,

Bem na prova: Saiba o que fazer na reta final dos vestibulares e Enem

Além de se dedicar aos estudos, há outros fatores para que o estudante esteja mesmo preparado

Só quem está na reta final do período de vestibulares e do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), sabe o quanto os últimos dias do ano podem ser cansativos.

Em meio a muita ‘pressão’ e dias cheios de estudos e aulas extras, qualquer estudante pode se sentir ‘perdido’, ‘sufocado’.

Por isso, estar preparado para a reta final das avaliações de ingresso em instituições de ensino superior, vai muito além de apenas estudar.

Há outros elementos além de estudar para ter uma boa reta final dos vestibulares e Enem

Reta fina dos vestibulares e Enem exige algo além de apenas estudar (Foto: depositphotos)

Reta final dos vestibulares e Enem: Saiba o que fazer

Sim, é preciso se dedicar aos estudos e estar antenado aos assuntos atuais, já que estes podem acabar se tornando o tema de uma redação de prova.

Mas além disso, há ainda de se atentar a outros dois fatores para que o candidato esteja de fato preparado: a estratégia e o controle emocional.

Afinal de contas, não adianta estudar tudo de qualquer jeito ou ainda se entregar para as emoções. O emocional, por ser algo pessoal, se torna uma questão um pouco difícil, mas não impossível.

Repense em tudo que fez

Razão. É o necessário para ter controle emocional nos dias que antecedem os vestibulares e Enem e nos dias das avaliações.

Faça uma retrospectiva tranquila sobre tudo que foi estudado. Repense nos simulados que você fez, além das aulas e exercícios.

Muitas vezes, os candidatos acabam criando preocupação e somente conseguem enxergar as suas falhas. Para Márcio Guedes, coordenador do Curso Poliedro, é importante que os vestibulandos também pensem em suas conquistas durante o processo.

Estratégia + Controle Emocional

A importância do Enem para o ingresso na maioria das universidades, pode transformá-lo em um ‘bicho de sete cabeças’ para alguns.

Para evitar tal temor, a estratégia pode ser uma aliada. Use-a nos estudos e no gerenciamento de tempo da prova, mas também para manter a estabilidade emocional.

Ao se deparar com uma questão complexa, o habitual é responder de todo jeito antes de passar para a próxima. E fazer isso pode se tornar um problema a depender da maneira de encarar a situação.

Segundo Guedes, muitos alunos se deparam com uma questão problema em que eles “travam” e consideram que se não conseguirem realizar em decorrência de tratar sobre um assunto que estudaram muito, automaticamente toda a prova será do mesmo jeito.

Por isso, é preciso ficar atento(a) a possíveis ‘ciladas’ que a mente pode empregar. “Não caia na armadilha emocional que a gente cria frente a um revés, a uma questão”, reforça Guedes.

Ao se deparar com uma questão complexa, é importante pensar na estratégia. Talvez não seja o momento certo para respondê-la, ou provavelmente o candidato não irá conseguir a responder.

Nessas situações, o melhor a se fazer é ‘pular’ para outra questão e retornar para a mais difícil depois. Isso é necessário para que não se perca o tempo para responder as outras questões.

Outras dicas para a reta final dos vestibulares e Enem

Além das dicas mencionadas acima, Guedes fala da importância de não deixar tudo para a última hora. Haja vista que a reta final dos vestibulares e do Enem não é momento de querer estudar todo o conteúdo das provas.

Foque em apenas fazer revisões dos conteúdos. E claro, certifique-se sobre o que você pode ou não levar em seu estojo para os vestibulares e Enem. Além da documentação exigida no dia das provas.

É fundamental já deixar tudo pronto. Vá tranquilo, confiante e boa prova!