,

Sistema circulatório

Os vasos que levam sangue do coração são nomeados de artérias e os que trazem sangue a ele são as veias

O gás oxigênio é transportado dos locais de trocas gasosas com o meio externo até as células e o alimento digerido também deve ser transportado dos locais de digestão até as células.

Os resíduos do metabolismo celular devem ser levados das células até os locais de onde serão eliminados do corpo e quem realiza essas funções é o sistema circulatório. Nem todos os animais apresentam sistema circulatório. É o caso de esponjas, cnidários e platelmintos, em que as trocas gasosas são realizadas por difusão direta com o meio ambiente.

Tipos de sistema circulatórios

Sistemas circulatórios ocorrem na generalidade dos animais celomados e pode ser de dois tipos: aberto e fechado. O sistema aberto ocorre nos moluscos, exceto cefalópodes e nos artrópodes. O Sistema fechado ocorre nos cefalópodes, anelídeos e vertebrados.

Tanto no sistema circulatório aberto como no fechado há estruturas responsáveis pelo bombeamento do sangue, mantendo adequada a pressão sanguínea. Nos anelídeos são os vasos contráteis, nos artrópodes os corações tubulares com orifícios chamados óstios e nos moluscos e vertebrados, o coração formado por câmaras.

No sistema circulatório há estruturas responsáveis pelo bombeamento do sangue

Em todos os vertebrados o sistema circulatório é fechado (Foto: depositphotos)

O processo de contração da musculatura desses vasos e corações é chamado sístole e o de relaxamento é denominado diástole. Os vasos que levam sangue do coração são nomeados de artérias e os que trazem sangue a ele são as veias. No sistema circulatório fechado, o sangue circula sempre dentro de vasos e as trocas entre o sangue e o fluido que banha as células são feitas através da parede dos capilares (vasos muito finos).

A pressão sanguínea neste tipo de sistema é maior do que no sistema aberto, pois no sistema fechado o sangue circula e retorna mais rápido ao coração. Contudo, não se deve considerar o sistema circulatório aberto como ineficiente, pois ele é adequado ao tipo de vida dos animais que o apresentam.

Veja também: Choque circulatório

Circulação nos vertebrados

As principais modificações do sistema circulatório que surgiram na evolução dos vertebrados estão ligadas ao coração e a vasos que partem dele. Em todos os vertebrados o sistema circulatório é fechado. Em todos os vertebrados tetrápodes (anfíbios, aves e mamíferos) há dupla circulação: a pulmonar e a sistêmica. Nesses casos, o sangue passa duas vezes pelo coração em uma volta completa pelo corpo. Isso mantém no sistema vascular uma pressão sanguínea mais elevada que no caso da circulação simples.

Na circulação pulmonar (pequena circulação) o sangue sai venoso do coração pelas artérias pulmonares, vai para os pulmões, onde é oxigenado e retorna arterial ao coração pelas veias pulmonares. Na circulação sistêmica (grande circulação) o sangue sai do coração pela artéria aorta e é distribuído para todo o corpo, retornando para o coração pelas veias cavas. Todos os tetrápodes têm dois átrios no coração e o número de ventrículos varia de um a dois.

Nas aves e nos mamíferos o coração tem quatro câmaras distintas: dois átrios e dois ventrículos. No entanto, existe uma diferença anatômica característica: nas aves a curvatura da aorta é dirigida para a direita, enquanto nos mamíferos é para a esquerda.

Veja também: Biologia: É possível ter alergia ao próprio sangue? Descubra

Referências

» Junqueira, L. C., J. Carneiro, and L. C. Junqueira. “Sistema circulatório.” Junqueira LC. Histologia Básica. Rio de Janeiro: Guanabara (1985).

» Porto, Celmo Celeno, et al. “O sistema circulatório de Galeno a Rigatto.” Arq. bras. cardiol 56.1 (1991): 43-50.

» GUYTON, Arthur Clifton; HALL, John E.; GUYTON, Arthur C. Tratado de fisiologia médica. Elsevier Brasil, 2006.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.