Biografia de Auguste Renoir

O despertar do artista Nascido em 25 de fevereiro de 1841 na cidade de Limoges, na França, Auguste Renoir mostrou interesse pelas artes plásticas…


O despertar do artista

Nascido em 25 de fevereiro de 1841 na cidade de Limoges, na França, Auguste Renoir mostrou interesse pelas artes plásticas desde sua infância. Filho de um alfaiate e uma costureira mudou-se em 1845, junto com os pais, para Paris. Ainda quando criança trabalhou em uma indústria de porcelana em Paris como decorador. Aos 18 anos, o artista plástico começou a decorar e pintar persianas e leques.

Biografia de Auguste Renoir

Foto: Reprodução

Influências

No ano de 1862, Auguste Renoir começou seus estudos na Academia de Belas Artes e, em seguida, na academia do pintor suíço Charles Gabriel Gleyre. Lá, conheceu Claude Monet e Alfred Sisley, além de outros artistas famosos da época de quem tirou inspiração para seus trabalhos. De Monet, Renoir recebeu influências no tratamento da luz, e o trabalho com as cores, foi influência de Delacroix.

Estilo Artístico

Com cores brilhantes e fortes, além de texturas e linhas harmônicas, o trabalho de Renoir era marcado por um sentimento lírico, além da representação de formas humanas individuais, em grupo ou de paisagens.

Carreira

O artista fez sua primeira exposição, sem muito reconhecimento, em Paris no ano de 1864. No ano de 1874, finalmente, Renoir recebeu reconhecimento com a primeira exposição de artistas da nova Escola Impressionista. Sua pintura “Le Moulin de La Galette” foi reconhecida no mesmo ano como uma grande obra impressionista.

Sua carreira, no entanto, somente foi consolidada com uma exposição individual realizada na galeria Durand-Ruel, em Paris, no ano de 1883. Mas seu grande reconhecimento, veio em 1893, quando sua obra “O Piano” foi adquirida pelo Governo Francês. Em seus últimos anos de vida, Renoir teve problemas ao se tornar portador da doença articular artrite, mas ainda assim continuou pintando até o fim de sua vida. Mesmo com seus problemas, o artista criou importantes trabalhos para a história da arte amarrando o pincel em seu braço.

O artista faleceu no ano de 1919 em sua casa na cidade de Cagnes-sur-Mer, onde foi morar em busca de mais saúde, e sua última tela pintada foi “O Julgamento de Paris”.

Principais obras do artista

Mulher com sombrinha

Foto: Reprodução

Entre suas principais obras estão “Mulher com sombrinha” de 1867, “O camarote” de 1874, “Le Moulin de La Galette” de 1876, “Madame Georges Charpentier e suas filhas” de 1878, “Remadores em Chatou” de 1879, “Elizabeth e Alice de Anvers” de 1881, “A dança em Bougival” de 1883, “Mulher amamentando” de 1886, “As grandes banhistas” de 1887, “Menina com espigas” de 1888, “Menina jogando criquet” de 1892, “Ao piano” de 1893, “Odalisca” de 1904, “Retrato de Claude Renoir” de 1908 e “Banhista enxugando a perna direita” de 1910.


Reportar erro