ou de maturação. Essa, por sua vez, é voltada para a membrana plasmática, corresponde à face de onde se desprendem vesículas contendo substâncias processadas nos sáculos lameliformes.

Curiosidades

A formação dos espermatozoides também é realizada a partir do aparelho de Golgi, que tem uma função importante no processo.

Ele possui uma bolsa contendo enzimas digestivas, chamadas de acrossomos, cujo termo significa “corpo localizado no topo do espermatozoide”. Essas substâncias perfuram as membranas presentes no óvulo, para assim, permitir a fecundação.

Organelas originárias nesse sistema

O aparelho de Golgi é responsável por originar os lisossomos, que podem ser encontrados na maior parte das células eucariontes. Os lisossomos estão ligados às funções heterofágica e autofágica.

Complexo Golgiense e aparelho de Golgi são a mesma coisa?

São sim. Além dessas nomenclaturas, a organela também pode ser chamada de complexo de Golgi e em algumas literaturas recebe o nome de dictiossomo ou golgiossomo.

O aparelho de Golgi e sua importância

O muco é uma das substâncias processadas e eliminadas pelo aparelho de Golgi, tendo papel importante na lubrificação. Assim, essa organela citoplasmática está principalmente relacionada ao processo de secreção celular.

As enzimas digestivas do pâncreas também são processadas pelo complexo de Golgi. Elas são produzidas no retículo endoplasmático rugoso e depois são levadas até o aparelho de Golgi, sendo empacotadas neste e acumuladas em um dos pólos da célula pancreática.

Célula animal

O aparelho de Golgi é responsável por processar e eliminar substâncias (Foto: depositphotos)

Ao chegar um aviso de alimento que está para passar por processo de digestão, essas bolsas se movem até a membrana plasmática, onde se fundirão e eliminarão todo seu conteúdo.

Em células vegetais, a formação da primeira membrana que irá separar células recém-formadas após o processo de divisão celular é promovida em parte pelo complexo de Golgi. Os dictiossomos acumulam a pectina, um polissacarídeo, que será eliminado entre as células recém-formadas, conhecidas como células-irmãs.

Resumo

O complexo de Golgi também conhecido como aparelho de Golgi é uma organela citoplasmática, constituída por vesículas com formato de sacos achatados, que está presente nas células eucarióticas.

Nas células animais, o complexo de Golgi normalmente localiza-se próximo ao núcleo e ao retículo endoplasmático granuloso. A referida organela é mais abundante nas células animais com função secretora.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.