Energia eólica

A energia eólica é aquela que tem como matéria-prima a força dos ventos. É uma fonte de energia renovável e limpa, sendo uma excelente alternativa ao uso de combustíveis fósseis.

Desde a antiguidade, o ser humano já usava o vento à seu favor, como por exemplo, através de barcos que se moviam à vela com a força dos ventos. Contudo, foi nos anos 70 que esse tipo de energia ganhou maior visibilidade.

Devido a crise do petróleo, a Europa se sentiu ameaçada e com medo que esse recurso se esgotasse, isso fez com que ela procurasse novas fontes alternativas, como a eólica.

Além disso, devido às questões ambientais, alguns países começaram a explorar novas tecnologias e alternativas que não impactassem o meio ambiente. Não é somente a Europa que utiliza a energia eólica, são mais de 80 países que contam com a força dos ventos para gerar boa parte de eletricidade para a sociedade, como o Brasil.

Entre os anos de 2016 e 2017 houve um importante crescimento na geração de energia eólica no nosso país. Esse tipo de energia gerada no Brasil é suficiente para abastecer cerca de 15 milhões de residências, ou seja, houve uma aumento de 20% na geração de energia em todo país.

Como funciona a energia eólica?

A energia eólica ou dos ventos (cinética) é convertida em energia elétrica através de um equipamento chamado aerogerador ou turbina eólica, com o auxílio de hélices. Vários aerogeradores juntos são chamados de parque eólico.

Parque eólico

Essa energia é considerada limpa e renovável (Foto: depositphotos)

Atualmente, existem dois tipos de parques eólicos: onshore e offshore. Os parques onshore se localizam em terra ao longo da costa marítima e os offshore são instalados no meio dos mares.

Vantagens e desvantagens da energia eólica

Assim como toda tecnologia, a criação de parques eólicos possui vantagens e desvantagens. Confira cada uma delas a seguir!

Vantagens

  • A principal vantagem ou benefício da energia eólica é a não emissão de gás carbônico (dióxido de carbono) na atmosfera. O gás carbônico é um dos gases que mais contribuem para o aumento do efeito estufa na Terra, trazendo sérios problemas ambientais
  • É uma energia limpa, sendo o vento um recurso abundante e renovável, diminuindo assim, a utilização de combustíveis fósseis
  • Os parques eólicos ocupam um pequeno espaço geográfico e a área ao entorno pode ser aproveitada para outras práticas, como a agrícola e pastagens, por exemplo
  • Aumento da oferta de empregos e consequentemente da economia local
  • A emissão de poluentes é quase insignificante, não contribuindo com as interferências climáticas provocadas pelo ser humano, como a chuva ácida, por exemplo
  • É uma ótima opção para o nosso país, principalmente em algumas regiões do litoral nordestino, pois apresentam alto potencial para investimento e localização estratégica
  • É um tipo de tecnologia já dominada pelo ser humano, com excelente custo x benefício
  • Não possui resíduo radioativo ou gasoso
  • Não utiliza água como força motriz nem fluido refrigerante.

Desvantagens

  • Uma das principais desvantagens da energia eólica é o impacto provocado na fauna, em especial com as aves. Pesquisas apontam que os pássaros podem colidir com algumas estruturas (torres de alta tensão, mastros, etc) e com as turbinas eólicas, devido a dificuldade visual. Deve-se evitar a construção de parques eólicos em rotas de migração de pássaros, pois muitas espécies podem vir a morrer ao colidirem com as turbinas
  • Outro ponto negativo é o ruído. O impacto sonoro gerado pelo movimento das pás foi muito discutido, principalmente na década de 80 e início da década de 90. Com os avanços tecnológicos, houve uma melhora significativa nos níveis de ruído gerados pelas turbinas. A questão do ruído também está muito relacionada com a força dos ventos, ou seja, é um problema que possui duas origens distintas: mecânica e aerodinâmica
  • Interferência eletromagnética é uma desvantagem, visto que as turbinas eólicas podem causar interferência por reflexão de sinais das pás. Essa interferência é maior em materiais metálicos, pois são refletores, e menores em pás de madeira, pois são absorventes. Interferências em TVs, rádios, celulares, comunicação naval e sistemas de controle de tráfego aéreo, são frequentemente afetados.

Apesar das desvantagens mencionadas, a energia eólica é uma das melhores opções de geração de energia elétrica, pois é uma energia limpa e renovável. Espera-se que nos próximos anos essa opção energética se difunda ainda mais.

Energia eólica no Brasil

O Brasil é um país com grande potencial eólico. As regiões com maior potencial são as da zona litorânea do Nordeste, Sul e Sudeste.

A região Nordeste foi uma das pioneiras na instalação de parques eólicos para aproveitamento na geração de energia elétrica, isso deve-se a excelente qualidade de radiação solar e ventos fortes, sendo a costa nordestina um local estratégico.

A geração de energia complementar tem despertado grande interesse econômico em empresas nacionais e estrangeiras, visto que o consumo de energia elétrica tem aumentado significativamente. No Brasil, a fonte de energia hidráulica ainda é predominante, e a energia eólica representa apenas 0,03% da produção.

Principais parques eólicos no Brasil

  • Parque eólico Giribatu (RS)
  • Complexo eólico Alto do Serrão I (BA)
  • Parque eólico de Osório (RS)
  • Complexo eólico Desenvix Bahia (BA)
  • Parque eólico Sangradouro (RS)
  • Parque eólico Elebrás Cidreira I (RS)
  • Parque eólico Enacel (CE)
  • Parque eólico Giruá (RS)
  • Parque eólico Beberibe (CE)
  • Parque eólico Cabeço Preto (RN)
  • Parque eólico Lanchina (RN)
  • Parque eólico Calango (RN)
  • Parque eólico Volta de Rio (CE)
  • Parque eólico Bons Ventos (CE)
  • Parque eólico de Praia Formosa (CE)
  • Parque eólico Alegria (RS).

Principais parques eólicos no mundo

  • Horse Hollow Wind Energy Center (Estados Unidos)
  • Tehachapi Pass Wind Farm (Estados Unidos)
  • San Gorgonio Pass Wind Farm (Estados Unidos)
  • Altamont Pass Wind Farm (Estados Unidos)
  • Sweetwater Wind Farm (Estados Unidos)
  •  Peetz Wind Farm (Estados Unidos)
  • Buffalo Gap Wind Farm (Estados Unidos)
  • Maple Ridge Wind Farm (Estados Unidos)
  • Whitelee Wind Farm (Reino Unido)
  • Thorntonbank Wind Farm (Bélgica)
  • Parque Eólico Alto Minho (Portugal)
  • Stateline Wind Project (Estados Unidos)
  • Blue Canyon Wind Farm (Estados Unidos)
  • Roscoe Wind Farm (Estados Unidos)
  • Parque eólico Maranchón (Espanha)
  • Fenton Wind Farm (Estados Unidos)
  • New Mexico Wind Energy Center (Estados Unidos)
  • Vankusawade Wind Park (Índia)
  • King Mountain Wind Farm (Estados Unidos).
Referências 

ESTANQUEIRO, Ana IL. “Modelação dinâmica de parques eólicos“. Lisboa: IST (Instituto Superior Técnico), 1997.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.