Curiosidades

Papai Noel: história e curiosidades

Você já se perguntou qual seria a história do Papai Noel? Qual a origem do bom velhinho, como ele se popularizou pelo mundo e as curiosidades por trás dessa figura natalina? Ou ainda, por que o papai noel tem várias renas e usa roupas vermelhas?

São muitos os detalhes sobre o homem que entrega presentes às crianças comportadas na noite de Natal. No entanto, nem todo mundo sabe quais foram as histórias que deram origem a uma das lendas mais famosas de todo o mundo.

Pensando nisso, o Estudo Prático criou esse artigo para abordar as origens do bom velhinho. Você também vai entender como surgiu o costume de escrever cartas para o Papai Noel e onde fica a casa dessa figura natalina. Além disso, vai conhecer algumas curiosidades sobre esse símbolo do Natal.

Qual é a origem da lenda do Papai Noel?

A origem exata da lenda do Papai Noel não é totalmente conhecida. No entanto, acredita-se que ele tenha surgido da mistura de algumas lendas da Europa pré-cristã. Também é comum ligar o bom velhinho com uma figura histórica real, que viveu na cidade de Mira, durante o século 4 da Era Comum.

A primeira lenda é de antes da chegada do cristianismo na Europa. Nessa época, na tradição germânica existia a lenda do “Velho Inverno”. Esse seria um homem idoso, que batia de porta em porta, pedindo comida e bebida quente.

Papai Noel com um presente na mão

Papai Noel é um dos principais símbolos do Natal (Foto: depositphotos)

De acordo com a lenda, quem o ajudasse seria gratificado com um inverno ameno e com fartura. Essa lenda era bastante conhecida, porque alguns países possuem um inverno [1] rigoroso e gelado.

Alguns séculos depois, essa lenda foi associada a história do Bispo São Nicolau de Mira. Esse santo católico teria vivido na região onde hoje fica localizada a Turquia, durante a primeira metade do século 4.

A história cristã diz que São Nicolau era um homem bondoso e generoso. Por isso, era bastante conhecido por ajudar pessoas carentes e por distribuir presentes para as crianças no aniversário delas.

A lenda mais conhecida diz que ele jogou um saco de moedas de ouro pela chaminé de uma casa. Esse dinheiro  foi usado para pagar o dote de uma jovem e possibilitou que ela pudesse se casar.

Existem ainda diversas outras história a respeito da bondade do santo, que foi canonizado apenas no século 9 e se tornou o padroeiro dos estudantes. No entanto, é difícil separar a realidade das lendas que são contadas sobre ele.

Por muito tempo, em 6 de dezembro era comemorado o Dia de São Nicolau. Contudo, a data foi modificada para o dia 24 de dezembro, a véspera de nata. Assim, a história do Santo poderia coincidir com a festividade que comemora o nascimento de Jesus.

Veja também: Biografia de São Nicolau [2]

Quando a lenda foi adotada como símbolo do Natal?

Historiadores acreditam que a lenda do Papai Noel foi adotada como símbolo natalino inicialmente na AlemanhaContudo, não se sabe ao certo em que data isso ocorreu. De uma maneira geral, acredita-se que os protestantes adotaram a ideia do bom velhinho para se distanciar das tradições católicas, que tinha como um dos símbolos o presépio.

Mas com o tempo, a história do homem que entregava presentes na véspera de Natal começou a se espalhar e ganhar popularidade em todo o mundo. Com isso, a igreja católica [3] passou a aceitá-lo como um dos símbolos da data. Além de fazer uma associação do Papai Noel com a lenda do bispo de Mira, propagando-a até os dias de hoje.

Como o Papai Noel é chamado em outros países?

O bom velhinho é conhecido no Brasil pelo nome de Papai Noel. Esse nome é derivado do francês, já que Noël significa natal nessa língua. Por isso, ele é conhecido na França e outros países falantes da língua como Père Noël.

Outros países da América do Sul, como a Argentina, Peru e Paraguai também foram influenciados pela língua francesa. Dessa maneira, esse símbolo do Natal é chamado de Papá Noel.

Já no Chile, a figura é chamada de Viejito Pascuero. Enquanto isso, nos Estados Unidos e no México ele é chamado de Santa Clauss. Por conta da origem histórica da figura que remete ao bispo católico, como já foi dito anteriormente neste artigo.

