História dos índios brasileiros e suas tribos

Os povos indígenas compõem grande parte da história brasileira e possuem grande importância cultural. Saiba mais sobre os índios do Brasil e suas tribos


História e características

O processo de dizimação indígena juntamente com a precariedade de fontes escritas faz com que as informações sobre esse povo seja bastante restrita. Contudo, sabe-se que os índios ocupavam o território brasileiro muito antes da colonização da América. Os índios se dividiam em tribos que se classificavam de acordo com a língua que falavam. As tarefas do dia a dia se dividiam mediante gênero e idade. Os homens eram responsáveis por preparar a terra e realizar caça e pesca, também costumavam domesticar certos animais, como a capivara; as mulheres por sua vez praticavam agricultura – de modo bastante rudimentar–, além de fabricar peças artesanais para uso próprio e cuidar das crianças.

História dos índios brasileiros e suas tribos

Foto: Reprodução

Os índios antes da colonização costumavam ter um hábito de vida muito particular. Não possuíam organização baseada em hierarquia política, muito menos em controle por parte de estado. Estes se organizavam de forma prioritariamente etária, onde os mais velhos e sábios que detinham um vasto conhecimento e habilidades costumavam ser os chefes da tribo. Existia em toda tribo dois fundamentais representantes, o pajé e o cacique. O pajé dominava rituais e era curandeiro, também era responsável por repassar a mensagem dos deuses em que acreditavam. Já o cacique tinha o papel de organizar os demais índios alem de conceder-lhes orientações.

Os portugueses e os índios brasileiros

O contato mais intenso que os índios tiveram com outros povos antigamente foi certamente o com os portugueses.  A primeira vista, os índios ficaram encantados e admirados pelas grandiosas caravelas e pelos homens brancos e cobertos de roupas dos pés a cabeça. Os portugueses por sua vez ficaram impressionados pelo fato de os índios não usarem roupa alguma e nem ao menos se sentirem envergonhados por isso. A princípio o contato realizado por eles foi amigável e alguns índios foram até mesmo convidados a conhecerem as embarcações; já os índios estavam sempre a apontar para os colares de ouros usados por alguns portugueses, o que dava a entender estarem dizendo que naquela terra havia presença de ouro.

Os portugueses e os índios brasileiros

Descobrimento do Brasil | Imagem: Reprodução

A relação entre eles então passou a se estreitar e trocas passaram a se realizar, que eram chamadas de escambo por não envolver dinheiro. A troca funcionava de forma onde os índios recebiam presentes dos portugueses, como instrumentos e ferramentas, espelhos, facas, foices, e em troca os índios trabalhavam fornecendo a madeira pela qual os portugueses tinham interesse, o Pau-Brasil. O escambo, porém, acabou não dando mais certo, momento em que os índios passaram a ser escravizados.

Daí por diante os índios passaram por maus bocados, trabalho forçado, invasão às suas terras, perda de identidade cultural por parte das missões de catequização, doenças que sofreram trazidas por portugueses e violência por parte dos escravistas. Tudo isso acabou por dizimar muitos índios e tirar seu reconhecimento, que é sentido até os dias atuais. Afirma-se, com base em pesquisas de historiadores, que na época da chegada dos europeus à America existia em torno de 100 milhões de índios no continente sul-americano. Esse número hoje já é bastante reduzido, e de acordo com o censo realizado em 2010 pelo IBGE, existiam no Brasil 896.917 índios.

Principais etnias indígenas da atualidade no Brasil

  • Ticuna
  • Guarani
  • Caiagangue
  • Macuxi
  • Terena
  • Guajajara
  • Xavante
  • Ianomâmi
  • Pataxó
  • Potiguara

Reportar erro