, ,

CUT, MST, MTST e demais movimentos sindicais brasileiros. Saiba o que são

Um desses movimentos, a CUT, é a maior central sindical da América Latina

Os movimentos sociais, como CUT, MST e MTST, tiveram um papel importante no Brasil durante a redemocratização do país. Ainda hoje eles desempenham funções de destaque em nossa sociedade. Conheça quais são os principais.

Principais movimentos sociais do Brasil

CUT

De acordo com o site oficial da organização, a “Central Única dos Trabalhadores (CUT) é uma organização sindical brasileira de massas, em nível máximo, de caráter classista, autônomo e democrático, cujo compromisso é a defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora”.

Segundo informações próprias, a CUT é a maior central sindical da América Latina e a 5ª maior do mundo. São quase quatro mil empresas filiadas e mais de 7,8 milhões de trabalhadores associados.

CUT, MST, MTST e demais movimentos sindicais brasileiros representam classes preteridas

A CUT é a maior central sindical da América Latina (Foto: Reprodução/ Agência Brasil/Rovena Rosa)

O objetivo da entidade é “organizar, representar sindicalmente e dirigir a luta dos trabalhadores e trabalhadoras da cidade e do campo, do setor público e privado, ativos e inativos, por melhores condições de vida e de trabalho e por uma sociedade justa e democrática”.

Veja tambémEm que e como a reforma trabalhista poderá afetar os sindicatos?

MST

O site oficial do Movimento Sem Terra, o MST, existe em 24 estados do Brasil. Ao todo, são 350 mil famílias que foram beneficiadas com terra por conta das reivindicações da categoria.

Uma das bandeiras mais significativas que o MST levanta é a necessidade da reforma agrária no país. As pautas do movimento afirmam que “é preciso realizar uma ampla Reforma Agrária, com caráter popular, para garantir acesso à terra para todos os que nela trabalham. Garantir a posse e uso de todas as comunidades originárias, dos povos indígenas, ribeirinhos, seringueiros, geraizeiros e quilombolas. Estabelecer um limite máximo ao tamanho da propriedade de terra, como forma de garantir sua utilização social e racional”.

Veja tambémReforma Agrária no Brasil

MTST

O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto – MTST luta pela conquista da casa própria para todos os brasileiros, principalmente aqueles que vivem em bairros periféricos.

Ele afirma: “Não é nem nunca foi uma escolha dos trabalhadores morarem nas periferias; ao contrário, o modelo de cidade capitalista é que joga os mais pobres em regiões cada vez mais distantes. Mas isso criou as condições para que os trabalhadores se organizem nos territórios periféricos por uma série de reivindicações comuns. Criou identidades coletivas dos trabalhadores em torno destas reivindicações e de suas lutas”.

CTB

De acordo com o site da Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil – CTB, o movimento tem a função de garantir a unidade dos trabalhadores, difundir os direitos democráticos, promover a independência classista partindo dos princípios de solidariedade e internacionalismo.

Além disso, o grupo defenda a ética na política, o fim da discriminação e a emancipação das mulheres e dos negros. Tudo isso sobre a luz do socialismo.