Noruega – Economia, turismo e informações de geografia

A Noruega é um país com economia estável e com ótimas atrações para o turismo. Conheça sua história e economia

A Noruega é considerada o melhor país para se viver graças aos altos índices de qualidade de vida da população, medidos por dados oficiais como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), parâmetro no qual o país vem atingindo o primeiro lugar por anos consecutivos, destacando-se na qualidade de vida e índices de educação da população.

Noruega: características do país

A Noruega é um país europeu que localiza-se ao norte do continente, na faixa ocidental da Península Escandinava. Sua dimensão territorial supera os 380 quilômetros quadrados, dos quais boa parte estão distribuídos nas mais de 150 mil ilhas pertencentes ao território norueguês.

O território da Noruega é banhado por dois mares, o Mar do Norte e o Mar da Noruega, ambos localizados no Oceano Atlântico, sendo que a costa litorânea da Noruega é cortada pelos fiordes, profundas fissuras nas rochas.

Noruega - localizada no Norte europeu

Foto: depositphotos

O clima da Noruega é uma consequência de sua localização geográfica. Uma vez que grande parte do território norueguês encontra-se em áreas polares, o clima característico da Noruega é um clima frio, polar, durante todo ano, especialmente nas áreas mais ao norte do país. Já as zonas costeiras da Noruega contam com um clima temperado, ocasionado pela corrente do Golfo, fator este que aquece as águas do Mar do Norte, e que o tornam navegável mesmo no inverno.

Apesar de se encontrar em latitudes como as do Alasca, da Groenlândia e da Sibéria, a Noruega apresenta um clima diferente destes locais, com períodos de temperaturas mais elevadas, e com as estações do ano melhor definidas.

Noruega - clima frio, polar

Foto: depositphotos

A Noruega é oficialmente denominada de Reino da Noruega, e possui mais de cinco milhões de habitantes. O modelo político da Noruega é a Monarquia Constitucional Parlamentarista, cujo monarca, desde 1991, é Haroldo V da Noruega, que figura-se como o chefe de Estado, o mais alto cargo da representação política do Estado-Nação. As decisões políticas do país são tomadas em conjunto pelo parlamento (poder Legislativo), sendo o chefe de governo o Primeiro Ministro eleito pelo voto dos parlamentares, que no caso da Noruega é Erna Solberg. Sendo este cargo o representante do poder Executivo, juntamente como o chefe de Estado. Além disso, o Estado é regido por uma carta de leis, que é a constituição.

A Noruega é um país que possui um sistema político pautado no Estado do Bem-estar Social (welfare state), que significa dizer que o Estado possui plenas condições de intervenção na economia, possuindo várias empresas estatais, prestando serviços diversos à população, além de uma alta carga tributária.

No entanto, esse modelo de Estado se destaca pela qualidade dos serviços prestados à população, sendo de maior destaque os serviços de saúde, educacional, penitenciário, previdenciário, dentre outros. Além de serviços, o Estado constitui-se como um Estado de direito social, garantindo proteção social à população, como nos direitos trabalhistas.

Economia da Noruega

A Noruega apresenta características econômicas muito similares às dos países mais desenvolvidos do mundo, com um setor terciário bastante desenvolvido. O setor primário da Noruega sofre interferências profundas do clima do país, uma vez que o frio intenso impede o desenvolvimento de várias espécies e o relevo montanhoso dificulta alguns tipos de atividades agrícolas. Para que uma parte da população continue se dedicando ao setor agrícola no país, existem incentivos governamentais para o desenvolvimento da área.

Há um intenso desenvolvimento no setor de extração de petróleo na Noruega, especialmente no Mar do Norte. A indústria do petróleo é fundamental para o desenvolvimento econômico norueguês, sendo que ainda no ano 2000 a Noruega alcançou o segundo lugar mundial em relação às exportações de petróleo e, atualmente, se configura como o 13º país com maior produção de petróleo. Além do petróleo, destaca-se também a extração e exportação de gás natural, o qual também dinamiza a economia do país.