Localização da casa do bom velhinho

O local mais conhecido como sendo a casa do Papai Noel é no Pólo Norte. No entanto, essa lenda é mais aceita em países da América do Norte, devido à proximidade com essa região.

Mas a residência oficial do bom velhinho seria na região da Lapônia, localizada no Círculo Polar Ártico. Essa região é bastante conhecida devido ao fenômeno da aurora boreal [4].

Frente da casa oficial do Papai Noel

Mais de 30 mil pedidos de presentes chegam na casa do Papai Noel (Foto: depositphotos)

A Lapônia não é um país, mas uma região de cerca de 390 mil quilômetros que engloba partes da Noruega, Finlândia, Suécia e Rússia. Por isso, é localizada no extremo norte da Europa.

Já com o intuito turístico, o governo finlandês criou uma casa para a figura natalina. Localizada na cidade de Rovaniemi, a residência do bom velhinho completa a Vila do Papai Noel e foi inaugurada em 1950. Atualmente, além do escritório do papai noel existe um parque temático, onde é possível encontrar renas, que são comuns na região. Dito isto, o endereço oficial do Papai Noel é:

Destinatário: Santa Claus
Código Postal: FIN-96930 Arctic Circle
Rovaniemi – Finlândia

Além disso, o Papai Noel também tem uma residência no Brasil. Isso porque, a região de Penedo, em Itatiaia, no Rio de Janeiro, existe uma antiga colônia finlandesa que se autodeclarou como sendo a casa oficial de verão do bom velhinho. E o melhor, ela pode ser visitada durante parte do ano.

Como surgiram as renas e quantas são?

Uma das características mais marcantes do Papai Noel é o seu tradicional trenó puxado por renas. A origem oficial dessa lenda é de um poema escrito pelo professor de literatura norte-americano Clement Clark Moore.

O poema, intitulado de “A visit from St. Nicholas” ou “Uma visita de São Nicolau”, foi publicado em 1823 e reunia todos os principais costumes europeus. Um destes costumes foi o do trenó puxado por renas, que até hoje é usado em algumas regiões do leste europeu.

O principal uso desses veículos atualmente é para o turismo e na corrida de trenós, que acontece todos os anos na cidade de Ruka, na Finlândia. Além disso, foi nesse poema que surgiu a imagem de um velho baixinho e gordo, que usava uma barba longa e branca.

As renas são animais característicos da região ártica e costumam viver em locais altos. Por serem animais resistentes e acostumados ao frio, elas são usadas para puxar trenós, que eram o principal meio de transporte dessas regiões.

Tradicionalmente um trenó é puxado por 8 renas. No entanto, é frequente que o do Papai Noel seja retratado com 9. Essa lenda surgiu depois de uma história escrita por Robert L. Maio, em 1939. O conto acabou sendo publicado em um livro voltado para crianças. A ideia foi da loja de departamento Montgomery Ward e rapidamente se popularizou por todo o mundo.

O conto, escrito originalmente em verso, fala sobre uma rena chamada Rudolph. Ela era ridicularizada por outras renas por ter um nariz vermelho e brilhante. Mas em uma véspera de Natal, o bom velhinho estava com problemas para encontrar o caminho da entrega dos presentes devido a forte nevada. Então, ao ver o nariz de Rudolph logo o convidou para guiar o trenó pela noite escura.

Além de Rudolph, que pode ser chamado de Rodolfo, a história também conta o nome das demais renas. São elas: Corredora, Dançarina, Empinadora, Raposa, Cometa, Cupido, Trovão e Relâmpago.

Veja também: Conheça os símbolos do Natal [5]

Qual era a cor da roupa dele antigamente?

Outra característica marcante do Papai Noel é a sua roupa vermelha e branca. No entanto, ela nem sempre foi assim. Já que as primeiras representações oficiais do bom velhinho retratavam um homem magro vestido com as cores do inverno.

Nesse sentido, ele era ilustrado com roupas que variam entre os tons de marrom e verde. Em outras histórias ele aparece vestido de clérigo, uma vez que as lendas remetem à figura histórica de um bispo da igreja católica.

Mas em 1881, o bom velhinho começou a ganhar as suas características atuais. Isso graças à uma ilustração do desenhista alemão Thomas Nast, trabalho desenvolvido para revista estadunidense Harper’s Weekly.

