Enem 2016 conta com aplicativo para smartphones e tablets

A partir da ferramenta, os inscritos terão acesso a informações do exame, além de acompanhar dicas


Uma das novidades para a edição 2016 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é o lançamento de um aplicativo para as plataformas Android, iOS e Windows Phone. A partir da ferramenta, os inscritos terão acesso a informações como o cronograma do exame, tira-dúvidas, além de acompanhar dicas. As provas serão aplicadas nos dias 5 e 6 de novembro para mais de 8,6 milhões de inscritos de todo o País.

O aplicativo foi disponibilizado, oficialmente, desde o dia 1° de junho. Lá os candidatos tem acesso a informações gerais sobre o exame. Ele possui a função alerta, que permite ao usuário selecionar quais informações ele deseja ser notificado quando forem atualizadas dentro do cronograma. É possível também ir fazendo um check list das ações já concluídas durante as etapas da prova.

A ferramenta também é um elo de ligação direta entre o candidato e Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (Inep), responsável pela administração do exame. Isso implica dizer que os candidatos serão avisados, em primeira mão, quanto aos comunicados oficiais que envolvem todo o processo de Enem.

Utilizando o app

O Enem 2016 e o seu aplicativo para smartphones e tablets

Arte: Divulgação

O aplicativo está disponível na loja virtual de cada sistema de celular: Google Play (Android), App Store (iOS) e Windows Store (Windows Phone). Após a instalação, é necessário que o estudante insira o login e a senha cadastrados no sistema de inscrição do Enem. Uma forma de garantir a segurança do aplicativo é verificar se o desenvolvedor da plataforma é o Inep.

Enem 2016

O Enem 2016 registrou 8.627.194 inscrições confirmadas até o dia 30 de junho, de acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Educação (MEC). O número representa um aumento de 11,3% em relação às 7,7 milhões de inscrições confirmadas no ano passado. Aproximadamente 9,3 milhões se inscreveram no exame deste ano, mas alguns deixaram de pagar a taxa de inscrição.

As provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. De acordo com o Ministro da Educação Mendonça Filho, o calendário e as regras do exame, fixadas ainda na gestão do ex-ministro Aloizio Mercadante, serão mantidos. “Quero tranquilizar os estudantes do Brasil, aqueles que se submeterão ao exame. O calendário será mantido e nada será alterado. O que a gente quer é ter um Enem de sucesso, com transparência e segurança para os envolvidos”, afirmou.

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos, por meio do Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e participar do Programa Ciência sem Fronteiras. Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.


Reportar erro