Além disso, a economia norueguesa tem como fundamento a extração e tratamento de recursos naturais, como madeira, bem como a produção de energia hidrelétrica e ainda a pesca. A indústria mais tradicional tem como base a metalurgia e a construção de petrolíferas e de produtos eletrônicos. A economia da Noruega pode ser caracterizada como mista devido à diversidade de possibilidades dos noruegueses. Com uma economia fortalecida, a Noruega promete manter-se por muitos anos como potência econômica no cenário mundial.

O setor pesqueiro da Noruega tem sido alvo de estudos na área do desenvolvimento sustentável, uma vez que entende-se que a riqueza dos mares noruegueses é garantia de desenvolvimento da nação. Assim, diversas ações de pesca sustentável têm sido efetivadas no país.

Noruega - a pesca é um forte da economia do país

Foto: depositphotos

Existe, neste sentido, um conjunto de leis e disposições que tratam das condições para a pesca e exportação de peixes na Noruega, sendo uma destas medidas o respeito às cotas anuais de pesca. Medida que se fez necessária, pois em muitos momentos a pesca predatória fez parte do cenário econômico norueguês.

O turismo norueguês

São elementos famosos da Noruega os fiordes, que se constitui na entrada do mar entre os blocos rochosos, formando canais que podem servir para navegação das populações que residem naquelas regiões. A paisagem dos fiordes é composta por caminhos feitos pela água entre os paredões rochosos e congelados, além de cachoeiras que se destacam nas altas montanhas.

As formações geológicas são, portanto, um dos cartões postais da Noruega, como o “Geiranger Fjord”, que é um dos fiordes mais famosos da Noruega, sendo, inclusive, considerado como um dos patrimônios mundiais da UNESCO.

Noruega - Geiranger Fjord

Foto: depositphotos

Há ainda, como destaque turístico o Museu Vigeland no Parque Frogner, em Oslo, onde existem imortalizadas centenas de esculturas do escultor norueguês Gustav Vigeland (1869-1943). As esculturas refletem ações cotidianas da vida dos homens, desde o nascimento até a morte.

Noruega - Museu Vigeland no Parque Frogner, em Oslo

Foto: depositphotos

Além disso, outro atrativo norueguês que se destaca é a possibilidade de visualizar o “Sol da meia-noite” na região norte do Círculo Polar Ártico, onde por conta da inclinação do eixo da Terra, durante semanas do verão não há anoitecer nesta região, sendo que quanto maior a proximidade do polo, maior serão os dias sem que haja o pôr do Sol. O brilho dos raios solares proporciona um espetáculo de cores aos visitantes. Além disso, a aurora boreal é outro fenômeno natural que atrai turistas à Noruega, e que ocorre a partir do contato entre o plasma resultante das atividades solares que se chocam ao campo magnético terrestre com os elementos que compõem a atmosfera.

Noruega - Sol da meia-noite

Foto: depositphotos

Estas são algumas das opções que atraem turistas à Noruega, e que são também elementos dinamizadores da economia do país. No geral, os principais elementos turísticos do país são suas belezas naturais, mas também os aspectos culturais desenvolvidos, como a ampla quantidade de museus e espaços de reprodução da cultura.

*Luana Caroline Kunast é mestre em Geografia.

Referências

»IBI, Asociación de Empresarios de. Estructura Económica de Noruega, 2012. Disponível em: <http://www.ibiae.com/sites/default/files/informes-paises/NORUEGA%20Estructura%20econ%C3%B3mica.pdf>. Acesso em: 22 de abril de 2017.

»BRASIL, Noruega: o site oficial no. Ministérios dos negócios estrangeiros da Noruega, 2015. Disponível em: <http://www.noruega.org.br/PageFiles/232532/Dados%20sobre%20a%20Noruega%202015.pdf>. Acesso em: 22 de abril de 2017.

»UNIVERSIDADES, Educarm – Consejeria de Educación y. Noruega, [Sem data]. Disponível em: <http://servicios.educarm.es/templates/portal/images/ficheros/etapasEducativas/secundaria/26/secciones/400/contenidos/9471/noruega.pdf>. Acesso em: 22 de abril de 2017.

Sobre o autor

Prof. Luana Künast
Graduada em Geografia (UNIOESTE), Especialista em Neuropedagogia (FAU) e Mestre em Geografia (UNIOESTE)