A primeira vista ele se parecia com um duende e vestia roupas nas cores vermelho e verde. Nas publicações de natais seguintes, Nast foi adaptando o projeto inicial até chegar na imagem de um senhor com a barba branca e barrigudo dos dias atuais.

No entanto, a história mais conhecida é que a roupa totalmente vermelha surgiu em um comercial da empresa de refrigerantes Coca-Cola. A marca, que contratou em 1931 o artista Haddon Sundblom, pediu que ele criasse uma figura mais real e com as cores da marca.

Com isso, Sundblom usou como base os desenhos feitos por Nast no final do século 19 e o colocou na roupa totalmente vermelha com alguns detalhes em branco, cores oficiais da marca. Com o passar dos anos e o ganho de popularidade das campanhas de publicidade, a imagem passou a ser usada em todo o mundo.

Por que as pessoas enviam cartas para o Papai Noel?

Um costume de natal que ainda é visto nos dias atuais é o de enviar cartas para o Papai Noel. Essas correspondências são geralmente de crianças, que falam que se comportaram durante o ano e fazem o pedido desejado.

No entanto, de onde surgiu esse costume mundial? O mais aceito por historiadores é que isso tenha origem nas cartas para os santos ou de conteúdo religioso, que eram um costume popular no início do cristianismo.

Família reunida próximo à árvore de natal segurando presentes

É costume crianças receberem presentes no Natal (Foto: depositphotos)

Já o costume de enviar cartas endereçadas ao bom velhinho teria sido iniciado em meados do século 18. A ideia foi dos pais, que buscavam fazer com que as crianças se comportassem durante todo o ano.

Então, surgiu a ideia de que as crianças comportadas iriam receber um presente. Enquanto isso, as malcriadas ganhariam apenas um pedaço de carvão como presente de Natal.

Já no início do século 20, a tradição de enviar cartas ao Papai Noel passou a ser adotada em várias partes do mundo. Principalmente pela Lapônia, que se tornou a residência oficial do bom velhinho.

Por isso, todo ano a região recebe mais de 30 mil pedidos de 198 países, na agência dos correios local. Uma curiosidade é que as cartas endereçadas ao papai noel são respondidas em oito idiomas diferentes, incluindo o português.

Qual é o significado do Natal?

O Natal é comemorado em todo o mundo no dia 25 de dezembro. Nesta data é comum que toda a família se reúna para celebrar o nascimento do menino Jesus. Sendo este considerado o principal significado da data festiva.

Esta celebração anual foi instituída pela igreja católica por volta do século 4, há mais de 1.600 anos. Além disso, a palavra Natal, que nomeia o feriado, significa literalmente “do nascimento”.

Por isso, para os cristãos essa data é reservada para celebrar. Seja o nascimento do menino Jesus, a família reunida ou a troca de presentes tradicional da data. Outros significados da data são o amor e a caridade. Além da necessidade de perdoar os que fizeram mal e apresentar compaixão pelos que estão passando por algum problema ou dificuldade.

Uma curiosidade é que não se sabe ao certo qual o dia do nascimento de Jesus. A data 25 de dezembro foi escolhida no ano de 350, pelo Papa Júlio I. No entanto,tinha como objetivo cristianizar e substituir uma antiga celebração pagã do solstício de inverno.

Estas celebrações eram bastante comuns na Europa pré-cristã. Em Roma, onde o cristianismo ganhou o formato que conhecemos hoje, neste período era celebrada a Saturnália, festa que celebrava o deus Saturno. Com tempo essa festividade foi sendo substituída pelos ideais do cristianismo, espalhando-se por toda a Europa.

Veja também: Natal: Origem e curiosidades sobre essa festa [6]

E do papai noel?

Já a figura do Papai Noel causa controvérsias em relação ao seu significado para a festa. Isso porque muitos acreditam que ele seja uma figura meramente comercial e que serve apenas para fomentar o consumismo neste período.

Enquanto isso, outros acreditam que ele seja um símbolo do altruísmo e caridade. Já que a sua história se mistura com a de uma pessoa que teria dedicado a sua vida a ajudar os menos favorecidos.

Curiosidades sobre o bom velhinho

Com tantos anos de história, a lenda do Papai Noel é cheia de curiosidades interessantes. O Estudo Prático separou algumas para você. Confira a seguir.