Bomba atômica

A bomba atômica, também denominada bomba nuclear, é uma arma explosiva com energia derivada de uma reação nuclear, possuindo um elevado poder destrutivo, capaz…


A bomba atômica, também denominada bomba nuclear, é uma arma explosiva com energia derivada de uma reação nuclear, possuindo um elevado poder destrutivo, capaz de destruir grandes cidades por completo.

Histórico

A história da bomba atômica pode ser contada a partir da descoberta do nêutron, em 1932, o que mudou completamente os métodos de estudo das propriedades do núcleo atômico. O físico inglês Ernest Rutherford realizou várias pesquisas sobre a estrutura do átomo, utilizando as partículas alfa. Ao longo dos anos 30, foram feitas inúmeras descobertas em relação ao núcleo do átomo.

Cientistas como Otto Hahn e Lise Meitner, bombardearam átomos de urânio com nêutrons e conseguiram provar que o núcleo desse átomo é dividido em núcleos menores. Eles ainda descobriram que o urânio pode fissionar os elementos bário e criptônio. A partir destas descobertas, os cientistas perceberam a possibilidade de criar uma reação em cadeia que poderia gerar grandes quantidades de energia. Os estudiosos sabiam que, se a reação em cadeia ocorresse de maneira descontrolada, a liberação de energia seria gigante, provocando uma explosão com alto poder de destruição.

Em 1939, Einstein admitiu a possibilidade de construção de uma bomba atômica e, no início da década de 40, a ideia começou a ser espalhada. Muitos dos cientistas que pesquisavam sobre fissão e fusão nuclear, dentre os quais estavam Einstein e Lise Meitner, se refugiaram em outros países fugindo do nazismo e do fascismo.

Bomba atômica

Foto: Reprodução

A triste marca na história da humanidade

Em 1941, os Estados Unidos da América entraram na Segunda Guerra Mundial após o bombardeio de Pearl Harbor, efetuado pela Marinha Imperial Japonesa na manhã do dia 07 de dezembro de 1941. Naquela época, Adolf Hitler já tinha invadido vários países da Europa.

Em 1945, após o ataque japonês, uma equipe liderada por J. Robert Oppenheimer construiu uma bomba de fissão nuclear, com a realização dos primeiros testes no deserto do Novo México. Em julho foram realizados os primeiros testes para a detonação da bomba.

Naquele mesmo ano, os nazistas se renderam, porém os japoneses não fizeram o mesmo. Assim, aviões norte-americanos bombardearam a cidade de Tóquio com bombas incendiárias e, após isto, o governo dos Estados Unidos, sob a presidência de Harry Truman, autorizou o uso da bomba atômica. No dia 06 de agosto de 1945, a bomba atômica foi lançada sobre Hiroshima e, três dias depois, outra bomba foi detonada sobre a cidade de Nagasaki, causando aproximadamente 350.000 mil mortes em ambas as cidades, sendo considerado o maior ataque à população civil da história.

Segundo alguns estudiosos, este fato marcou o fim da Segunda Guerra Mundial.

Após este período, as bombas nucleares já foram utilizadas muitas vezes em testes nucleares. Países como Rússia, França, China, Reino Unido, Israel, Paquistão e Índia desenvolveram ogivas nucleares.

Por um lado, o estudo da fissão nuclear proporcionou o desenvolvimento da bomba atômica, e, por outro, favoreceu a fissão nuclear controlada, que é usada nos reatores nucleares.

Após a bomba atômica, foi inventada a bomba de nitrogênio, chamada bomba H, que foi testada em Bikini e revelou um poder destrutivo muito maior do que outras bombas usadas durante a Segunda Guerra Mundial.


Reportar erro